PROMOÇÃO DE OUTONO, ATÉ 87 % OFF

+ domínio GRÁTIS nos planos anuais

A oferta termina em:

03 :

07 :

25 :

23

9 Produtos Digitais de Sucesso e Como Vendê-los na Internet

Venda Produtos Digitais

No mundo do e-commerce, o caminho mais fácil não é necessariamente trabalhar menos, mas trabalhar de forma inteligente.

Por isso, quando for decidir o que vender na internet, por que não aplicar esse conhecimento e facilitar sua vida?

Eliminando os custos com envios, aluguel de galpões, logística, matéria-prima, produção e mão-de-trabalho, os produtos digitais são uma opção fácil e econômica para empreendedores.

Se você está interessado em abrir uma loja virtual, mas ainda não decidiu o que vender, continue a leitura.

E, quando estiver inspirado e pronto para começar seu próprio negócio no segmento de produtos digitais, use os planos do Zyro para criar uma loja virtual otimizada e fácil de gerenciar.

Quais produtos digitais fazem mais sucesso na internet?

Existem mais tipos de produtos digitais do que você imagina.

E, se você sabe o básico sobre tecnologias digitais, é certo que vai encontrar algo nesta lista para produzir e vender.

1. Swipe files (ou arquivos de furto)

Você sabe fazer algo muito bem (melhor que todas as pessoas ao seu redor)? Algo que o público pagaria muito dinheiro para aprender?

Compartilhe seu conhecimento – cobrando um bom preço – com swipe files.

Também conhecidas como arquivos de furto, as swipe files são PDFs onde você revela segredos sobre suas habilidades especiais. Os assuntos que você pode abordar são diversos: de estratégias eficazes de email marketing, até instruções sobre como criar o bolo de casamento perfeito.

Se o documento for detalhado, bem estruturado e tiver bom design, você poderá vender suas swipe files por um ótimo preço.

Ilustração emoldurada com fundo rosa

2. Produtos impressos

Por que gastar tempo e recursos imprimindo produtos quando seus próprios clientes podem fazer a impressão em casa?

Já que hoje as impressoras caseiras conseguem produzir imagens de alta qualidade, agora é possível vender arquivos que os clientes baixam e imprimem por si mesmos.

Estes são alguns exemplos de arquivos que você pode vender digitalmente:

  • Ilustrações artísticas
  • Livros didáticos e guias
  • Cartões de felicitações
  • Calendários e planners

3. Cursos e aulas virtuais

Assim como as swipe files, os cursos online são uma forma de vender conhecimento na internet. Porém, a diferença entre os dois é que as aulas e cursos costumam ser feitos no formato de vídeo ou áudio.

Você provavelmente vai encontrar demanda por cursos em qualquer nicho de mercado.

Assuntos como culinária, marketing digital e redação são alguns dos temas mais procurados em aulas online, mas você pode monetizar seu conhecimento em qualquer área.

Enquanto você conseguir oferecer valor para seus alunos, terá público interessado em aprender com você.

4. Temas e templates

Você sabe criar belos sites e currículos que chamam a atenção dos recrutadores? Por que não criar temas e templates que outras pessoas consigam usar para criar suas próprias páginas e CVs?

Obviamente, essa é uma ideia para quem já tem experiência em design ou programação. É uma área complicada se você for novato, mas criar templates é uma ótima forma de ganhar dinheiro se você já conhecer bem a área.

Templates e temas para currículos, logotipos e até para postagens nas redes sociais podem render até 40 dólares por peça. Já os templates para sites podem fazer você lucrar algumas centenas de dólares.

Crie Sua Loja Virtual com o Zyro

5. e-Books

A venda de livros físicos pode ter sofrido um pouco com a chegada da era digital, mas o número de e-books comprados, por outro lado, dobrou entre 2015 e 2021, levando o mercado de livros digitais a valer 29 bilhões de dólares por ano.

E não é tarde demais para pegar carona nesse sucesso, já que é possível encontrar leitores em praticamente qualquer nicho literário. Porém, os gêneros mais populares costumam ser estes:

  • Romance
  • Ficção para jovens-adultos
  • Artesanato e DIY
  • Autoajuda
  • Terror
  • Fitness

Se você criar sua loja virtual de e-books usando o Zyro, nunca vai precisar pagar um centavo sequer em comissão, não importa a quantidade de cópias vendidas – e vai poder vender na Amazon também, de forma integrada e fácil de gerenciar.

6. Fotos e músicas

É compositor ou muito bom em fotografia e gostaria de transformar essas habilidades em dinheiro?

Você pode tentar ser fotógrafo ou músico em casamentos e eventos, mas existe uma maneira mais fácil de lucrar nessa área: criando imagens e músicas para bancos de mídia.

Fotografias de alta qualidade para bancos de imagem sempre têm alta demanda, assim como sempre há público precisando de músicas para usar em vídeos e produções com fins comerciais.

Criar conteúdo que combine com as palavras-chave mais procuradas nos bancos multimídia é um ótimo atalho para o sucesso.

Essa fonte de dinheiro é mais lenta, ou seja, você não vai ficar rico de uma hora para a outra. Porém, ela tem potencial de ser uma fonte consistente de renda passiva.

7. Programas de assinatura

Se você tem um site ou plataforma de conteúdo que já atrai uma auantidade decente de tráfego, uma forma de monetizar seu trabalho é criar uma programaçãp exclusiva para assinantes.

Sabemos que ninguém gosta de paywalls, mas, se seu conteúdo for atrativo o suficiente, as pessoas estarão dispostas a pagar para ter acesso a ele.

Muitos sites escolhem oferecer um modelo freemium: parte do conteúdo é disponibilizado de graça para dar uma amostra do seu trabalho, enquanto a outra parte é exlusiva para os assinantes pagantes.

8. Podcasts

Até pouco tempo atrás, os podcasts eram um produto de nicho. Porém, nos últimos 5 anos  esse tipo de produção cresceu muito em popularidade. Prevê-se que o mercado de podcasts vai valer 1 bilhão de dólares em 2021.

Alguns fatores fazem os podcasts serem tão atrativos assim para criadores de conteúdo: primeiramente, eles podem abordar qualquer assunto. Enquanto houverem outras pessoas interessadas no mesmo assunto que você, seu podcast tem chance de atrair público.

Em segundo lugar, você vai ter flexibilidade para escolher o modelo de monetização.

Alguns podcasts oferecem conteúdo premium para assinantes, outros dão espaço para anunciantes. Também é possível pedir a contribuição de ouvintes fieis via plataformas como o Patreon e o Padrim.

Homem gravando podcast com microfone e fones de ouvido

9. Software como serviço (SaaS)

Se você é desenvoulvedor ou tem uma equipe capaz de construir um produto digital extensivo, considere criar uma plataforma que ofereça softwares como serviço.

Plataformas como a Asana e o Monday.com se tornaram cruciais para o funcionamento de algumas das maiores empresas do mundo, mostrando que há um enorme público para o mercado das SaaS.

Essas ferramentas oferecem soluções digitais para problemas comuns e são vendidas tanto para empresas quanto para pessoas físicas.

Estes são algumas funcionalidades que uma plataforma SaaS pode oferecer:

  • Ferramentas de gerenciamento de projetos
  • Aplicativos para email marketing
  • Serviços de armazenamento em nuvem
  • Administração  de escritórios virtuais
  • Ferramentas de gerenciamento de relacionamento com clientes

Como começar a vender produtos digitais sob demanda?

Ficou inspirado ao ler sobre as opções de produtos digitais acima? Se algo na nossa lista acendeu uma lâmpada sobre sua cabeça, saiba que criar uma loja virtual para vender seus produtos é uma tarefa muito, muito simples.

O processo de criação de uma loja para produtos digitais é quase idêntico da construção de uma loja de produtos físicos. Tudo que você precisa fazer é escolher um template que combine com sua marca e fazer edições até que fique tudo do seu jeito.

Se você estiver usando o Zyro, vai ser muito fácil importar os produtos digitais para a loja. É só colocar um ou mais produtos à venda e:

  1. Vá até sua página de Produtos, na seção Catálogo
  2. Selecione o produto que você deseja vender digitalmente
  3. Retire a seleção de “Necessita de envio ou entrega
  4. Abra a aba Arquivos e selecione Importar arquivos
  5. Selecione o arquivo do seu computador que você quer vender na loja
  6. Adicione uma descrição
  7. Clique em Salvar

Agora seus clientes já podem comprar o seu produto e, ao invés de receberem opções de frete, eles vão encontrar um link para fazer o download.

Por que produtos digitais são uma boa escolha para as lojas virtuais?

Primeiramente, vamos definir as coisas.

Produtos digitais sob demanda são arquivos que os clientes baixam ou consumem online depois de pagar uma taxa na sua loja virtual. Eles são diferentes dos produtos “físicos” porque só existem digitalmente, além de não serem manufaturados nem precisarem ser enviados para a casa dos clientes por uma transportadora.

Cobrindo tudo, de e-books e cursos virtuais a fotos e composições, os produtos digitais têm muitas vantagens em comparação aos físicos. Conheça alguma delas abaixo.

Eles custam pouco

Claro, vender tudo virtualmente sai mais barato do que alugar uma loja física ou contratar vendedores.

Os produtos digitais não precisam ser montados em uma fábrica, cortando também o custo da manufatura. Além de não precisarem ser estocados nem transportados, eliminando o gasto com aluguel de galpões e taxas de frete.

Apesar da maioria dos produtos digitais precisarem de tempo, softwares ou equipamentos para serem produzidos, esse tipo de gasto costuma ser necessário apenas uma vez.

Pernas de uma mulher deitada na rede, com vista para as montanhas

O risco é baixo

Lembra da época em que os hand spinners estavam fazendo muito sucesso?

Um aumento repentino na procura pelo brinquedo fez as fábricas produzirem milhares e milhares de unidades. Quando a moda passou, eles ficaram com muitos spinners empacados, ocupando espaço.

Esse perigo nunca vai atingir os produtos digitais.

Já que o custo por unidade é quase zero, não importa se o volume de vendas for baixo – o pior que pode acontecer é você perder tempo e ficar desapontado.

Renda passiva

O sonho de qualquer empreendedor é conseguir relaxar enquanto o dinheiro continua caindo na conta. Mais que a maioria dos outros produtos, os downloads digitais têm potencial gigante de serem fontes de renda passiva.

Você vai precisar investir tempo divulgando seus produtos, mas não vai precisar enviá-los por correio nem atendendo clientes individualmente (na maioria dos casos).

É isso que torna os produtos digitais uma ótima fonte de renda extra, ou uma opção de negócio para quem tem pouco tempo e recursos para manter uma loja física.

Muita flexibilidade

Já que os produtos digitais existem apenas digitalmente, eles permitem que você:

  • Venda quantas unidades quiser, sem se preocupar em ficar sem estoque
  • Faça alterações no produto para se adaptar ao feedback dos clientes e desempenho das vendas
  • Ofereça infinitas versões e iterações
  • Crie opções  customizadas para os clientes
  • Ofereça versões modificadas para atender até os menores nichos
  • Atualize os produtos, mesmo depois do cliente já ter comprado

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.