Apenas por Tempo Limitado - Economize até 69 %

02

:

dias

08

:

horas

49

:

minutos

41

segundos

Blog do Zyro

Todos os tópicos
Blog de e-Commerce Design Dicas para Pequenas Empresas Essenciais Ideias de Negócio Insights do Zyro Inspiração Marketing Novidades do Zyro

Quanto Custa um Site em 2021? (A Única Resposta que Você Precisa)

Moedas saindo de um jarro de vidro e indo para uma mesa

Se você tivesse que chutar um valor, quanto diria que custa criar e manter um site?

A verdade é que não existe uma única resposta certa para a pergunta “quanto custa um site?”.

Isso acontece porque existem muitas opções no mercado para quem quer construir um site – cada uma com seu nível de preço.

Para descobrir se você precisa gastar milhares de reais, ou se vai ser possível criar seu site com um orçamento modesto, você precisa escolher qual rota vai percorrer:

  • Usar um construtor de sites pode te custar de R$10 reais a 110 dólares (cerca de R$600) por mês, dependendo da plataforma escolhida
  • Usar o WordPress pode custar entre R$15 e R$700 por mês
  • Ter um site feito do zero sob medida pode te custar aproximadamente entre R$1.000 e R$10.000.

Neste guia vamos mostrar a você todos os custos principais e todas as rotas possíveis para se criar um site pronto para o sucesso.

As ferramentas básicas que todo site precisa

Para falar a verdade, no fundo, um site precisa apenas de alguns elementos para conseguir funcionar.

1. Hospedagem de site

Para que seu site fique no ar e seja visível para pessoas no mundo todo, você precisa alugar espaço em um servidor – que é como um computador.

Afinal de contas, o código precisa estar armazenado em algum lugar.

Os servidores são gerenciados por empresas de hospedagem como o Zyro. Você paga a elas uma taxa mensal ou anual para garantir que seu site esteja disponível 24 horas por dia.

Existem tipos diferentes de serviços de hospedagem:

  • Hospedagem compartilhada
  • Hospedagem VPS
  • Hospedagem de blog
  • Hospedagem dedicada

A depender do tamanho e do objetivo do seu site, o custo mensal da hospedagem pode ir de zero a centenas de reais.

2. Nome de domínio

Seu nome de domínio é o endereço do seu site na internet. Ele é o que os usuários precisam saber para encontrar sua página.

É melhor escolher um nome de domínio simples e marcante, que contenha o nome da sua marca ou negócio – por exemplo, www.zyro.com/br.

Todos os nomes de domínio precisam ser registrados, e o preço vai depender da empresa de registro que você escolher. De uma coisa podemos ter certeza: se você escolher extensões de domínio populares, como .com ou .org, vai precisar desembolsar mais por isso.

Mas também é possível comprar um domínio barato para extensões de menos conhecidas, como .xyx.

Nomes de domínio customizados geralmente são mais usados por lojas virtuais e empresas. Se é isso que você quer, vai precisar pagar entre R$5 e R$40 por ano.

3. Design e interface

Programar, hospedar e registrar domínio para o seu site são etapas vitais, mas não são tudo. Você não vai conseguir ir muito longe sem um design bem pensado.

O design do seu site será a primeira coisa que os visitantes verão quando entrarem no seu site. E, se for feito do jeito certo, o design vai ajudar a transformar visitantes em clientes.

É comum contratar alguém para tomar conta da interface do site por você – um web designer talentoso pode transformar a aparência da sua empresa e mudar o que o público pensa dela.

Dito isso, você não precisa pagar muito dinheiro para aprimorar o design do seu site. Muitos construtores de site oferecem layouts de template, que podem ajudar você a economizar milhares de reais no web design.

Comece pelos seus objetivos

Com todas as opções disponíveis, faz sentido decidir exatamente o que você gostaria de alcançar antes de calcular os custos.

Sabemos que é tentador simplesmente seguir a rota mais barata, mas será que essa opção atende as necessidades do seu negócio?

Alguns sites realmente precisam de muito investimento financeiro, já outros podem ser lindos, funcionais e estarem prontos para o trabalho com um custo baixo.

Responda às seguintes perguntas:

Do que seu site precisa? 💭

Existem sites de todos os tipos. O tipo de comportamento, conteúdo e nível de navegação que você quer para o seu site vão influenciar totalmente o custo de criação dele.

Se você quer apenas uma plataforma para publicar suas receitas, por exemplo, não vão ser necessárias as camadas de complexidade que uma agência de design pode precisar.

Existem vários níveis de dificuldade quando se trata de construir e manter sites. Um blog é simples, uma loja virtual requer mais profundidade e os aplicativos são uma história totalmente diferente.

Leitura recomendada: 13 Tipos de Sites Populares que Você Precisa Conhecer

Quanto tempo você vai precisar investir? 🕑

Claro, criar e manter um site exige tempo. Um dos fatores mais importantes para considerar no planejamento do seu site é calcular quanto tempo você vai poder dedicar a ele.

E você não vai precisar investir tempo apenas no momento da construção do site. Para iniciantes, criar o código manualmente é demorado – às vezes pode levar meses – mas, assim que seu site estiver funcionando a pleno vapor, você vai precisar dedicar tempo para mantê-lo funcionando corretamente.

Construtores de site são super eficientes no gerenciamento de tempo. Todo o código do site já está pré-construído, então você pode focar nas partes mais bacanas, como o design e divulgação.

Quanto dinheiro você pode gastar? 💵

Você está lendo este texto justamente para saber quanto custa um site. Mas vale a pena lembrar que o custo de um site vai além do dinheiro.

Você deve calcular os custos desde o início para garantir o retorno do seu investimento. Quanto custa um site em termos de tempo, energia e conhecimento necessários?

Mas, voltando para o custo monetário: seja realista definindo seu orçamento. Se você criou um plano de negócios que garante retorno financeiro e investimento inicial alto, vá em frente e invista dinheiro no seu site.

Em média, quanto custa um site por mês?

Até agora, nós estávamos sendo muito vagos sobre quanto custa para criar um site (e gerenciá-lo). Mas foi por um bom motivo: esse é um assunto muito subjetivo.

Mas podemos te dar uma ideia do preço que você pode esperar pagar pelo seu site no início da sua jornada.

Uma maneira de criar um site é fazer tudo sozinho. Se você é desenvolvedor e tem o conhecimento, tempo e dinheiro para fazer tudo com as próprias mãos, com certeza você pode tomar essa rota.

Se esse não é o seu caso, existem, no geral, três opções de construção de sites:

  • Use um construtor de sites. É rápido, eficiente e a parte pesada do trabalho já foi feita por você. Essa é a forma de construir sites com melhor custo-benefício.
  • Crie com o WordPress. Mesmo que o WordPress seja uma plataforma com opções gratuitas, criar seu site com ela requer que você use várias ferramentas adicionais, que são pagas.
  • Contrate alguém para criar um site para você. Provavelmente, essa é a opção com menor custo-benefício, mas você poderá ter um site feito totalmente sob medida.

Antes de entrarmos nos detalhes, aqui está uma rápida explicação de quanto custa um site, por mês, em cada um desses cenários:

Usando um construtor de sites

Estes são os gastos que geralmente deveriam estar no seu orçamento:

  • Assinatura da plataforma, que pode custar de 10 reais a 50 dólares por mês.
  • Registro de domínio. Você vai precisar desembolsar aproximadamente entre R$5 e R$40 por ano.
  • Aplicativos extras para ir além e aprimorar seu site. Pode custar entre R$15 e R$300.

Por isso, dependendo da plataforma que você escolher, fazer seu site usando com construtor pode de R$10 a mais de R$500.

Usando o WordPress

Para saber quanto custa um site criado com o WordPress, coloque esses itens na conta:

  • Hospedagem. Você pode esperar pagar entre aproximadamente entre R$5 e R$65 por mês.
  • Registro de domínio. Mesmos valores da opção anterior: entre R$5 e R$40 por ano.
  • Plugins premium. Alguns plugins são gratuitos, mas outros podem custar até 100 dólares por mês.

Muitos provedores de hospedagem cobram a taxa anual antecipadamente, então construir seu site com o WordPress pode exigir investimento maior logo no início e, depois, valores menores mensalmente.

Contratando alguém

Tipicamente, você vai precisar pagar por estes itens:

  • Hospedagem. Como acontece com o WordPress, a hospedagem do site pode custar entre R$5 e R$65 por mês, mas é necessário pagar antecipadamente o valor do ano todo.
  • Configuração do site. Essa costuma ser uma despesa paga uma única vez. O valor fica entre R$550 e R$800.
  • Design e criação do site. Essa etapa crucial custa a partir de R$1.000.
  • Criação de conteúdo. Para preencher seu site com conteúdo, você pode desembolsar a partir de aproximadamente R$80 por texto.
  • Treinamento. Você vai precisar aprender como usar o seu site, o que pode custar a partir de R$1.000.
  • Manutenção contínua. Espere pagar entre R$600 e $1500, a depender de quantas mudanças forem necessárias.

Se você quiser contratar alguém para criar um site incrível para você, o preço pode variar muito e chegar a valores bem altos. Essa não costuma ser uma opção para quem tem um orçamento pequeno.

Dando uma estimativa, você pode gastar cerca de aproximadamente R$3.500 e R$7.000 para ter seu site criado por um profissional. Dito isso, se você quiser algo totalmente customizado, o preço pode ser muito maior.

Quando custa usar um construtor de sites?

Vamos começar pela opção mais barata e acessível. Os construtores de site vêm revolucionando a experiência de milhões de empresas na internet.

O serviço está disponível para qualquer pessoa que tenha acesso à internet, ajudando os usuários a criarem e publicarem sites em apenas um dia.

Por isso, se você estiver se perguntando “quando custa criar um site para uma pequena empresa”, os construtores de site podem ser a melhor opção para você.

Essa opção é ideal para quem?

Como você acabou de ver, qualquer pessoa pode usar um construtor de sites. Essa opção combina melhor com:

  • Pessoas com pouca ou nenhuma experiência em criar sites do zero.
  • Empreendedores que tenham pequenas empresas ou marcas pessoais.
  • Profissionais que queiram mostrar seu trabalho com um portfólio online.

O que o construtor faz?

Construtores de site dão aos usuários muitas possibilidades e exigem pouco compromisso. Resumindo, um construtor te oferece:

  • Um software que permite criar um site sem precisar lidar com código algum.
  • Hospedagem e segurança integradas. Por exemplo, todos sites criados com o Zyro ganham um certificado SSL grátis.
  • Um domínio gratuito não-customizado, para que você possa publicar seu site imediatamente.
  • Muitos templates criados por designers, que podem ser totalmente personalizados para combinarem com o tema do seu site.

Quando custa?

Preços dos Planos do Zyro

Você já tem uma estimativa de quanto custa para criar um site usando um construtor.

Mas agora vamos dar o preço exato, com base nos planos mensais que o Zyro oferece. Também vamos mostrar os planos de outros construtores de site, para que você possa comparar:

Planos básicos

Os planos mensais mais baratos que os construtores de site têm a oferecer:

  • Zyro. Por R$9,71, os usuários têm apenas 3GB de largura de banda e 1GB de armazenamento. Porém, eles ganham um certificado SSL gratuito, nenhum anúncio do Zyro e é possível conectar um domínio personalizado.
  • Wix. Por R$13 reais por mês, os usuários levam 3GB de armazenamento e o tão importante certificado SSL, nenhum anúncio do Wix e domínio personalizado grátis por um ano.
  • Squarespace. Por 12 dólares (aproximadamente R$65) por mês, os usuários têm largura de banda e armazenamento ilimitado, segurança SSL e domínio personalizado. Porém, nesse plano o site só pode ter 2 colaboradores.

Planos premium

Para tirar seu negócio do papel, você pode esperar pagar estes valores:

  • Zyro. Por R$15,71 você tem acesso a tudo que precisa para construir e administrar um site. Hospedagem grátis e certificado SSL, largura de banda e armazenamento ilimitados e template pronto. Você vai precisar pagar anuidade pelo nome de domínio, mas o primeiro ano é grátis.
  • Wix. Custa R$19 por mês para assinar o plano Ilimitado, que inclui as vantagens do pacote básico, mais 20GB de armazenamento e vouchers para anúncios. Se você quiser o máximo de espaço de armazenamento, escolha o plano VIP por R$39 mensais – mas, meso assim, o máximo que você vai ter de armazenamento são 35GB.
  • Squarespace. O plano para empresas custa 18 dólares. Além do que vem no pacote básico, us usuários também têm acesso a análise de dados avançada, 100 dólares em créditos do Google AdWords e a possibilidade de vender produtos. Mas você vai precisar de um plano e-commerce para ter todas os outros recursos para lojas virtuais.

Planos de loja virtual

Preparado para começar a vender? Veja quanto custa um site de loja virtual por mês:

  • Zyro. Por R$45,71, os usuários podem fazer vendas sem pagar comissão, com gerenciamento facilitado de estoque e oferecendo várias opções de pagamento aos clientes. Você pode vender uma quantidade ilimitada de produtos, conectar seu site à lojas nas redes sociais e oferecer sua loja virtual em vários idiomas diferentes.
  • Wix. Pagando R$39, os clientes podem criar uma loja virtual com quantidade ilimitada de pessoas, aceitando várias moedas e podendo vender em marketplaces e redes sociais. O armazenamento é limitado em até 35GB e você vai ter que pagar taxa automática em até 100 de suas transações mensais.
  • Squarespace. Por 26 dólares mensais, o plano mais básico de e-commerce permite que o usuário venda quantidade ilimitada de produtos sem pagar taxa alguma. Também é possível vender pelo Instagram e oferecer cartões-presente. Fazendo upgrade para o plano de 40 dólares mensais, o usuário também pode vender assinatura de produtos.

Como funciona?

Existem muitos construtores de site por aí, alguns melhores que os outros. É uma boa ideia pesquisar para encontrar a melhor plataforma, baseado no tipo de site que você quer criar.

Vamos te mostrar agora como o Zyro funciona, Afinal de contas, você pode usar a plataforma para criar blogs, portfólios, sites de evento e até lojas virtuais.

1. Crie sua conta e escolha seu plano

A maioria dos construtores de site têm uma variedade de planos. Você pode escolher o seu baseado nos objetivos que você quer conquistar e nas ferramentas que você vai precisar.

Não se esqueça de assinar um plano que tenha as ferramentas básicas. Por exemplo, todos os planos do Zyro vêm com hospedagem grátis, acesso a centenas de templates e permitem conexão com domínio próprio.

Confira o espaço de armazenamento: assinando o plano básico do Zyro, você terá 1GB de armazenamento e 3GB de largura de banda, o que é mais que suficiente para portfólios, blogs e sites com volume menor de visitas.

Se você está criando um site para sua pequena empresa, pague alguns reais a mais todo mês para ter acesso a armazenamento e largura de banda ilimitados.

2. Fique à vontade para conhecer os templates

Templates do Construtor de Sites Zyro

O design do seu site precisa ser intuitivo e ter um visual incrível. Felizmente, isso não significa que você precisa gastar todo o seu dinheiro contratando um web designer.

Um construtor de sites geralmente oferece uma variedade de templates customizados.

Você pode escolher um template que combine com o visual e propósito do seu site, e então customizar tudo arrastando e soltando elementos pelas páginas.

Os templates foram criados para ajudar você a ser mais eficiente, mas você pode passar o tempo que quiser arrastando e soltando elementos para personalizar o site. Só não se esqueça que o site precisa ser convidativo para os visitantes.

3. Crie seu conteúdo

Quando você tiver assinado um plano e escolhido seu template, já vai estar pronto para a etapa de criar conteúdo para seu site. Rápido, não? Como te falamos, construtores de site são muito eficientes.

Se tem poucos recursos e está criando um site para sua pequena empresa, vai precisar acessar um banco de imagens gratuito, como o Unsplash ou outra plataforma similar.

Você também pode usar ferramentas que vão produzir conteúdo em texto para seu site. Assim, não vai ser necessário contratar alguém para fazer a redação por você. Por exemplo, existe a ferramenta Escritor de IA, que usa inteligência artificial para gerar textos 100% otimizados para seu site.

Isso não significa que você não pode postar seu próprio conteúdo usando um construtor de sites. Com certeza você pode escrever seus próprios textos, tirar suas próprias fotos e se destacar assim.

4. Publique seu site pronto

Nesse ponto, você já vai estar pronto para publicar seu site novinho em folha.

Com hospedagem garantida, certificado SSL e design otimizado e pronto para receber visitas, a próxima tarefa que você terá usando o construtor de sites vai ser clicar em Publicar.

Depois de publicado, seu site já estará disponível para o mundo inteiro. Sites criados com construtores de site ficam automaticamente visíveis para buscadores como o Google – e, além disso, eles carregam em milissegundos.

Escolha um construtor que otimize os sites para que eles funcionem perfeitamente em qualquer dispositivo.

Um site moderno deve se adaptar a todos dispositivos, dos computadores e tablets aos smartphones. Isso é fundamental para que seu site tenha o alcance que merece.

5. Faça seu negócio crescer muito

Se você está começando sua jornada com um site para sua pequena empresa, mas já sonha alto com o sucesso do seu negócio, usar um construtor de sites como o Zyro vai compensar muito no longo prazo também.

Você pode usar várias ferramentas com inteligência artificial para desenvolver sua marca, como o criador de logo e o gerador de slogan. Além disso, o Mapa de Calor de IA pode te oferecer informações preciosas sobre os hábitos de navegação dos seus visitantes.

E, se você criar uma loja virtual, vai poder conectar seu site às redes sociais para ter visibilidade máxima e vender em várias plataformas.

Você vai poder gerenciar o estoque a partir de um painel de controle central, os especialistas em tech do Zyro já deixaram tudo configurado para você, com zero custo extra.

Quanto custa para criar um site WordPress?

Usar um construtor de sites não é a única opção para colocar seu negócio na internet. Outra forma de criar seu site é adotando o WordPress.

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS, sigla em inglês para “content management system”) que permite que vários colaboradores criem, editem e postem conteúdo em um site.

Ele é provavelmente o CMS mais popular no mundo: tendo começado como uma plataforma para blogs, aproximadamente um terço de todos os sites do mundo são WordPress.

Essa opção é ideal para quem?

O WordPress te dá mais controle sobre seu próprio site e é ideal para:

  • Quem tem um pouco de conhecimento técnico.
  • Blogueiros e empreendedores que sonham alto.
  • Quem precisa de um site totalmente customizável.

O que o WordPress faz?

O download do WordPress é gratuito e a plataforma oferece muita flexibilidade para seus usuários. Ela oferece:

  • Software de código aberto com possibilidade infinita de customização.
  • Milhares de templates (gratuitos e pagos) para usar em seu site.
  • Acesso a um sistema de gerenciamento de conteúdo fácil de usar.
  • Aproximadamente 50.000 plugins para escolher quando for adicionar recursos ao site.

Quando custa um site WordPress?

Quando falamos de sites WordPress, dar um preço certo não é tão simples quanto foi no caso dos construtores de site.

Sabemos ao certo quanto custa a hospedagem do site, os gastos adicionais com templates e recursos podem variar muito.

Abaixo vamos fazer algumas estimativas.

Hospedagem e domínios

Veja quanto custa, por mês, para auto-hospedar seu site WordPress:

  • Weblink: Por R$8,99, seu site será hospedado, terá domínio grátis por um ano e segurança SSL.
  • Kinsta: Por 30 dólares mensais (aproximadamente R$160), você terá hospedagem adequada para receber até 25 mil visitas por mês em seu site, 10GB de espaço em disco e certificado SSL.
  • InMotion: Assinando o pacote anual, você paga 12 dólares por mês (cerca de R$65) para ter acesso a hospedagem para até 50 mil visitas mensais, domínio gratuito e 100GB de armazenamento.

Temas e plugins

Você tem muitas opções gratuitas, mas veja quanto temas e plugins adicionais podem custar:

  • Temas: Não é necessário gastar mais de R$20.000 para ter o design perfeito para o site da sua empresa. A média de preço dos templates do Theme Forest é 50 dólares (cerca de R$270).
  • Plugins: Como mostramos mais acima, alguns criadores vão vender seus plugins por mais de mil dólares. Mas você também pode destravar plugins premium no WordPress contratando um plano de R$26 mensais.

Outros recursos adicionais

Usando o WordPress, você pode ter alguns custos extras, como por exemplo:

  • Ajuda de designers profissionais. Apesar da plataforma estar aberta a iniciantes, a criação de sites muitíssimo customizados pode exigir conhecimentos mais aprofundados sobre o WordPress. Se você perceber que seu site precisa de um web designer, contratar um profissional da área pode custar, em média, R$30 por hora.
  • Adicionar mais níveis de segurança. Vale muito a pena contratar um serviço de hospedagem que venha com certificado SSL incluso. Mas, além dessa certificação, seu site WordPress ainda pode estar vulnerável. Um plugin de segurança adicional pode custar entre R$0 e R$1.000 por mês.

Como funciona?

Muita gente considera o WordPress o melhor CMS que existe. Existem muitos outros sistemas de gerenciamento de conteúdo, mas nenhum é tão versátil quanto ele.

Apesar disso, há vários pontos a se considerar antes de criar seu site com o WordPress. O processo não é tão simples quanto escolher um template e clicar em Publicar – mas talvez para você essa seja uma das vantagens.

1. Crie sua conta e comece a configurar

Planos do WordPress

Primeiramente, é claro, crie uma conta do WordPress, depois baixe e instale o programa. E então vai ser hora de colocar a mão na massa.

Você vai precisar contratar seu próprio provedor de hospedagem. Isso significa que você vai precisar fazer sua própria pesquisa para encontrar os servidores com melhor custo-benefício e mais fáceis de usar.

Vamos dar uma olhada na Weblink, por exemplo. Essa provedora é especializada em sites WordPress, além de oferecerem registro de domínio também (que é pago separadamente).

Usando a Weblink como guia, você pagaria R$8,99 por mês por hospedagem, certificado SSL, 20GB de espaço em disco e domínio grátis por um ano.

2. Conheça a interface

Painel de controle do WordPress

Com a hospedagem contratada e um domínio garantido, o próximo passo é fazer login na sua conta WordPress e conhecer a interface da plataforma.

Ela será sua central de controle. Do painel, você vai poder criar páginas, instalar plugins, mudar o design do site e importar arquivos de mídia.

Você decide se quer criar permalinks e tornar seu site público, isso torna o WordPress a melhor opção para quem tem pouca experiência com programação.

Antes de começar a montar seu site do jeito que você sempre sonhou, é preciso investir tempo para entender como a plataforma do WordPress funciona. Afinal de contas, você está no controle.

3. Escolha seu tema (grátis ou premium)

Assim como os construtores de site, o WordPress também vem com templates prontos que podem ser instalados ao seu site.

Todo site começa com um tema básico, mas, como o WordPress é um software de código aberto, você pode fazer o que bem quiser na customização.

O WordPress oferece uma biblioteca com centenas de templates gratuitos. Além disso, outros sites e pessoas se dedicam a oferecer outras opções de tema.

No site ThemeForest, existem 11.500 temas para WordPress à venda. O preço de cada um varia bastante – um template pode custar entre R$70 e R$20.000.

4. Instale e customize o tema

Escolher um tema no WordPress não é algo que se faz uma vez só na vida. Você pode mudar sempre que quiser – mas não se esqueça que seus visitantes precisam achar seu site interessante e fácil de usar.

Você vai precisar instalar e ativar qualquer tema escolhido. O WordPress permite que você visualize como o template vai ficar no seu site antes que você decida se quer ou não fazer a instalação.

Assim que um tema for instalado no seu site, você vai poder customizá-lo ainda mais. Muitos elementos do site podem ser modificados no painel de controle.

O WordPress oferece ferramentas para que você mude imagens, textos, fontes e cores do site. Com tantas opções de personalização, não é nenhuma surpresa que a plataforma seja usada por tantas pessoas.

5. Adicione plugins

Plugins do WordPress

Os pugins são recursos que podem transformar seu site completamente – e provavelmente os elementos mais comentados quando se trata de WordPress.

Veja este exemplo: o Yoast SEO é um plugin muito popular que ajuda os usuários a aprimorarem o SEO de seus conteúdos. Você pode determinar as palavras-chave, criar meta descrições e conhecer quais são as melhores estratégias de SEO.

Existem dezenas de milhares de pugins disponíveis. Alguns são gratuitos, outros pagos – lembra que no início do texto mencionamos os “plugins premium”?

Se você puder investir dinheiro em plugins, eles custam a partir de 5 dólares (aproximadamente R$27). Alguns criadores miram nas alturas e cobram até 500 dólares (R$2.700) por seus plugins premium.

Quanto custa contratar alguém para criar seu site?

Animação mostrando rapaz no computador

Se você quer contratar um profissional para criar seu site, o custo será maior comparado aos gastos com construtores de site ou sites WordPress. Mas essa opção tem muitas vantagens.

Terceirizar a criação do site é muito conveniente para empreendedores. Eles podem economizar tempo para focar em outras tarefas e colocar as decisões importantes sobre o site nas mãos de especialistas em tecnologia.

O custo vai depender do profissional contratado e da complexidade do site que você quer construir.

Essa opção é ideal para quem?

Design e manutenção feitos por profissionais pode ser a opção mais eficiente para:

  • Pessoas que não têm tempo ou conhecimento técnico.
  • Empresas com orçamento maior e vontade de impressionar.
  • Quem quer um site mais complexo.

O que um site criado por profissionais faz?

Ele pode fazer praticamente qualquer coisa que você quiser – afinal, você está pagando para ter serviços de web design feitos 100% sob medida. Por exemplo:

  • Efeitos audiovisuais sofisticados que sejam totalmente originais – ou seja, não existam no site de mais ninguém.
  • Experiência do usuário (UX) fluida para manter os visitantes engajados.
  • Oportunidade de expandir seu site e transformá-lo também em um aplicativo para celular.
  • Manutenção contínua para manter seu site sempre atualizado e funcionando perfeitamente.

Quanto custa?

Então, afinal, quanto custa contratar especialistas para construir seu site? A resposta vai depender de você.

Se você quer terceirizar todas as tarefas, contratar profissionais vai custar bastante dinheiro. Mas todos os fatores são variáveis.

Tudo na ponta do lápis

Já demos uma estimativa de quanto custa um site criado por profissionais, mas agora vamos listar cada uma das despesas envolvidas:

  • Taxas de configuração normalmente custam entre R$550 e R$800 e devem ser pagas apenas uma vez.
  • Design e construção é o trabalho principal e pode custar a partir de R$2.000.
  • Criação de conteúdo é necessária para preencher seu site com informações úteis. Pode custar aproximadamente R$80 por texto.
  • Treinamento, ou seja, uma aula para que você aprenda a usar seu próprio site – o valor depende do profissional.
  • Manutenção, que pode ser paga anualmente ou mensalmente. A taxa mensal pode ficar em torno de aproximadamente R$200.

Em média, a média de orçamentos para criação de sites básicos fica entre R$2.000 e R$4.000, mas o valor pode subir muito.

Mas não se esqueça de que, às vezes, o barato pode sair caro. Se você quer ter um site extremamente personalizado, inclua a despesa no orçamento do seu negócio e prepare-se para investir bastante dinheiro.

A manutenção contínua do site também é algo que você deve manter em mente quando for fazer o planejamento financeiro da criação de um site personalizado.

Como funciona?

Contratar um profissional freelancer ou uma empresa especializada significa que eles farão todo o trabalho por você.

Mesmo assim, você vai precisar colaborar com eles para garantir que o site fique exatamente como você quer. Por exemplo, você vai precisar decidir quantas páginas o site deve conter e onde você quer que os servidores de hospedagem estejam localizados.

Os custos dependem de vários fatores, incluindo quem será o profissional contratado. Para começar a calcular o custo, é bom ter uma ideia geral do tipo de site que você quer ter.

1. Contrate as pessoas certas

Você deve encontrar um especialista, mas não existe uma fórmula passo-a-passo de construção do site. Isso fica a cargo de cada profissional.

Apesar disso, é bom saber que tipo de especialista você vai precisar contratar.

Você pode ter percebido que é comum que se fale sobre web designers e desenvolvedores web como se fossem a mesma coisa. Mas há diferenças:

  • Desenvolvedores web constroem a estrutura do site. Os desenvolvedores back-end sabem tudo sobre os códigos que compõe a base do site, enquanto os front-end criam estruturas mais visíveis, como formulários. Os desenvolvedores que sabem fazer as duas coisas são chamados full-stack.
  • Web designers são responsáveis por fazer com que o site tenha um bom visual. Os UX designers aperfeiçoam a jornada do visitante, enquanto os designers de interface (UI) são mais focados em otimizar a forma com que as pessoas interagem com a estética do site. Designers visuais trabalham trabalham nos dois papeis.

2. Decida o orçamento

Os custos também vão depender da área do site que vai precisar de mais atenção.

Provavelmente você não vai escolher entre contratar um desenvolverdor ou um web designer – vai precisar dos dois profissionais para tirar seu site do papel.

Se você escolher trabalhar com freelancers, provavelmente vai pagar um pouco mais pela hora de trabalho do desenvolvedor. Em média, um programador com experiência cobra a partir de 50 dólares por hora trabalhada.

Você também pode fazer parceria com uma agência especializada tanto em design quanto em desenvolvimento de sites. O valor por hora dessa opção é ainda mais alto, a partir de $60, mas você vai ter acesso ao serviço completo.

3. Considere o prazo

Criar um site com a ajuda de profissionais não é tão rápido quanto usar um construtor de sites.

Mas, olhando pelo lado bom, terceirizar o trabalho vai economizar seu tempo, que você pode aplicar em outros projetos. Talvez isso seja exatamente o que você quer.

Vamos calcular o prazo médio de criação de um site de tamanho mediano:

Discutir suas ideias com os desenvolvedores e designers leva alguns dias; o processo de preparação e construção do site em si leva aproximadamente uma semana e meia. No total, o prazo pode ser cerca de 2,5 semanas.

No longo prazo, quanto custa um site?

Você já sabe que o custo de um site pode variar bastante dependendo da opção de criação escolhida.

Mas, independente da sua decisão, tenha em mente que um site tem custos adicionais. Além do valor que você pagar pela criação, existem outras despesas que devem ser pagos para sempre, enquanto o site estiver no ar.

E não estamos falando apenas de hospedagem e domínios. Existem dois custos adicionais que você deve levar em consideração. Vamos falar deles agora.

SEO e marketing 📈

Qualquer seja sua opção de criação de site, a otimização para buscadores (SEO) deve estar entre suas prioridades. O SEO é algo que seu site precisa para ser encontrado na internet.

Seu site pode ser otimizado durante a criação para aprimorar o SEO. Porém, se as palavras-chave só forem atualizadas antes do lançamento, seu site pode acabar se perdendo entre os resultados de pesquisa do Google.

Para recapitular, nas três opções de criação de sites que apresentamos neste texto, seu SEO ganha estas otimizações:

  • Com um construtor de sites como o Zyro, você terá acesso a um Escritor de IA para gerar textos otimizados, além de poder usar integrações com o Google Analytics e ferramentas potentes de branding.
  •  Usando um site WordPress, você vai ter a habilidade de adicionar ótimos plugins de SEO, além de poder ganhar, como parte do seu pacote de hospedagem, vouchers para usar em anúncios.
  • Quando você contrata profissionais para criar seu site, pode garantir que todas as otimizações para SEO foram implementadas no conteúdo.

Você pode manter uma lista de quando foi feita a última atualização das palavras-chave e descrições usadas no site. Com um pouco de pesquisa, seu trabalho de marketing não precisa custar os olhos da cara.

Por exemplo, você pode fazer marketing nas redes sociais por um preço baixo se entender bem seu público-alvo e quais canais eles gostam de usar.

Mas se você não quer lidar com a otimização do conteúdo e criação de campanhas de anúncios, uma opção é terceirizar essa tarefa para especialistas. Mas lembre-se de que isso vai contribuir para subir o custo geral do seu site.

Imagens e produção de conteúdo 📸

Um site sem imagens ou é muito entediante, ou é um fórum. Não há muito nele que convide os visitantes a explorar o conteúdo.

Se você quiser causar uma boa primeira impressão, tenha fotos de alta qualidade e originais deve ser prioridade durante a construção do seu site.

Você já sabe que o Zyro dá acesso ao acervo enorme de imagens grátis do Unsplash. Os usuários têm mais de 1 milhão de fotos à sua escolha.

Mas, conforme seu site for crescendo, você pode querer atualizar suas imagens para que elas combinem mais ainda com seu negócio. Outra opção é começar a comprar fotos de bancos de imagem.

Tirar fotos e criar seu próprio banco de imagens também é uma ótima ideia, mas tome cuidado para que esses gastos não sejam altos demais para seu orçamento.

Calcule quanto custaria contratar um fotógrafo, editar e armazenas as fotos. Esse é outro gasto que influencia quanto seu site vai custar.

Mais inspiração para você:

Comparando os preços de diferentes tipos de sites

Saber ao certo quanto custa um site vai depender do tipo de página que você quer construir (e manter).

Nós pesquisamos diferentes tipos de sites e comparamos quanto custa a criação e manutenção deles. Veja:

Então, afinal, quanto custa um site?

Se você quiser saber de antemão exatamente quanto vai custar criar e gerenciar seu site, a melhor opção é usar um construtor de sites.

Assim você vai saber imediatamente quanto o site vai custar por mês, além de receber muitas dicas e suporte quando estiver fazendo o gerenciamento dele.

Dito isso, se você gostou mais de alguma das outras duas opções, não hesite em criar seu site com o WordPress ou contratando um profissional. Afinal, um site super customizado pode ser exatamente o que seu negócio precisa.

Mas saiba que, quanto mais personalização você quiser, mais dinheiro vai precisar investir. Isso inclui templates premium para WordPress ou planos mais completos para lojas virtuais.

Comece fazendo uma lista do que você precisa – e também uma lista do que você quer. Afinal de contas, você vai estar criando o seu próprio site, então deve poder fazer todas as escolhas.

E lembre-se: você também pode mover seu site WordPress para um construtor de sites depois, se precisar.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.