Promoção de Fim de Ano: ATÉ 87 % OFF

+ Ganhe domínio GRÁTIS por 1 ano

A oferta termina em:

05 :

04 :

30 :

08

Abra uma Empresa de eCommerce em 9 Passos Simples

Abra uma empresa de eCommerce em 9 passos simples blog

Qual foi a última coisa que você comprou? Mais importante ainda: onde você fez essa compra?

Apostamos que você fez essa compra pela internet. Isso nem nos surpreende, porque que o setor de eCommerce cresceu muito nos últimos 5 anos e dá sinais de que não vai desacelerar.

Se você sempre ficou intrigado com a eficiência e lucratividade dos eCommerces e se perguntava como poderia começar a vender pela internet também, este conteúdo é para você.

Use este guia para construir sua loja virtual do zero. Nós estaremos aqui para te apoiar em cada passo dessa jornada.

Vamos começar!

Índice de conteúdos

Passo 1: Escolha seu nicho

Você aprovavelmente quer que sua loja online venda algo que nenhuma outra empresa de eCommerce teve a ideia de vender. Algo que vai fazer seu negócio se destacar da concorrência.

Um nicho, em termos simples, descreve sua especialidade ou foco.

Digamos que você quer ter uma empresa de eCommerce focada em produtos fitness. Ao invés de vender tudo relacionado com o mundo fitness, seu nicho poderia ser nutrição esportiva, roupas para academia ou equipamentos para prática de esportes.

As possibilidades são infinitas quando estamos falando da escolha de um nicho de mercado, então é importante pensar bem qual é o melhor para você.

.Escolha um nicho que:

  • Facilite que os clientes te encontrem. Se você não aparecer no topo dos resultados do Google, os clientes terão muita dificuldade em encontrar você. Ter um nicho bem definido vai ajudar você a dominar os resultados de busca.
  • Reduza a competição. Você com certeza pode tentar se tornar a próxima Lojas Americanas, mas sua vida será muito mais fácil se você competir com os “peixes pequenos”, pelo menos no início. Atender a um grupo específico de pessoas que você conhece muito bem é mais fácil que tentar agradar todo mundo.
  • Descomplique o trabalho de marketing. Com seu eCommerce direcionado a um nicho específico, criar campanhas e anúncios para o público certo nas redes sociais será muito mais fácil.

Que produto você vai vender?

A escolha de um nicho anda de mãos dadas com a decisão de quais tipos de produtos e serviços que você quer começar a vender.

Vamos imaginar que você escolheu que seu nicho serão os barcos a vela. Boa escolha, capitão!

Faz sentido vender produtos e serviços que tenham a ver com barcos a vela e não com barcos a motor, concorda?

Talvez você possa criar coleções com diferentes tipos de velas, ganchos e outros acessórios relacionados aos barcos a vela.

Melhor que ter um estabelecimento que vende todo tipo de produto relacionado a barcos, quando você define um nicho mais limitado, pode criar uma abordagem mais focada para sua loja.

Além do mais, uma abordagem focada terá muito mais sucesso comercial.

Pessoa abrindo uma caixa com plano de fundo escuro

Passo 2: Escolha o modelo de eCommerce ideal

Assim que você já tiver decidido qual será o seu nicho e quais produtos e serviços sua loja virtual vai oferecer, será a hora de escolher um modelo de negócios para seu eComemrce.

Existem algumas formas mais comuns de gerenciar uma empresa de comércio eletrônico:

  • Gerencie seu próprio estoque. Esse é o modelo mais indicado se você quer ter controle total da sua loja virtual. Você vai produzir ou comprar os produtos, estocar todos os itens e, quando uma compra for feita, você mesmo vai embalar a mercadoria e enviar para o cliente.
  • Dropshipping. Atue como o mensageiro entre o cliente e o fornecedor. Você vai enviar as informações sobre o pedido direto ao fornecedor, e ele vai lidar com o processo de envio dos produtos. Você não vai precisar se preocupar em ter espaço para guardar o estoque de mercadorias.

O método de dropshipping se tornou popular no mundo do eCommerce desde que as startups começaram a reduzir custos com a produção e armazenamento de produtos.

Em outras palavras, ter uma fábrica e um galpão não são mais pré-requisitos para ter uma loja online.

Passo 3: Registre sua empresa

Se você já está pronto para dar os próximos passos na criação de sua empresa de eCommerce, chegou a hora de se registrar como pessoa jurídica.

O processo exato para abrir uma empresa varia de lugar para lugar, mas costuma incluir:

  • Registro do CNPJ
  • Dar um nome à sua empresa
  • Reunir toda a documentação para declaração de impostos
  • Abrir uma conta própria para empresas no banco

Enquanto você aguarda a confirmação oficial das autoridades, dedique um tempo para cuidar do branding da sua empresa e criar a própria infraestrutura do seu eCommerce.

Seleção de anúncios da Coca-Cola pregados em uma parede de madeira

Passo 4: Faça o branding

A próxima etapa é começar a construir sua estratégia de marca

Branding é como se chama, no mundo do marketing, esse trabalho de escolher estrategicamente as características que a marca vai exibir, com a finalidade de torná-la mais memorável, atrativa e valiosa para o público.

É o tipo de tarefa para a qual devemos dedicar tempo e atenção e, quanto antes trabalharmos nela, melhor. Se você demorar para decidir quais características sua marca vai ter, terá que desembolsar um bom dinheiro e gastar muito tempo para refazer o branding no futuro.

Você deve se fazer três perguntas quando estiver construindo sua marca:

  • Pra quem estou vendendo? Conheça seu público-alvo e pense no perfil do seu cliente ideal. Isso vai ajudar você a construir uma estratégia melhor para sua marca. Você não daria uma mesmíssima palestra para crianças e profissionais corporativos, mão é mesmo?
  • O que me torna especial? Apenas ter um produto para vender e um público-alvo em mente não é suficiente. Você também precisa se destacar da concorrência. Saiba exatamente o que seu produto ou serviço tem de especial.
  • Qual é a personalidade da minha marca? Se sua marca fosse uma pessoa, ela teria uma personalidade e jeito de falar únicos, certo? Se você quer dominar seu mercado, sua banda vai precisar ter uma identidade completa.

Quando você tiver uma ideia bem sólida de quais são os valores da sua marca, poderá começar a pensar em formas de mostrar esses valores para os clientes.

A identidade da sua marca também depende de elementos visuais, é claro. Para algumas pessoas, essa é a parte mais divertida do branding, enquanto outras pessoas acham ela entediante.

Na realidade, criar os elementos visuais certos para sua marca não é tão difícil assim. Veja só alguns pontos para considerar:

  • Sua logo. Essa vai ser a peça central da sua marca. Ela deve ser simples, única e agradar você – afinal de contas, você não vai querer ter que consertar sua logo no futuro próximo. Para acelerar o processo, você pode usar o Criador de Logos do Zyro ou contratar um designer para criar o logotipo para você.
  • A fonte usada. As fontes estão entre os elementos mais subestimados na hora de criar a estratégia de branding de uma marca, mas não deveria ser. Qual será o custo para sua empresa se os clientes não conseguirem entender sua mensagem? É um preço que voc~e não quer pagar, certo? Escolha uma fonte fácil de entender até em telas menores.
  • Suas cores. Você pode não perceber, mas as cores têm seus significados. Escolha as cores que vão representar sua marca com base no seu produto e nos sentimentos (e ideias) que você quer despertar nos clientes.

Por último, mas não menos importante, não se esqueça de criar um guia com as diretrizes da sua marca, contendo todos os elementos de branding que você vai criar. Todas as pessoas que trabalharem para sua marca deverão conhecer esse guia muito bem.

Em todas as plataformas em que sua marca estiver presente, seu visual e forma de se comunicar devem seguir o mesmo estilo.

Pessoas olhando para documentos sobre uma mesa

Passo 5: Pesquise sobre seu público e sua concorrência

Você deve ter uma ideia de que tipo de usuário você está tentando atrair para sua loja virtual. Assim como é importante ter uma visão geral de quem são seus concorrentes de nicho.

Quanto mais bem-informado sobre seu público-alvo você for, melhor o serviço que você vai conseguir oferecer. Quanto mais você entender seu cliente, com maior eficiência você vai poder resolver problemas dele com os produtos que você tem no estoque.

O que pode aprender sobre seu público-alvo:

  • Crie o perfil do cliente ideal. Imagine o cliente perfeito para sua loja. Quantos anos ele ou ela tem? Quais as características dele? Se estilo de vida? Onde ele mora?
  • Faça uma pesquisa de mercado. Crie formulários e entrevistas, ou até mesmo faça um grupo focal para investigar qual é a opinião das pessoas sobre a marca. Você pode pesquisar desde as opiniões sobre seu logo, até o que as pessoas pensam do tipo de produto que você planeja vender,
  • Analise qual o melhor tipo de campanha de marketing. Se a divulgação nas redes sociais funciona melhor que uma campanha feita por email, foque seus esforços de marketing nas mídias sociais.

No que seus concorrentes estão acertando?

Nunca perca de vista como está seu desempenho em comparação ao dos concorrentes. Observe o que eles estão fazendo de bom e onde estão perdendo oportunidades.

Algumas boas formas de analisar seus concorrentes:

  • Seja um assinante das newsletters dos seus competidores
  • Siga os perfis das empresas concorrentes nas redes sociais
  • Com frequência, visite o site deles para saber quais campanhas e ofertas eles podem estar oferecendo
  • Faça pesquisas de palavras-chave para ter uma ideia de quais sites estão no topo dos resultados de busca. Observe o conteúdo deles e tente descobrir como eles podem ter conseguido alcançar essas posições privilegiadas.

Não tenha vergonha de se inspirar nas ideias deles. Você só precisa dar seu próprio toque de originalidade para essas ideias.

Execute essas ideias de forma ainda mais eficiente que seus concorrentes e veja sua empresa de eCommerce deslanchar.

Detalhes de um chip de computador vermelho

Passo 6: Cuide das partes técnicas

Para ter sua loja virtual funcionando a todo vapor, primeiro você vai precisar resolver algumas questões técnicas.

Primeiramente, você precisa ter um ótimo domínio para sua loja online. Um domínio é o endereço do seu site, aquele parte depois do “www”.

Um bom domínio:

Não é muito longo. Ninguém guarda na memória um domínio que é mais longo que uma frase. Escolha um domínio curto, com apenas uma ou no máximo duas palavras.

Tem relação com a empresa e o conteúdo do site. Mesmo que o endereço que você queira dar ao seu site já esteja sendo usado por outra pessoa, adapte sua idia sem esquecer de que seu domínio dever estar relacionado com o seu nicho ou as características do produto e marca.

É fácil de digitar. Evite a todo custo palavras difíceis de escrever – no mundo dos domínios, sai na frente quem é curto e simples.

Assim que você já tiver encontrado uma ideia perfeita para seu domínio, comece a pensar na hospedagem do site.

Parece complicado, mas não é. Hospedagem de sites é o equivalente ao cômodo onde voc~e constrói sua loja, só que virtualmente.

Quando for escolher um provedor de hospedagem, exija que a empresa garanta bom uptime (isso significa que sua loja online vai estar de fato online a maior parte do tempo) e seridores rápidos.

Não corra o risco de perder visitantes porque seu site demora para carregar.

Notebook sobre a mesa mostrando foto de um sofá

Passo 7: Crie sua loja virtual

Depois que você tiver garantido a hospedagem do seu site é que começa a parte divertida do processo.

Arregace as mangas e coloque a mão na massa para escolher os detalhes da sua loja virtual.

Quando estiver construindo sua empresa online, existem muitas ferramentas que sua plataforma de eCommerce pode oferecer para facilitar seu trabalho.

Algumas plataformas oferecem recursos com nome chique, mas que, na vida real, pode acabar confundindo seus clientes e você.

Sua prioridade é cuidar muito bem de seus clientes e dar a eles uma experiência de compra excelente, ao mesmo tempo que automatiza tarefas para facilitar seu trabalho. Uma boa plataforma permite que você faça isso.

Assim todo mundo sai ganhando, não é verdade?

Tudo deve ser perfeito para o cliente

Reter clientes é muito mais simples e barato do que adquirir novos clientes. Então trate de atrair visitantes para sua loja virtual e manter todos eles felizes.

Quando as pessoas visitam seu site, devem ver:

  • Um layout adaptado. Não importa o tamanho da tela do cliente, a facilidade para realizar uma compra deve ser a mesma.
  • Listas de compras e de favoritos. Às vezes seus clientes não vão ter tempo ou dinheiro para finalizar a compra imediatamente, então deixe que eles salvem seus produtos favoritos em uma lista para acessar mais tarde.
  • Simulação de frete em tempo real. Facilite ainda mais para seus clientes e ofereça uma estimativa do preço do frete baseado na localização do endereço de IP da pessoa, antes mesmo dela informar seu CEP.
  • Descrições em vários formatos. Faça sua loja ser dinâmica com descrições de produtos muito ricas em informação. Adicione vídeos, fotos e até tabelas se quiser. Tudo para mostrar como seus produtos são demais.
  • Loja com acessibilidade. Todos os clientes são importantes, então garanta que todas as pessoas, com deficiência ou não, possam usar sua loja.
  • Informações transparentes. Seja honesto com seus clientes e deixe que eles mesmos tomem a decisão de permitir o uso de cookies ou que sua loja envie emails. Dê a chance que eles aceitem seus termos e condições antes de concluir a compra.
Moça sorrindo usando o notebook em uma cafeteria

Tudo deve ser perfeito para você

Para que sua empresa de eCommerce funcione sem nenhum problema, você vai precisar encontrar uma plataforma que faz a maior parte do trabalho pesado por você.

Não é difícil de acreditar, mas você vai economizar muito tempo trabalhando com uma plataforma que toma conta automaticamente da catalogação, cobrança de taxas, envio de mercadorias e muitos outros processos da loja.

Você vai precisar que sua plataforma de eCommerce ofereça o seguinte:

  • Muitas opções. Sua plataforma deve oferecer liberdade para que você ofereça suas mercadorias, adicionando seus produtos à loja e permitindo que o cliente faça escolhas (cores, tamanhos diferentes e opções embaladas para presente, por exemplo), adicionando galerias de fotos e tendo ótimas thumbnails nas listagens.
  • Múltiplos preços. Imagine ter que ficar alterando os preços manualmente toda vez que você fizer uma promoção. Um pesadelo. Sua plataforma de eCommerce deve permitir que você adicione várias opções de preço que podem ser alterados com o simples clique de um botão no começo e fim das promoções.
  • Cálculo automático do valor do frete e impostos. Você quer criar uma loja sem ter que perder o sono por causa dos impostos, não é? Uma plataforma eficiente automatiza o cálculo do frete e dos impostos sobre os produtos e permite que você customize regras e cotações diferentes para regiões diferentes.
  • Rastreio da entrega em tempo real. Não tem nada pior que não saber quando seu pedido vai chegar. Permita que seus produtos sejam transportados por grandes empresas de transporte como os Correios. A cobrança de taxas extras por adicionais como seguro de mercadoria também devem ser fáceis de configurar.
  • Edite e crie pedidos como administrador. Tenha muita flexibilidade para poder ajudar os clientes. Precisa cancelar uma compra, editar quantidades ou adicionar produtos depois que o pedido já foi feito? Com uma boa plataforma de eCommerce tudo isso pode ser feito num piscar de olhos pelo dono da loja.
  • Tenha um verificador de IPs. Proteja sua empresa de fraudes – use uma plataforma que ofereça o recurso que verifica automaticamente se os dados de endereço do cliente batem com o endereço de IP dele.

Existem outros elementos muito impostantes também, mas eles vão depender das características específicas de cada nicho.

Pense bem sobre o que é mais importante para seu nicho. Nesse mercado tão saturado do eCommerce, provavelmente outras lojas virtuais já descobriram os elementos importantes para seu nicho também

Pessoas celebrando com velas que soltam faísca

Passo 8: Espalhe a notícia e atraia clientes

Sua loja online está prontinha para o lançamento – agora você só precisa de um primeiro cliente.

A maneira mais fácil de conquistar clientes é atraindo visitantes para sua loja virtual.

Existem várias formas de divulgar sua empresa, mas algumas funcionam melhor para o mercado de eCommerce.

Foque em aperfeiçoar suas habilidades em marketing digital. Assim você vai poder fazer a diferença no número de visitantes que seu site recebe.

Mídias Sociais

O poder das redes sociais já foi provado muitas vezes. Comece agora mesmo a experimentar essas dicas:

  • Crie um perfil próprio para empresas. Você vai ganhar mais informações sobre o desempenho da sua página e saber que tipo de postagem agrada mais ao público.
  • Compartilhe. Peça aos amigos e à família ajudem você a compartilhar sua página nas redes sociais e começar a divulgar sua marca.
  • Crie um calendário de postagens e siga à risca. Consistência é a chave e, assim como um bom vinho, seus perfis nas redes sociais vão levar um tempo para atingir a perfeição.

Anúncios pagos

Se você puder investir um pouquinho de dinheiro, pagar por anúncios é um jeito fantástico de fazer sua empresa de eCommerce ser conhecida por mais pessoas.

Considere experimentar as seguintes plataformas:

  • Facebook Ads. Ótima para alcançar públicos muito específicos, o Facebook Ads ajuda seus clientes a encontrarem sua loja virtual mesmo que eles não estejam procurando por ela ainda.
  • Google AdWords. Esses anúncios vão ajudar você a alcançar os clientes que já estão procurando uma empresa como a sua.
  • Publicidade em várias plataformas. Envie seu anúncio para uma plataforma de publicidade e eles vão cuidar da publicação das informações sobre sua empresa em vários sites diferentes.

Tráfego orgânico

Se você está com o orçamento apertado, vai ficar feliz em saber que existem formas gratuitas de atrair mais visitantes para seu site.

Na verdade, com o uso inteligente das estratégias de marketing e otimização para mecanismos de busca (chamadas simplesmente de SEO na maioria das vezes), você pode atrair maiores volumes de visitas sem pagar nenhum centavo por isso.

Veja o que fazer:

  • Pesquisa de palavras-chave. Analise quais palavras-chave as pessoas estão usando para procurar por empresas como a sua na internet. Comece a incluir esses termos em seu site de eCommerce.
  • SEO on-page. As páginas que você quer que apareçam nos resultados do Google devem ter um visual organizado, as palavras-chave nos lugares certos e bom uso dos títulos e descrições.
  • Linkbuilding. Resumindo, quanto mais sites postarem links (chamados de backlinks no mundo do SEO) apontando para o seu site, mais os buscadores como o Google vão considerar que sua página tem informações relevantes para os usuários.

Crie promoções

Tudo mundo adora um bom desconto ou liquidação, e você pode usar promoções como uma oportunidade de campanha de marketing.

Uma forma fácil e ótima de mimar seus clientes é oferecer cupons de desconto. Fácil de criar e gerenciar na maioria das plataformas de eCommerce, os cupons de desconto podem ser oferecidos como um presente aos clientes fiéis. Você também pode oferecer frete grátis.

Não se esqueça de usar em sua loja online a função de compartilhar nas redes sociais. Não tem nada pior que perder uma promoção, então as pessoas ficam de olho nas publicações daquele amigo que sempre compartilha promoções no Twitter.

Passo 9: Gerencie as tarefas do dia-a-dia

Gerenciar uma empresa de qualquer tipo exige muito trabalho. Nas lojas físicas, repor prateleiras e criar vitrines bonitas também leva muito tempo.

Enquanto isso, na internet as lojas são construídas de pixels e códigos de programação e, se você não tomar cuidado, pode acabar tendo que fazer muito trabalho manual também.

Para que sua experiência como dono de eCommerce seja mais divertida, simples e fácil, você precisa trabalhar com uma plataforma que permita que você automatize tarefas.

Quanto mais tarefas você conseguir automatizar e quanto mais fácil a configuração do site for, mais fácil vai ser administrar seu negócio virtual.

O poder da automação

Eliminar o erro humano e automatizar o maior número de tarefas possível é o novo segredo para o sucesso das empresas digitais.

Melhor que passar horas e horas manualmente transferindo dados de um sistema para o outro, integre sua loja virtual às ferramentas que você usa no dia-a-dia para que os dados se transfiram automaticamente.

Se você quer focar em divulgar sua marca no Facebook, por exemplo, você provavelmente vai querer usar o Messenger do Facebook para responder às perguntas que seus clientes tiverem sobre seus produtos ou serviços.

Por isso, um chat que sincroniza automaticamente com seu site é melhor que ficar dando cntrl+c cntrl+v na conversa.

Se anunciar no Google funciona melhor para o seu nicho, você provavelmente já usa as ferramentas do Google Analytics. Com elas você tem acesso a muitas informações valiosas sobre sua empresa, mas não quer perder tempo exportando os arquivos para sua loja para só depois perceber que esqueceu de preencher um campo e ter que começar o processo de novo.

Quanto mais você puder integrar seus sistemas entre si, mais fácil será administrar sua empresa em si.

Você tem coisa melhor para se preocupar, como cuidar dos seus clientes e planejar campanhas de marketing eficientes.

Letras sobre um fundo branco dizendo "comece agora"

Crie uma empresa de eCommerce bem-sucedida

Como você pode perceber, criar sua empresa de eCommerce não é tão complicado quanto você pensava.

Com as ferramentas certas, você colocar a administração da sua empresa no piloto automático. O processo de configuração do site também não precisa levar anos e anos.

Algo que você nunca vai esquecer é da sua primeira venda. E – lá vem o spoiler – é o sentimento mais libertador do mundo.

Comece hoje mesmo.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.