Apenas por Tempo Limitado - Economize até 69 %

05

:

dias

09

:

horas

27

:

minutos

08

segundos

Blog do Zyro

Todos os tópicos
Blog de e-Commerce Design Dicas para Pequenas Empresas Essenciais Ideias de Negócio Insights do Zyro Inspiração Marketing Novidades do Zyro

Pequenos Negócios de Sucesso: Histórias de 11 Empresas que Deram Certo

11 Histórias de Pequenos Negócios de Sucesso

Todos os pequenos negócios de sucesso têm uma história única de desafios e vitórias.

A maioria dessas histórias inclui muito trabalho pesado, esforço, determinação e um plano de negócios preciso.

Mas você não está cansado de ouvir os mesmos conselhos genéricos sobre cultura e valores organizacionais para pequenas empresas?

Desta vez, vamos analisar a história por trás dos empreendedores e pequenos negócios de sucesso, trazendo informações úteis de verdade, que mostram as atitudes e escolhas que fizeram essas empresas chagarem lá.

1. Zoom, criado por Eric Yuan

Landing page do Zoom

O Zoom é um software de videoconferências, muito usado em escolas, universidades, startups e até em Wall Street.

Na última década, a tecnologia de chamada de vídeo tem ficado cada vez melhor em smartphones, em grande parte graças a apps como o WhatsApp e o Facetime.

Essa melhoria de qualidade faz parte do cenário geral do uso da internet no mundo, que aponta para o rápido crescimento do uso de dispositivos móveis – que já contribuem com 51% do tráfego online.

Tudo indica que o próximo passo será trabalhar usando o smartphone. Mas, por enquanto, milhões de pessoas ainda trabalham usando um computador.

Desde 2019, o Zoom vem aumentando sua receita trimestralmente em mais de 1000%. Esse sucesso só aconteceu porque a empresa levou a sério a criação de um aplicativo que funcionasse bem tanto no computador quanto nos dispositivos móveis.

Quando precisaram conversar com colegas de trabalho, amigos e familiares que moram longe, muitas pessoas perceberam que o Zoom era a melhor opção do mercado.

Lições que aprendemos com o Zoom:

  • Não ignore os mercados que já existem
  • Sempre invista na experiência do usuário

2. Arianna Huffington

Landing page do The Huffington Post

Cofundadora da publicação digital The Huffington Post, a empreendedora Arianna Huffington redefiniu como se cria conteúdo na geração das redes sociais.

Desde o primeiro dia, os textos publicados pelo The Huffington Post foram escritos especialmente para serem compartilhados nas redes sociais. Os posts eram curtos e, ao mesmo tempo, tinham mais potencial para viralizar.

Foi essa ideia que fez o The Huffington Post deixar de ser um pequeno site criado por alguns poucos jornalistas e passar a ser um negócio de sucesso que recebe milhões de visitas todo mês.

A CEO Arianna Huffington percebeu que o formato de conteúdo usado por blogs, que atraia muito engajamento, também poderia ser aplicado a notícias.

Os textos publicados pelo The Huffington Post (que agregavam conteúdo de fontes confiáveis e as apresentavam no formato de pequenos textos virais) transformaram a forma como se cria mídia e jornalismo na internet.

Ao estampar o logo do site em todos os textos publicados, o The Huffington Post conquistou a confiança dos leitores, o que é vital para empresas jornalísticas.

Durante o seu auge, o The Huffington Post recebia cerca de 100 milhões de visitantes únicos todo mês.

Lições que aprendemos com o The Huffington Post:

  • Foco em conquistar a confiança do público
  • Marcas bem-estabelecidas nem sempre são as mais eficazes

3. Red Habbit, criada por Rhys Powell

Landing page do Red Habbit

Esse é um dos pequenos negócios de sucesso que fizeram história no ramo alimentício. Empresa de alimentação escolar dos Estados Unidos, a Red Habbit serve merenda para milhões de alunos há mais de 15 anos.

Apesar desse sucesso, o fundador Rhys Powell não parou por aí: a empresa deixou de ser um apenas serviço de buffet e começou a atuar também em defesa da Educação e outras causas nobres.

Rhys é formado em Ciência da Computação, mas decidiu criar uma empresa de alimentos para fornecer merenda saudável a escolas de Nova Iorque.

O empreendedor sabia que o Programa Nacional do Almoço Escolar (National School Lunch Program) dos Estados Unidos reembolsava as escolas em até 3 dólares por refeição servida.

Tudo que Rhys precisava fazer era provar que conseguiria fornecer comida saudável por menos de 3 dólares por criança. Assim, todos os lados se beneficiariam do negócio.

Lições que aprendemos com o Red Habbit:

  • Agir de acordo com os valores da empresa desde o início
  • Buscar novas formas de financiamento para sua pequena empresa

4. DC Mosquito Squad, criado por Damian Sanchez

Landing page do DC Mosquito Squad

O ramo de controle de pragas não é o mais glamuroso do mercado, mas o Damian Sanchez sabia que os moradores de sua região sempre entravam em contato precisando de seus serviços.

O problema é que, mesmo tendo criado uma pequena empresa de sucesso, ele não tinha tempo para atender todos os clientes que procuravam seu negócio.

Para aumentar a produtividade, Damian investiu em um software que automatiza o trabalho de vendas e de marketing.

Ele começou a analisar os dados gerados pelo software e descobriu que poderia treinar funcionários mais rapidamente, reativar clientes usando apenas um endereço de email e fazer sua empresa crescer muito.

Lições que aprendemos com o DC Mosquito Squad:

  • Investir em softwares de automação
  • Analisar quais são as dificuldades da empresa e, a partir delas, criar soluções de crescimento

5. GooRoo, criada por Scott Lee

Landing page do GooRoo

A proposta de valor da GooRoo não podia ser mais clara: “todo mundo merece educação de boa qualidade”.

Como pequeno-empreendedor, Scott Lee tinha um problema: como criar uma solução para algo tão abrangente quando a Educação?

Ele encontrou a resposta analisando suas próprias experiências como professor de ensino médio. Mesmo nessa época, antes de criar a GooRoo, ele conseguiu conectar mais de 1000 alunos coreanos a tutores qualificados.

O empreendedor rejeitava qualquer solução que prometesse funcionar para todo tipo de aluno. Scott percebeu que cada estudante tinha suas próprias necessidades, então criou uma plataforma para conectar alunos aos professores perfeitos.

Hoje, a equipe da GooRoo inclui mais de mil professores só em Nova Iorque, com muito mais tutores em fase de treinamento em outras regiões.

Lições que aprendemos com a GooRoo:

  • Use suas experiências profissionais e pessoais a seu favor
  • Construa sua empresa com base em princípios precisos

6. The Presentation Source, criada por Laure e James Widmaier

Até mesmo durante a bolha do mercado tecnológico nos anos 90, os empreendedores Laure e James Widmaier enxergaram oportunidade para criar uma empresa de serviços audiovisuais.

Laure e James entenderam que, se as empresas conseguirem inovar de verdade, sempre existirá espaço para pequenos negócios de sucesso se tornarem grandes empreendimentos.

Ao invés de focar em prestar serviços para outras empresas, a The Presentation Source tem como público organizações governamentais – que geralmente têm orçamentos gererosos e pensamento de longo prazo.

Após 20 anos de trabalho pesado integrando a tecnologia da The Presentation Source a organizações governamentais, investidores externos notaram a história de sucesso da empresa e enxergaram ali uma oportunidade – adquirindo a empresa.

Do dia para a noite, Laura e James Widmaier foram de pequeno-empreendedores a multimilionários.

Lições que aprendemos com a The Presentation Source:

  • Faça uma pesquisa profunda sobre seu nicho, porque sempre há espaço para inovação
  • Use novas tecnologias para resolver velhos problemas

7. The Body Shop

Landing page do The Body Shop

Em 1976, Anita Roddick abriu a primeira loja do The Body Shop na cidade de Brighton, na Inglaterra. Ela tinha apenas 15 produtos e nenhuma experiência em negócios.

Hoje em dia, o The Body Shop tem mais de 3000 lojas em mais de 70 países – claramente, já deixou de ser uma pequena empresa.

As histórias de sucesso do The Body Shop e de Anita Roddick foram construídas com base na ética e experiências pessoais da empresária. Em suas viagens, Anita entrou em contato com mulheres de toda parte do mundo, conhecendo os produtos reutilizáveis que elas usavam para cuidar do corpo.

Com essa bagagem, Anita deu forma à sua ideia de negócio.

A The Body Shop foi fundada em uma época em que muitas pessoas estavam decepcionadas e insatisfeitas com as grandes empresas de cosméticos – nesse cenário, empresas como a de Anita encontraram demanda e um público fiel.

Lições que aprendemos com a The Body Shop:

  • Preste atenção às tendências sociais
  • Analise os pontos fracos e as negligências dos seus concorrentes

8. Canva

Landing page do Canva

Os empreendedores Melanie Perkins e Cliff Obrecht criaram um dos pequnos negócios de sucesso que se tornaram unicórnios – o Canva hoje vale cerca de 6 bilhões de dólares.

O Canva é um software online muito conhecido, que permite que qualquer pessoa crie suas próprias peças de design gráfico – você mesmo provavelmente já usou o Canva. Afinal de contas, o programa é gratuito e muito mais fácil de manusear que o Photoshop.

Assim como o Slack, o Canva teve que enfrentar o paradoxo dos produtos freemium: milhões de pessoas amam usar seu produto, mas milhões delas se recusar a pagar pelo uso.7

Histórias assim são muito comuns da era das empresas SaaS, mas Melanie Perkins tinha um plano: investir em UX, oferecer ferramentas profissionais e criar planos de assinatura que sairiam mais baratos que contratar um designer gráfico.

Na era das redes sociais, toda pequena empresa precisa ter imagens e artes gráficas para postar. Se você leva jeito para o design, o Canva permite que você mesmo crie suas ilustrações, sem necessidade de ajuda externa.

Lições que aprendemos com o Canva:

  • Investir em UX
  • Experimente modelos de negócio alternativos

9. Getty Images

Landing page do Getty Images

Toda vez que visualiza a página de um site, você provavelmente verá imagens também. E, se prestar atenção na fonte, vai perceber que muitas delas dizem o seguinte:

“Getty Images. Todos os direitos reservados. Copyright 2021”

Quando o assunto são pequenos negócios de sucesso, a história dos fundadores do Getty Images, Mark Getty e Jonathan Klein, é clássica.

Nos anos 1990, os bancos de imagem já tinham a prevalência que têm hoje, mas ainda não existia uma plataforma online para criar licenças de uso. Getty e Klein viram aí uma oportunidade e se tornaram a primeira plataforma a oferecer esse serviço.

Lições que aprendemos com o Getty Images:

  • Identifique e encontre oportunidades em mercados fragmentados
  • Pesquise sobre novas tecnologias que podem ajudar outras pequenas empresas

10. SurfHappy

Landing page do SurfHappy

A SurfHappy é uma microempresa com um único objetivo: espalhar positividade.

Os fundadores Erin Champ e Josh Hallmark conheciam seu público como a palma das próprias mãos e usaram esse conhecimento para criar uma marca de roupas.

Eles montaram uma loja virtual o mais rápido que conseguiram e começaram a vender seus produtos imediatamente.

Como era esperado, o esforço do casal valeu a pena: as roupas venderam tão bem que esgotaram. A experiência foi um sucesso.

Atualmente, a dupla está, pouco a pouco, expandindo a linha de roupas, sem deixar de lado as necessidades do público-alvo.

Lições que aprendemos com o SurfHappy:

  • Construa sua marca em torno de uma comunidade específica
  • Invista apenas em produtos que você entenda de verdade

11. Lapsa

Landing page da marca Lapsa

A Lapsa é uma marca de moda sustentável criada na Lituânia pela dersigner Agne Kairyte-Timinskiene.

Criar pequenos negócios de sucesso em nichos saturados não é fácil, mas a Lapsa conseguiu se destacar focando na criação de designs de alta qualidade e produtos veganos.

Com apenas uma loja virtual e uma marca potente, a Lapsa deixou de ser um hobby para virar uma empresa completa.

Agne dá crédito aos valores da marca pelo sucesso da empresa. A Lapsa constantemente divulga as características que tornam seus produtos únicos e foi assim que a marca construiu seu reconhecimento no mercado.

Lições que aprendemos com a Lapsa:

  • Divulgue quais são as características únicas da sua marca
  • Foque e aperfeiçoe apenas um aspecto do seu nicho

O que você está esperando?

Muitas das histórias de sucesso de pequenas empresas que deram certo começaram com uma ideia brilhante.

Reflita sobre suas próprias experiências pessoais e seus traços de personalidade para encontrar um nicho de mercado. Depois de encontrar seu nicho, inove e faça o que ninguém mais sabe fazer.

Se você já desenvolveu sua ideia inovadora, mas não sabe como dar os primeiros passos para tirá-la do papel, nosso guia sobre criação de planos de negócio pode ajudar.

Criar uma loja virtual ou um blog nos formatos do The Huffington Post não é difícil. E, com o Zyro, você vai poder colocar seu negócio de pé em minutos.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.