Oferta da Cyber Week: Até 86 % OFF

03

:

08

:

56

:

59

Blog do Zyro

Todos os tópicos
Blog de e-Commerce Design Dicas para Pequenas Empresas Essenciais Ideias de Negócio Insights do Zyro Inspiração Marketing Novidades do Zyro

Como Criar Um Produto Digital: 5 Ideias Para Fazer Renda Passiva (2021)

Para muita gente, vender produtos digitais podem parecer uma ideia muito nova. Mas os e-books, cursos online e músicas para download já existem há muito tempo no mercado.

Curiosidade: a primeira música a subir no pódio como canção mais baixada na internet é “Crazy”, de Gnarles Barkley — e isso foi em 2006.

Como você pode ver, os produtos digitais fazem sucesso desde que o e-commerce começou a se popularizar. Por isso, se você ainda não vende produtos digitais, faça esta pergunta a si mesmo: por que perder a oportunidade?

Além de ser um modelo de negócios viável, a venda desses produtos também pode ser extremamente lucrativa. Veja o porquê:

  • Produtos digitais podem ser uma fonte de renda passiva
  • Baixo investimento inicial e margens de lucro altas
  • O empreendedor pode automatizar o processo de venda e os pedidos podem ser entregues imediatamente ao comprador
  • Você pode vender produtos digitais de todo tipo — ou seja, terá mais flexibilidade do que teria vendendo produtos físicos
  • É possível vender para pessoas do mundo inteiro
  • É fácil criar e vender produtos digitais em qualquer plataforma de e-commerce
  • Cursos online e o e-learning dão o futuro da educação

Se essas vantagens que acabamos de citar não convenceram você a começar a vender produtos digitais, vamos falar de finanças:

Só no mercado de e-learning (que inclui venda de e-books, cursos a distância, aulas pela internet e publicação de apostilas online), os produtos digitais geraram 144 bilhões de dólares em 2019. Até 2026, a previsão é que a área movimente mais de 374 bilhões de dólares.

Agora nós vamos explicar como você pode embolsar uma parte desse lucro aprendendo como criar um produto digital do zero.

O que são produtos digitais e como criar um?

O nome já entrega o que são os produtos digitais.

Diferente dos produtos físicos, os produtos digitais são intangíveis — como podcasts, fotos digitais para bancos de imagem, e-books e templates. Outros exemplos de produtos digitais são os softwares e apps que os clientes pagam para acessar, os cursos online e serviços virtuais, como aulas particulares por videoconferência.

Uma das maiores vantagens de aprender como criar um produto digital é que você poderá vender quantas unidades quiser da mesma mercadoria. Nunca haverá o risco de ficar sem estoque.

Além disso, você não terá que alugar um espaço para armazenar seus produtos, nem pagar frete para que o pedido chegue até o cliente.

O processo é descomplicado. Tudo que você precisa para começar a vender seus produtos digitais é criar seu site ou loja virtual. E, bem, se você não faz ideia de como montar sua loja online, temos uma ótima notícia: o processo nunca foi tão fácil quanto é hoje.

Exemplos de produtos digitais

Com todas essas vantagens em mente, vamos listar alguns exemplos de produtos digitais que você pode criar e vender:

  • Podcasts e outros conteúdos em áudio
  • Criptomoedas
  • Newsletters
  • NFTs
  • Notícias para assassinantes
  • E-books
  • Cursos online
  • Vídeos de alta qualidade
  • Música

Quais são as vantagens de vender produtos digitais?

Você ainda deve estar se perguntando: por que esses produtos são tão lucrativos? O que está levando todas as grandes marcas a criar produtos digitais próprios, lançar canais de streaming e podcasts?

Bom, há três motivos principais:

  • Escalabilidade: vender produtos digitais com um site próprio permite que as marcas e empresas cresçam muito e possam fazer um número ilimitado de vendas.
  • Renda passiva: os clientes vão poder comprar e baixar os produtos digitais a qualquer momento do dia ou da noite. Independente da quantidade de itens vendidos, o estoque nunca vai acabar.
  • Custo inicial baixo: a empresa só precisa de um site e um endereço de e-mail para começar a vender produtos digitais. Não é necessário  alugar uma loja física nem um espaço para estocar os produtos. Tudo isso contribui para que o custo de abrir esse tipo de empreendimento seja baixo.

São ótimas vantagens, não? Então vamos explicar como você pode aproveitar desses benefícios também, criando produtos digitais que os clientes vão amar.

Como criar um produto digital do zero

Você pode até ficar sentado esperando a inspiração bater à porta trazendo a ideia do produto digital perfeito. Mas, assim como em qualquer outro nicho de mercado, o melhor jeito de desenvolver um produto é seguindo uma estratégia, ao invés de esperar a inspiração chegar.

O que vamos apresentar agora não é a única maneira de criar produtos digitais que existe. Mas este é um guia com etapas testadas e aprovadas que vão permitir que você encontre um tipo de produto lucrativo seguindo um passo a passo bem simples.

Mais adiante, vamos falar mais sobre como criar um produto digital. Porém, primeiro você precisa saber qual produto digital criar. Para isso, vamos abordar algumas táticas que você pode usar para descobrir o produto ideal para a sua loja virtual.

Faça um brainstorming para encontrar a melhor ideia

Você precisa criar uma lista de problemas que os clientes em potencial têm e que você poderia sanar vendendo um produto digital. Por exemplo, quais problemas as pessoas têm que o seu curso virtual poderia resolver?

Para resolver o problema do cliente, seu produto digital não precisa ser necessariamente um curso virtual. Você pode escolher o formato que quiser para o produto — só não se esqueça que sua mercadoria deve se destacar.

Destacando-se da concorrência e criando um produto digital que resolva de verdade o problema do cliente, sua loja estará dando os primeiros passos para ser um negócio lucrativo.

Veja algumas perguntas que você deve responder durante o brainstorming para encontrar ideias interessantes para a sua lista:

  • Quais problemas dos clientes o seu produto resolve?
  • Quais são as necessidades dos seus clientes?
  • Quais são os valores mais importantes da sua empresa?
  • Seu produto digital tem uma vantagem que os produtos físicos não conseguem oferecer?
  • Quais são os pontos fortes do seu negócio?

Faça uma pesquisa sobre o seu mercado

A pesquisa de mercado é um dos passos mais cruciais para o sucesso de qualquer produto — digital ou físico.

Na sua pesquisa, você vai encontrar muitos recursos e informações disponíveis na internet que vão ajudar você a entender melhor o seu público alvo.

Mas, com tantos recursos assim, pode ser difícil saber por onde começar e onde encontrar as informações mais relevantes.

Por isso, quando for fazer sua pesquisa, tenha isto aqui em mente:

  • Como pesquisar em blogs: Leia os mesmos conteúdos que seu público-alvo está lendo. Confira quais mercadorias estão sendo promovidas pelos blogueiros mais famosos através dos links de afiliados. Assim, você vai saber quais produtos e serviços são mais interessantes e necessários para o seu público.
  • Como fazer uma pesquisa usando seu e-mail: Sua lista de contatos é um recurso muito valioso. Se você já tem uma empresa e recebe perguntas dos clientes por e-mail, observe quais as dúvidas mais comuns. Depois, crie produtos digitais que resolvam essas questões. 
  • Como usar fóruns e grupos de Facebook como fontes de informação: Existem grupos de Facebook e fóruns que reúnem praticamente todos os públicos que sua empresa pode ter. Reserve tempo para observar que tipo de conteúdo as pessoas postam sobre seu nicho de interesse. Você vai encontrar boas ideias de produto dessa forma.
  • Encontre dados impostantes lendo reviews e avaliações de clientes: Uma das melhores maneiras de descobrir o que seu público acha de certos produtos é lendo avaliações que eles escrevem sobre outras empresas. Essa é provavelmente a tática mais simples e eficiente para listar quais produtos são uma boa ideia e quais têm mais chance de fracassar.

Planeje o formato que seu produto terá

Quando você já tiver sua lista de ideias, vai ser a hora de pensar sobre o formato dos produtos.

Estes são alguns formatos de produto digital que você pode criar:

  • Cursos virtuais
  • E-books
  • Workshops e palestras
  • Modelos de documentos para imprimir
  • Cursos por e-mail
  • Nomes de domínio
  • Endereços de e-mail personalizados

Claro, essa lista não contem todas as possibilidades — você pode adotar outros formatos de produto digital.

Uma ideia pode se encaixar em diferentes tipos de formatos. Você decide qual deles é a melhor escolha com base nos objetivos do seu negócio. Por exemplo, em certos casos, um podcast para assinantes pode ser mais interessante para quem pretende criar uma fonte de renda recorrente, mas tem tempo para gravar novos programas regularmente. Por outro lado, um e-book pode ser uma melhor opção para quem deseja renda passiva.

Além dos seus objetivos de negócio, você também deve levar em conta as necessidades dos seus clientes quando for escolher o formato do produto.

Qual formato vai ajudar na eficácia do seu conteúdo? Qual formato vai ajudar seu produto a alcançar ainda mais pessoas?

Em praticamente todos os casos, a escolha do formato vai ser bem fácil de fazer. Apesar disso, uma das vantagens dos produtos digitais é que eles podem ser flexíveis.

Talvez você possa expandir o alcance do seu produto adaptando o conteúdo dele a diferentes formatos. Assim, você vai poder disponibilizar suas mercadorias em vários canais e plataformas, aumentando o lucro.

Teste o seu produto

Aprender como criar um produto digital não acaba assim que a primeira versão do conteúdo fica pronta. Afinal, você terá que testar o produto muitas vezes para ter certeza de que ele atende bem às necessidades do público.

Para fazer esses testes, você vai precisar ouvir a opinião de outras pessoas sobre seu produto. O ideal é que esse feedback venha justamente do público para quem você pretende vender seu conteúdo — ou seja, o seu público alvo.

Fazer teste de produtos pode ser uma tarefa complicada. A parte mais difícil costuma ser encontrar pessoas engajadas o suficiente, dispostas a dar opiniões reais e construtivas.

Se você está tendo dificuldades nessa parte do processo, estas são algumas táticas que podem ajudar:

  • Envie e-mails para todos os seus contatos
  • Publique um post (ou até mesmo uma campanha patrocinada) nas redes sociais
  • Selecione alguns especialistas na sua área e entre em contato diretamente pedindo feedback
  • Ofereça uma versão gratuita do produto para os usuários que contribuírem com feedbacks

Quando você tiver pessoas dispostas a oferecer opinião sincera sobre seu produto, vai ser hora de pensar com cuidado nas perguntas que você fará a elas.

A melhor forma de fazer sua pesquisa é usando um formulário online. No formulário, pergunte apenas sobre o que você realmente precise saber sobre o produto.

Um formulário bem elaborado é aquele que ajuda você a saber estas informações:

  • O usuário acha que seu problema foi resolvido?
  • O produto faz sentido (a pessoa consegue entender como usá-lo logo de primeira?)
  • No geral, o produto é bem recebido pelas pessoas?
  • Na percepção do usuário, quanto vale aquele produto? (As pessoas acham que o preço vale a pena?)

Quando for escrever as perguntas no formulário, é muito importante que você crie questões neutras e evite induzir o público a dar as respostas que você quer ouvir.

Não se esqueça: cada crítica recebida é uma oportunidade para melhorar seu produto e aumentar as chances de venda no longo prazo.

Crie uma loja virtual e coloque seu produto à venda

Hoje em dia, você não precisa ser especialista em design gráfico para conseguir criar uma loja virtual para seus produtos digitais.

Na verdade, nunca foi tão fácil aprender a montar sua própria loja virtual e, com o Zyro, também nunca foi tão barato.

Já que o custo da criação do site é algo que você não pode evitar, faz sentido escolher a plataforma de criação com o melhor custo-benefício. Nós somos suspeitos para dizer isto, mas o Zyro se destaca quando o assunto são preços acessíveis.

Você pode publicar uma loja virtual em questão de algumas horas. Além disso, graças ao SEO aprimorado das ferramentas e dos templates do Zyro, os clientes vão poder achar seu produto quando fizerem pesquisas no Google.

5 ideias de produtos digitais fáceis de criar

Agora que você já sabe como criar um produto digital, deve estar se perguntando qual deles é o mais lucrativo.

Essa é uma ótima pergunta.

Abaixo vamos responder sua dúvida e mostrar como você pode transformar seus produtos digitais em um sucesso de vendas.

1. Para quem é músico

Sim, as pessoas continuam amando uma camiseta de banda, e os vinis e fitas cassette estão em alta. Porém, o mercado de música em formato digital não mostra sinal algum de desaceleração.

Existem várias plataformas, como a Bandcamp, onde artistas podem vender música em formato digital.

Se você vende suas músicas em formato digital e está buscando uma forma de maximizar os lucros, vale a pena buscar uma plataforma que cobre taxa de comissão baixa. Pagando menos em comissão, você poderá ficar com uma fatia maior do valor gerado pela venda da sua arte.

Se você escolher criar uma loja virtual própria com o Zyro, você não vai precisar pagar taxa de comissão alguma. A única taxa que você vai pagar é a cobrada pela empresa que processa o pagamento — o restante do lucro é 100% seu.

2. Para personal trainers

Como personal trainer, você já deve ter trabalhado em academias ou como treinador, ajudando os clientes a entrarem em forma. Mas saiba que a venda de produtos digitais também pode ser uma ótima fonte de renda para profissionais da sua área.

E nós não estamos falando sobre oferecer aulas ao vivo via Zoom (apesar dessa também ser uma boa ideia de negócio).

Você pode criar uma planilha de exercícios, plano de alimentação ou até mesmo um e-book ensinando estratégias para ter uma vida mais saudável.

E as opções não param por aí.

Agora que você sabe como criar um produto digital do zero, vai poder aplicar o que aprendeu e criar também cronogramas de treino individualizados e até publicar um podcast diário para motivar seu público a fazer exercícios.

Como personal trainer, você terá muitas opções de produtos digitais para vender na sua loja virtual. 

3. Crie fotos e vídeos

Se você é fotógrafo, com certeza já encontrou problemas em resguardar os direitos autorais das suas imagens. Afinal de contas, você precisa garantir que está recebendo os lucros que merece pelo uso do seu trabalho em sites, anúncios e materiais de terceiros.

Sites de banco de imagem como o Shutterstock garantem que você será pago toda vez que alguém baixar sua imagem usando a plataforma.

Claro, a dica sobre os bancos de imagem é a mais tradicional. Mas ultimamente você também deve ter ouvido falar de NFTs.

NFT significa “token não-fungível” e é um tipo de produto digital que os artistas começaram a levar muito a sério recentemente. E há bons motivos para isso — as imagens sendo vendidas como NFTs na blockchain do Ethereum estão gerando milhares de dólares para artistas do mundo inteiro.

Uma breve explicação:

Os NFTs podem ser qualquer elemento digital (ilustrações, áudios, vídeos), mas o que está em alta no momento é usar a blockchain para vender artes visuais.

Em certo nível, comprar NFTs é muito parecido com o processo dos leilões tradicionais de arte. Os leilões à moda antiga vendiam peças muito famosas da história da Arte por valores multimilionários — e com os NFTs está acontecendo a mesma coisa. Peças célebres da história da internet estão sendo compradas por valores astronômicos.

O GIF do Nyan Cat que você vê abaixo, por exemplo, foi vendido por 580 mil dólares como um NFT.

Se você conseguir criar uma ilustração, GIF ou imagem que fizer muito sucesso na internet, talvez seja a sua grande chance de entrar para o hall dos artistas ricos.

4. Abra um programa de assinatura

Por que vender apenas uma unidade do seu produto digital se você pode oferecer aos clientes o acesso a todas as suas mercadorias de uma só vez?

Essa é a lógica por trás dos programas de assinatura. Por exemplo, ao invés de cobrar pelo aluguel ou venda de cada filme, a Netflix cobra uma mensalidade e dá ao cliente o acesso a todos os produtos do catálogo.

Se você tem muitos conteúdos ou produtos na sua loja, considere criar um programa de assinatura também.

Na prática, o que você estará criando é um paywall, que permite que apenas clientes com login e senha válidos consigam acessar seu conteúdo.

Por exemplo, se você tem um blog de sucesso e muitos leitores assíduos, avalie se seu público estaria disposto a pagar para apoiar o seu trabalho e ter acesso a conteúdos especiais.

Mas tenha cuidado: ao deixar de ser um site com conteúdos gratuitos e passar a cobrar assinaturas, você pode correr o risco de perder uma boa fatia do seu tráfego.

5. Venda modelos prontos para documentos

Quando você procurava aprender como criar um produto digital do zero, apostamos que sua ideia era criar algo mais divertido do que modelos de documentos. Mas você mudará de ideia ao saber que a demanda por esse tipo de produto é bem grande.

Pense nisto: você provavelmente já se deparou com artigos que ensinam a criar um currículo profissional. Muitas pessoas ganhar dinheiro vendendo modelos de currículo que os clientes vão preencher com suas próprias informações.

Também é possível vender modelos de apresentações profissionais de PowerPoint ou Google Slides.

Você pode dar um passo além e criar temas para sites WordPress, e quem sabe até templates para aplicativos de celular.

Se você leva jeito para o design gráfico, criar modelos de documentos, apresentações e sites pode ser uma ótima ideia de produto digital. Ela vai exigir pouco investimento inicial e vai poder gerar renda passiva por muito tempo.

Um modelo de documento ou template para site vai poder ser vendido de novo e de novo — sendo um ótimo investimento a longo prazo.

Criando os produtos digitais ideais para o seu negócio

Já que para vender produtos digitais você não precisará manter um estoque físico de mercadorias, esse é um modelo de negócios que economiza muito no investimento inicial.

Quando estamos dando os primeiros passos em um novo empreendimento, transformar uma ideia em um negócio lucrativo não é uma tarefa fácil. Afinal, até que a empresa comece a gerar lucro, você estará operando no negativo e perdendo dinheiro.

No caso dos produtos digitais, esse risco é muito reduzido. Seus produtos não vão sair da validade, você não vai precisar perder tempo enviando mercadorias pelo correio e nem vai gastar dinheiro com aluguel de lojas físicas. Depois de criar seus produtos, tudo que vier será renda passiva, sem custos extras que coloquem sua empresa no vermelho.

Essa é uma das maiores vantagens desse modelo de negócios e, por isso, aprender como criar um produto digital é uma ótima opção para quem quer abrir sua primeira loja virtual e começar a vender na internet.

Você vai poder adicionar vários itens à sua loja e, se todo o processo for feito do jeito certo, os produtos digitais podem ser a melhor fonte de renda passiva para a sua carteira.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.

Pronto para criar seu site?