Oferta da Cyber Week: Até 86 % OFF

00

:

08

:

07

:

14

Blog do Zyro

Todos os tópicos
Blog de e-Commerce Design Dicas para Pequenas Empresas Essenciais Ideias de Negócio Insights do Zyro Inspiração Marketing Novidades do Zyro

Dropshipping no Brasil: Tudo que Você Precisa para Começar + Lista de Fornecedores

Pacotes de produtos estocados

O dropshipping é um modelo de negócios que atrai tanto vendedores experientes quanto empreendedores de primeira viagem.

Por permitir que as lojas virtuais vendam sem precisar ter um estoque de produtos, o dropshipping é indicado para quem quer lucrar na internet, mas quer evitar riscos e o investimento inicial.

Se esse é o seu perfil, este conteúdo vai ser muito útil na sua jornada como empreendedor. Vamos falar sobre como trabalhar com dropshipping no Brasil, indicar estratégias de crescimento e listar alguns fornecedores chineses e brasileiros que podem ser seus parceiros de negócio.

O que é dropshipping?

Dropshipping é um modelo de negócios que permite que lojas virtuais vendam sem ter estoque.

Com ele, sua loja virtual faz uma parceria com um fabricante ou fornecedor (nacional ou estrangeiro) de mercadorias. Você seleciona peças do catálogo do fornecedor e as coloca a venda no seu e-commerce.

O cliente visita o seu site, coloca os itens no carrinho e finaliza a compra normalmente. Depois, esse pedido é encaminhado para o fornecedor ou fabricante dos produtos, que vai embalar e enviar o produto diretamente para o endereço comprador.

No final, o cliente recebe o pedido normalmente e o lucro é dividido entre o fornecedor e o dono da loja virtual.

Para o vendedor, trabalhar com dropshipping significa não ter que se preocupar com o armazenamento, embalagem e envio dos produtos. Mas isso não significa que essa é uma fonte de renda passiva — o dono da loja virtual vai ter que investir tempo e esforço na atração e atendimento aos clientes.

Vantages do dropshipping

Estas são as principais vantagens de usar o modelo de dropshipping na sua loja virtual:

  • Baixo investimento inicial. Como você não vai precisar comprar um estoque de mercadorias nem alugar um galpão para armazenar os produtos, o investimento necessário para abrir sua loja online vai ser bem mais baixo. Tudo que você vai precisar é de um site otimizado, uma boa pesquisa de mercado e estratégias de marketing digital.
  • Baixo risco. No dropshipping, não há prejuízo para o lojista se algum dos produtos à venda na não fizer sucesso. Você recebe pelo que vende, mas não perde nada se a mercadoria ficar empacada no estoque do fornecedor. Isso permite que você teste ideias de negócio, tipos de produto e nichos de mercado com baixíssimo risco.
  • Bom modelo para empreendedores iniciantes. Já que você vai precisar investir pouco dinheiro para começar e vai poder experimentar ideias de negócio com baixo risco, o dropshipping é uma ótima opção para lojistas de primeira viagem que querem entrar no mercado digital.
  • Ótimo para quem trabalha sozinho. Como o fornecedor vai se responsabilizar pela gestão de estoque e envios, você terá mais tempo para investir no marketing, atendimento ao cliente e otimização da loja virtual. Sua loja só vai precisar de mais funcionários quando o volume de pedidos começar a crescer.

Pessoa comprando na internet com cartão de crédito

Desvantages do dropshipping

As vantagens acima provavelmente deixaram você animado para abrir seu negócio de dropshipping no Brasil e começar a trabalhar com estoque do fornecedor.

Porém, queremos que você esteja preparado para enfrentar os desafios que podem surgir na sua jornada como empreendedor. Estes são alguns deles:

  • Concorrência acirrada. Como você estará fazendo parceria com um fornecedor que atende vários vendedores e lojas virtuais, seus produtos não serão exclusivos. Você terá que competir com outros sites que vendem produtos idênticos aos seus. Isso significa que, para se destacar, você terá que se esforçar muito — inclusive diminuindo os preços para que eles sejam mais competitivos.
  • Baixa margem de lucro. Além de ter que diminuir o preço para aumentar a competitividade, sua margem de lucro será menor porque uma parte do valor da venda ficará com o fornecedor.
  • Poucas oportunidades de personalização do produto. Como o produto é produzido em grandes quantidades e sai diretamente das mãos do fornecedor para a casa do cliente, você não terá oportunidade de personalizar a mercadoria ou a embalagem. É uma desvantagem para quem quer criar uma marca sólida.
  • Vendedores não podem revisar o produto antes do envio ao cliente. Você não terá a oportunidade de testar os itens antes que eles sejam enviados aos clientes. A qualidade do produto enviado ficará por conta do fornecedor e estará fora do seu controle.
  • Reclamações de clientes. Como acabamos de ver, o fornecedor será o responsável por supervisionar a qualidade do produto. Mas isso não quer dizer que o cliente irá reclamar com o fornecedor caso haja algum problema com o pedido. A sua loja é responsável por atender todas as reclamações recebidas e lidar inclusive com a devolução de produtos.
  • Taxas de importação. Se você escolher trabalhar com fornecedores da China ou de outro país, é bom avisar ao cliente que os pedidos poderão ser taxados ao passar pela alfândega. Isso pode acabar sendo uma desvantagem muito grande para os fregueses, que talvez até desistam de comprar no seu e-commerce para evitar as taxas.

O que você precisa para começar a trabalhar com dropshipping

Agora você já conhece as vantagens e desvantagens de trabalhar com estoque do fornecedor. Se você está convencido de que o dropshipping é o modelo certo para começar a empreender, a lista abaixo será muito útil — vamos mostrar tudo que você precisa para tirar sua ideia do papel.

Sua própria loja virtual

Para ser um vendedor, você não precisa apenas de produtos, mas também de um lugar onde vender — que, no dropshipping, é uma loja virtual.

Há certo tempo, criar lojas virtuais era uma tarefa muito difícil, que só os especialistas em programação conseguiam fazer. Assim, costumava ser muito difícil para pequenos empreendedores começarem a vender na internet.

Felizmente, hoje esse cenário não poderia ser mais diferente. As plataformas de construção de sites permitem que qualquer pessoa crie uma loja virtual personalizada e funcional em menos de uma hora — mesmo que não saibam coisa alguma sobre programação ou web design.

Com o Zyro site, por exemplo, tudo que você vai precisar fazer é escolher um template para e-commerce, personalizar o site simplesmente arrastando e soltando elementos, adicionar seus produtos ao site e colocar sua loja no ar.

Editar menu navegação

Além de ser muito mais fácil, essa forma de criar lojas virtuais também é muito mais barata e acessível aos pequeno-empreendedores. Os planos do Zyro para e-commerce custam a partir de R$15/mês e você terá suporte 24h sempre que precisar de ajuda.

Mas vender apenas no seu próprio site pode não ser suficiente. Um vendedor deve estar onde seu público-alvo está, e por isso você deve escolher um construtor de sites que ofereça integrações. Com as integrações certas, seus produtos serão colocados à venda também nas redes sociais e marketplaces como a Amazon.

Uma boa pesquisa de mercado

Por causa do baixo investimento inicial e o baixo risco do dropshipping, você poderá fazer testar o mercado na prática, colocando produtos à venda na sua loja virtual.

Porém, seu tempo é valioso e, quanto antes você encontrar o produto ideal, mais lucro sua empresa online vai conseguir gerar.

A boa notícia é que fazer pesquisas de mercado é uma ótima forma de encontrar produtos vencedores para sua loja virtual.

Nessas pesquisas, você irá estudar as tendências de pesquisa na internet para saber quais produtos são mais buscados pelos clientes (o Google Trends e o Ahrefs são boas ferramentas para isso) e observar o que as lojas virtuais bem-sucedidas oferecem e quais são suas estratégias de marketing.

Você também pode usar plataformas de avaliação como o Reclame Aqui para descobrir quais itens são campeões de reclamações e devem ser adicionados à sua loja com muito cuidado.

Com essas informações você vai poder definir quais os preços ideais para seus produtos, como deve ser o layout do seu site e quais redes sociais geram mais engajamento para cada nicho de mercado.

Você também terá informações suficientes para escrever um plano de negócios que vai ajudar você a planejar suas metas.

Dica 💡: como uma das vantagens do dropshipping é não precisar se preocupar com peças que podem ficar “empacadas” no estoque, você poderá investir sem medo nas tendências mais passageiras. Está percebendo um pico gigante na procura por roupas fluorescentes? Que tal usar essa tendência ao seu favor, encontrar um fornecedor e colocar peças cor-de-neon à venda na sua loja? Quando a moda passar, é só retirar o anúncio do seu site — sem prejuízos.

Conhecimentos em marketing digital

O fornecedor dos produtos ficará por conta da produção, embalagem e envio dos pedidos. Mas isso não quer dizer que o vendedor não precise fazer coisa alguma. O dono da loja será o responsável por manter o site, divulgar a loja e oferecer atendimento aos clientes.

E, já que várias lojas virtuais estarão usando o mesmo fornecedor, é a estratégia de marketing que vai decidir qual delas conquistará mais fregueses.

Há diversas estratégias de marketing digital que funcionam muito bem para sites de vendas, e o ideal é que você invista em várias delas (ou em todas) ao mesmo tempo.

Uma estratégia muito consolidada é o marketing de conteúdo. Com ela, as marcas adicionam um blog às suas lojas virtuais, onde publicam textos com SEO otimizado, usando as palavras-chave certas. Se feita do jeito certo, essa tática ajuda sua loja a aparecer nos primeiros resultados de pesquisa quando o cliente faz uma busca no Google.

Outro canal de marketing fundamental para as marcas são as redes sociais. Por lá os clientes vão ficar sabendo das novidades da sua loja, conhecer as promoções e entrar em contato com você. Além do mais, se você usar um construtor de sites como o Zyro, vai poder vender diretamente pelo Facebook e Instagram.

Pacote sendo entregue

Testar as mercadorias antes de colocá-las à venda

Antes que qualquer produto seja colocado à venda na sua loja, você precisa testar a qualidade dele. Se as mercadorias forem de qualidade pobre, a culpa será do fornecedor, ma é a sua loja que receberá as reclamações e as avaliações ruins.

Faça um pedido no fornecedor e espere o produto chegar, como se fosse um cliente padrão. Avalie como foi toda a experiência, desde o recebimento do pacote.

Estes são alguns dos pontos que você deve avaliar para saber se o produto e o fornecedor têm qualidade suficiente:

  • Prazo de entrega. O produto demorou muito para chegar? Se você escolher trabalhar com fornecedores da Cina no Brasil, por exemplo, pode ser que o pacote leve mais tempo para ser entregue. Avalie se o tempo de espera vai valer a pena aos olhos dos clientes.
  • Qualidade da embalagem. O produto veio amassado ou avariado por causa da embalagem, ou ele estava bem protegido? Esse é um ponto crucial para evitar reclamações e devoluções.
  • Produto condizente com as fotos. O produto é idêntico às fotos que o fornecedor enviou? Há grande diferença na cor, nos materiais ou no tamanho? A qualidade do material surpreendeu ou decepcionou você?
  • Conforto ou facilidade de uso. Experimente a mercadoria no dia a dia para saber se, na prática, ele funciona bem ou é confortável.
  • Tamanhos corretos. Se você quiser vender roupas ou calçados com dropshipping no Brasil, teste alguns tamanhos diferentes para saber se eles são condizentes com a tabela de medidas do fornecedor. No seu site, as medidas devem estar corretas.

Tirar ótimas fotos dos produtos

O fornecimento dos produtos é terceirizado, mas as fotos deles não precisam ser — e é melhor que não sejam, mesmo, porque as fotos padrão enviadas pelo fornecedor podem não ser muito bonitas ou terem resolução baixa.

As imagens do seu site são um dos elementos mais importantes para convencer os clientes a comprarem na sua loja, então elas são parte fundamental da estratégia de marketing — que, como vimos nos tópicos anteriores, é de responsabilidade do vendedor.

Aproveite o produto que você comprou para testar a qualidade do fornecedor e faça fotos maravilhosas para o seu site. Se esforce para criar imagens de ótima qualidade que mostrem os produtos de forma atrativa e em detalhes. Aproveite para fazer também imagens chamativas para compartilhar nas redes sociais da sua loja.

Dica 💡: Você pode fazer suas próprias fotos sem precisar gastar muito dinheiro em equipamentos e estúdios de fotografia — afinal, hoje em dia a maioria dos smartphones consegue tirar fotos em alta resolução. Se seus produtos forem pequenos, uma ótima forma de criar um cenário chamativo é usar cartolinas coloridas como plano de fundo. Sempre use uma boa fonte de luz, que pode a própria luz solar ou uma ring light.

Alvarás para fazer dropshipping no Brasil

Você não vai precisar de nenhum alvará específico para fazer dropshipping, só aqueles exigidos por causa do tipo de produto que você vende.

Por exemplo, se você vender cosméticos ou materiais de limpeza, sua loja virtual pode precisar fazer o Cadastro Municipal de Vigilância em Saúde (CMVS) na prefeitura da sua cidade.

Por outro lado, ração para animais e bebidas podem precisar de uma licença do órgão de fiscalização ambiental do seu município.

Independentemente do produto vendido, para funcionar de acordo com a lei, sua loja virtual precisa ter um endereço informado no site e cadastrado na prefeitura da sua cidade, que deverá emitir um alvará de funcionamento.

Esse alvará não exige que seu estoque seja armazenado nesse endereço (afinal você fará dropshipping), mas ele servirá como sua sede jurídica.

Estoque de produtos

Fornecedores de dropshipping no Brasil

Acabamos de listar quase tudo que você precisa para começar a vender com o método  dropshipping no Brasil. Vamos apresentar o último item da lista agora — e, apesar de ser o último, ele é crucial.

Claro, estamos falando dos próprios fornecedores de dropshipping que vão distribuir os produtos e enviá-los ao endereço do seu cliente.

Estas são algumas boas opções de fornecedores nacionais de dropshipping que podem ser parceiros da sua lojas virtual:

  • AtacadoBarato: Fornecedor de dropshipping no Brasil que oferece produtos a pronta entrega, com prazo de postagem do pedido de apenas um dia útil após a confirmação do pagamento. O catálogo tem peças de vestuário e calçados masculinos e femininos. Parcelamento sem juros em até três parcelas.
  • PontoMixImport: O pagamento e envio é feito para o fornecedor brasileiro, mas os produtos vêm importados de outros países. As mercadorias são aparelhos eletrônicos e utilidades domésticas.
  • Printful: Dropsipping de produtos personalizados, que você pode estampar com uma ilustração enviada por você ou pelo cliente. Inclui bonés, capas de celular e canecas.

Fornecedores de dropshipping internacionais

Trabalhar com fornecedores da cina no Brasil tem suas vantagens — produtos mais baratos, muitas vezes comprados diretamente com o fabricante.

Por outro lado, trabalhar com fornecedores internacionais tem também desvantagens — demora na entrega, pacote com selos e textos em outra língua, possibilidade de taxação e oscilação de preço devido à compra em moeda estrangeira.

Estes são alguns fornecedores internacionais que podem ser parceiros da sua loja virtual:

  • Olympos: É uma startup brasileira que conecta lojistas a diversos fornecedores estrangeiros. A plataforma promete agilizar e muito o prazo de entrega dos pedidos e oferece catálogo com muitas categorias de produtos.
  • AliExpress: A plataforma é uma das maiores fornecedoras mundiais de produtos fabricados na China. Tem mercadoria de todo tipo — de roupa e materiais escolares a acessórios para artesanato e aparelhos eletrônicos. Para usar, você deve fazer o pedido no site e inserir o endereço do seu cliente.
  • Alibaba: Outra gigante do e-commerce chinês, nos moldes do Aliexpress. Você fará a compra com o endereço do seu cliente, mas não se esqueça de que o pacote pode ser taxado ao passar pela alfândega brasileira.

Comece seu negócio de dropshipping

Fazer dropshipping no Brasil pode ser uma ótima idea de negócio para vendedores iniciantes e especialistas em e-commerce.

O baixo risco e baixo investimento inicial ajudam a facilitar o processo, mas é importante lembrar que o dropshipping não é uma fonte de renda passiva — o vendedor vai precisar investir tempo e esforço para divulgar a loja e atrair clientes.

Com estratégia, dedicação e habilidade para se adaptar ao mercado e à concorrência, sua loja virtual pode lucrar com esse modelo de negócios e te dar muita experiência prática em marketing digital, gestão de e-commerce e empreendedorismo.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.

Pronto para criar seu site?