PROMOÇÃO DE OUTONO, ATÉ 87 % OFF

+ domínio GRÁTIS nos planos anuais

A oferta termina em:

00 :

13 :

05 :

48

Quanto Custa Uma Hospedagem de Site: Um Guia de Preços

Quanto custa uma hospedagem de site - blog do Zyro

Então quer dizer que você já tomou sua decisão: é hora de ter seu próprio site.

Mas você sabia que a hospedagem é um dos aspectos mais importantes da criação de um site?

A hospedagem é, basicamente, o aluguel que você paga para ter um site 100% funcional.

Existem duas formas diferentes de hospedar o seu site:

  • Usando uma solução tudo-em-um
  • Usando um serviço tradicional de hospedagem de sites

Os dois métodos custam dinheiro, mas têm níveis de preço muito diferentes.

Estamos aqui para te ajudar a entender qual das opções é o melhor para você.

Então passe um café, sente em uma cadeira confortável e vamos falar sobre quanto custa uma hospedagem de site.

Cofrinho preto ao lado de várias moedas, sobre fundo branco

O custo total de ter um site

Quando decidimos criar nosso primeiro site, muitas vezes ainda não sabemos se isso custa dinheiro ou não.

E, mesmo que tenhamos uma ideia dos custos, o preço final pode variar muito dependendo do tipo de serviço que você escolher usar.

Quando criamos um site, geralmente precisamos pagar por isto aqui:

  • Hospedagem do site
  • Um domínio
  • Um certificado SSL ou outro tipo de protocolo de segurança
  • Funcionalidade de e-commerce, se quisermos ter uma loja virtual própria
  • Contratação de programadores e designers que irão montar o site

E, a não ser que você decida criar seu site sozinho, talvez você precise contratar pessoas para escreverem textos e produzirem imagens para suas páginas.

Parece muito, não é?

A boa notícia é que, quando você escolhe usar uma solução de hospedagem tudo-em-um, só paga um preço fixo (geralmente entre R$10 e R$100) todo mês para ter acesso a todos, ou quase todos, os serviços acima.

Usando soluções tudo-em-um de hospedagem

O próprio nome “soluções de hospedagem tudo-em-um” já diz bastante sobre o serviço.

Esse tipo de serviço oferece tudo que você precisa para gerenciar um site completo: desde as ferramentas para criar e montar o site, até a hospedagem dele.

A maioria dos serviços tudo-em-um não oferecem apenas hospedagem, mas também todas as ferramentas que você precisa para administrar todo seu site, blog ou loja virtual.

Você não vai precisar se preocupar em transferir seu site para os servidores da empresa de hospedagem, nem ter que gerenciar seu próprio banco de dados.

Na verdade, usando soluções tudo-em-um como criadores de sites, você vai economizar muito – e não só com hospedagem e domínio.

Você também vai poder usar uma plataforma intuitiva para criar e editar seu site, além de poder gerenciar o back-end dele por meio de um painel de controle muito fácil de entender.

E mais: alguns dos melhores provedores oferecem nome de domínio premium gratuitamente quando você assina um plano anual.

E, se você tiver alguma dúvida sobre criar e gerenciar sites, sempre vai encontrar ajuda, já que a maioria dos construtores de site oferecem suporte incluso no serviço.

O que esperar das soluções tudo-em-um

Criar um site usando um construtor de sites é muito mais fácil do que você deve estar pensando.

Tudo que você precisa fazer é escolher um template pronto que te agrade, e depois editar o layout usando o construtor.

Geralmente, a interface dos construtores de site é bem intuitiva e fácil de usar. Isso quer dizer que você pode adicionar e editar elementos nas páginas de forma bem rápida.

E, já que você não terá que se preocupar com custos adicionais de hospedagem, já vai poder publicar seu site assim que ele estiver montado.

E o melhor é que, se você não tiver um nome de domínio, geralmente é possível publicar seu site usando o subdomínio do construtor de sites – e depois, você também pode comprar seu próprio domínio através da mesma plataforma.

Quanto custa uma hospedagem de site tudo-em-um?

Quanto custa uma hospedagem de sites tudo-em-um vai depender do provedor que você escolher. Em média, você pode esperar pagar entre R$10 e R$80 por mês.

Por exemplo, com o Zyro você pode criar e publicar seu endereço pagando pouco mais de R$10 por mês, se você quiser criar um site convencional.

Esse preço já inclui:

  • Hospedagem do site
  • O espaço nos servidores
  • Um certificado SSL
  • Muitos templates para escolher
  • Suporte ao cliente 24 horas
  • Acesso a ferramentas de inteligência artificial
  • Ferramentas para criar um blog para seu site

E, se a gente puder ser bem sincero, o serviço vai custar muito menos que um Big Mac.

Pessoa contando dinheiro em cima da mesa

Criando um site usando hospedagem tradicional

Antes de existirem os construtores de sites, se você quisesse ter um site completo 100% funcional disponível para seus visitantes, era necessário conhecer um pouco sobre serviços e empresas de hospedagem.

Provedores de hospedagem web operam seguindo um princípio bem simples: para poderem compartilhar seu site com o mundo, primeiro você precisa importar manualmente seu site para os servidores da empresa.

Hospedar um site é como alugar um apartamento virtual para suas páginas.

Para que as pessoas possam encontrar seu site, primeiro você precisa ter um apartamento virtual (a hospedagem do site) e um endereço (o nome de domínio).

Se você não tiver a hospedagem e o domínio, todo seu esforço em criar o site terá sido em vão, porque ninguém poderá acessá-lo.

Escolha o tipo certo de hospedagem

À primeira vista, o mundo da hospedagem de sites pode parecer confuso para iniciantes.

Afinal, existem vários tipos de planos e termos como hospegadem compartilhada, hospedagem em nuvem, planos de hospedagem VPS e hospedagem WordPress.

Alguns serviços de hospedagem são feitos especilamente para gamers (sim, existe hospedagem própria para Minecraft), enquanto outros só parecem ser entendidos por desenvolvedores profissionais (pelo menos pra nós, os planos de hospedagem VPS Windows parecem bem Pro).

Quanto custa uma hospedagem de site tradicional vai variar muito dependendo do plano que você escolher.

Por exemplo, planos de hospedagem compartilhada podem custar a partir de apenas R$4,50 por mês.

Hospedagem compartilhada é uma ótima alternativa se você estiver começando agora, mas se prepare para dividir servidores com outras pessoas.

Isso pode algumas vezes ter um efeito negativo na velocidade de carregamento do seu site e na quantidade de conteúdo que ele pode ter.

Você também pode escolher usar hospedagem VPS.

Sigla para “hospedagem virtual com servidor privado” (virtual private server hosting), com o VPS você pode ter um servidor dedicado, exclusivo para o conteúdo do seu site. Mas isso tem um preço – você pode esperar desembolsar pelo menos R$16,99 todo mês.

Então, antes que você decida assinar um plano de hospedagem compartilhada para seu site ou contratar um serviço com servidor exclusivo, pense sobre o que sua empresa ou projeto realmente precisa no momento.

Pessoa usando o WordPress no notebook

Montando um site com um sistema CMS

Quando já tiver escolhido o tipo de hospedagem ideal e a empresa que será sua provedora, vai ser hora de criar o site.

Na maioria das vezes, um sistema de gerenciamento de conteúdo (ou CMS) é necessário se você quiser criar um site usando um plano de hospedagem tradicional.

Um CMS te dá mais controle sobre os recursos do seu site (como dados, conteúdo e imagens).

Enquanto os profissionais experientes amam sistemas como o WordPress – porque o sistema facilita a edição do site para atender às necessidades do criador –, a ferramenta pode ser um pouco complicada para iniciantes.

Felizmente, a maioria das empresas de hospedagem usam um auto-instalador de CMS, que pode ser instalado com apenas um clique, para facilitar a vida dos criadores de site. Mesmo assim, conhecer toda a interface e ferramentas do sistema pode levar um bom tempo.

Já que a maioria dos CMSs têm código aberto, usar o próprio sistema de CMS não vai te custar um centavo sequer.

Além disso, graças aos acervos com extensões e templates gratuitos, você vai poder fazer muita coisa sem precisar abrir a carteira: você pode criar seu site e deixá-lo com o visual e funcionalidades que sempre quis.

Mas, para criar um portfólio profissional ou um site de empresa, você provavelmente terá que comprar extensões e templates caros. E mais: editar um template usando um CMS geralmente exige que você tenha pelo menos algumas noções de Design.

No fim das contas, você pode acabar pagando muitos dólares para ter acesso aos melhores templates – entre 50 e 200 dólares.

Se você quiser lançar seu site sem demora, uma boa solução é contratar um desenvolvedor.

Porém, não recomendamos a contratação de um desenvolvedor para quem tem um orçamento apertado, porque o serviço pode custar milhares ou dezenas de milhares de reais, dependendo da complexidade do seu site.

O que esperar de uma hospedagem de sites tradicional

Para publicar seu site usando um serviço de hospedagem tradicional, você vai precisar que suas páginas já estejam prontas.

Digamos que você contratou o amigo do seu sobrinho para cuidar da parte de programação do seu site, economizando dinheiro no processo de desenvolvimento do site, que costuma ser bem caro, como vimos acima.

Esse amigo do seu sobrinho mostrou como você pode usar um CMS e associar o site a um serviço de hospedagem.

O próximo passo vai ser escolher a empresa de hospedagem certa para seu projeto e assinar um plano adequado.

Apesar dos planos de hospedagem mais baratos custarem pouco (cerca de R$10 por mês), geralmente não estão incluídos nesse preço o certificado SSL e o registro de domínio.

Bem, sempre podemos fazer upgrade para um plano melhor, não é mesmo?

Nesse caso, se prepare para pagar um valor maior: o custo de um plano de hospedagem mais completo pode ir de R$9 a até R$50 mensais.

Um cofre de porquinho rodeadode moedas, visto de cima

Quanto custa um plano de hospedagem de site

Quanto custa uma hospedagem de sites desse tipo vai depender da empresa provedora que você escolher.

Vai impactar no preço se você quiser um servidor dedicado para seu site e qual a duração do plano contratado.

Mantenha em mente que contratar um plano anual geralmente sai bem mais barato que pagar um plano mensal.

Por exemplo, os planos mensais de hospedagem compartilhada oferecidos pela KingHost começam em R$16,10.

A Hostgator, por outro lado, tem planos que vão de R$9,89 a R$26,60 por mês.

A Localweb tem preços semelhantes. Você pode esperar pagar R$9,90 pelo plano mais básico da empresa.

Outra provedora, a UolHost cobra a partir de R$26,90 mensais pela hospedagem compartilhada de sites.

Quanto custa ter um domínio

Se você já tem um site, já escolheu seu CMS e assinou um plano de hospedagem compartilhada, o trabalho ainda não chegou ao fim.

Você ainda precisa comprar um nome de domínio.

Você pode adquirir um domínio que combina com sua marca pagando apenas alguns reais por ele, mas os domínios mais populares são os TLDs (top-level domains, ou domínios de topo), como o “.com” e o “.com.br”, que custam mais caro.

Você precisa se lembrar de que esse valor te dá posse do domínio apenas por um período determinado – como se você estivesse alugando o domínio. Normalmente, você vai precisar renovar seu direito de usar o domínio todo ano.

E sua jornada não vai ter terminado depois que você tiver registrado o domínio dos sonhos: o próximo passo vai ser conectá-lo ao seu site.

Código HTML na tela do notebook

Custos adicionais (e opcionais) de hospedagem

Dependendo de qual provedor de hospedagem você escolher, vai ser necessário desembolsar alguns reais a mais para ter acesso a recursos adicionais.

Na maioria das vezes, quanto mais barato o plano da hospedagem, mais provável será que você precise desembolsar valores extras para deixar o site da sua empresa completo.

Além disso, a maioria dos provedores de hospedagem oferecem o melhor custo-benefício para clientes que assinam o plano anual.

O custo de um certificado SSL

Você faria transações online com uma empresa que não tem um site seguro?

As principais empresas de hospedagem, como a Hostinger, oferecem certificado SSL incluso na maioria dos planos. Mas nem todos os provedores fazem isso.

Se você percebeu só agora que seu provedor de hospedagem não oferece proteção SSL, provavelmente terá que desembolsar R$45 ou mais para garantir a segurança do seu site.

Você deve buscar por um certificado SSL que tenha garantia alta.

A regra geral é que, quanto mair a garantia do SSL, mais protegido seu site ficará.

Isso acontece porque, com a garantia alta, a criptografia de dados tem que passar por muitos níveis de checagem antes que qualquer informação seja extraída do seu site ou do navegador dos seus visitantes.

Mesa branca com uma planta, óculos, xícara de café e um tablet com a frase "online marketing" na tela

Custos com marketing e divulgação do site

Sabemos que é possível ter uma estratégia de marketing digital gastando pouco, mas a maioria dos sites precisa da ajuda de anúncios pagos para conseguir deslanchar de verdade.

É comum que os sites dediquem uma parte do orçamento para investir em anúncios nas redes sociais e SEO. Talvez até fazer marketing de afiliados e campanhas com influenciadores também.

Mantenha em mente que os custos dos anúncios pagos varia muito dependendo do nicho de mercado no qual sua empresa opera.

Em média, você pode colocar no orçamento pagar cerca de 1 ou 2 dólares por cada clique que seu anúncio receber. Mas, se sua empresa operar no mercado de turismo e hotelaria, por exemplo, o custo por clique (CPC) pode aumentar muito e passar dos 4,50 dólares.

O marketing de afiliados pode ser um pouco mais barato (você só vai pagar para seu afiliado uma porcentagem do valor total da venda), mas esteja preparado para investir muito tempo na negociação com os parceiros.

Quer aprender mais sobre marketing digital?

Veja os conteúdos que preparamos para você:

Quanto custa adicionar uma loja virtual ao site?

Gerenciar uma loja virtual ou um negócio digital também têm seus custos.

Uma loja online geralmente precisa de muito mais espaço de armazenamento em servidor do que um site de currículo, por exemplo.

Lojas virtuais geralmente têm muitas páginas e muitos arquivos multimídia, o que pode diminuir a velocidade e carregamento do site se os arquivos não forem comprimidos ou armazenados da forma correta.

É por isso que a hospedagem de lojas virtuais costuma custar mais caro que a hospedagem de sites comuns.

Prepare-se para pagar também taxas para usar alguns métodos de pagamento e de envio de produtos.

Quadro negro com o desenho de um balão de pensamento com uma lâmpada dentro

Perguntas frequentes sobre os custos da hospedagem de sites

Pode ser muito confuso entender quanto custa uma hospedagem de site.

Por isso agora vamos responder as dúvidas mais comuns sobre o assunto.

Qual a forma mais barata de hospedar um site?

Se você está procurando um jeito fácil e econômico de ter um site, mas não tem muito conhecimento técnico sobre programação web, usar um construtor de sites é a melhor opção para colocar sua ideia na internet.

Com um construtor de sites, você não vai precisar se preocupar com linguagens de programação, hospedagem, nem precisar desembolsar taxas extras para ter acesso aos recursos básicos.

Você vai pagar um preço fixo e ter acesso a tudo que precisa para criar e gerenciar seu site.

Com o Zyro você pode até administrar uma loja virtual completa. Diretamente do painel de controle, gerencie estoque, listas de pedidos, campanhas de marketing e muito mais.

E não tem letrinhas pequenas no fim da página. Você não vai precisar desembolsar centavo algum em comissões ou taxas extras.

Se eu hospedar meu próprio site, sai mais barato?

À primeira vista, quando começamos a comparar diferentes planos de hospedagem, começamos a pensar se é possível economizar dinheiro hospedando o site por conta própria.

Mas, quando começamos a colocar na ponta do lápis todos os outros custos envolvidos na manutenção de um site, vemos que o preço final sairia muito mais alto do que o plano premium de um construtor de sites.

Na maioria das vezes, além da hospedagem, você também vai precisar pagar por:

  • Um domínio
  • Um certificado SSL
  • Gastos mensais com marketing
  • Funcionalidades de loja virtual, se for preciso
  • Templates, extensões e plugins para seu CMS
Moça com notebook na mão em um cômodo cheio de servidores

Que tipos de hospedagem existem?

Ótima pergunta. Qualquer que seja sua necessidade, provavelmente existe um tipo de hospedagem feita especialmente para atender você.

Hospedagem VPS

A hospedagem em servidores virtuais privados (VPS) dá acesso a armazenamento dedicado, ou seja, os recursos daquele servidor estarão disponíveis apenas para você.

Na prática, isso significa que você não vai precisar dividir o espaço em disco, a potência do CPU e a RAM com mais ninguém.

A hospedagem VPS também garante acesso root ao servidor, o que significa que você vai poder instalar seu sistema operacional preferido nele e trabalhar em projetos maiores, que precisam de muitos recursos.

Hospedagem WordPress

A hospedagem WordPress são planos feitos especialmente para armazenar sites e projetos feitos com o WordPress.

Isso significa que seu provedor de hospedagem vai usar servidores adaptados perfeitamente à infraestrutura do WordPress. Seu site vai funcionar perfeitamente e nenhum recursos será desperdiçado.

Nuvens azuis e rosa

Hospedagem cloud

Quando usamos hospedagem cloud (na nuvem), é porque provavelmente esbalhando em um projeto maior, que precisa usar muito poder de processamento dos servidores.

Um plano de hospedagem cloud costuma oferecer recursos exclusivos para os clientes (como um endereço de IP real, CPU, RAM e disco SSD próprios, entre outros benefícios).

Hospedagem compartilhada

A hospedagem compartilhada é a opção mais apropriada para iniciantes – e, geralmente, costuma ser a mais barata também.

Ao invés de ter seu próprio servidor e serviços exclusivos, você vai dividir o espaço disponível nos servidores com outros usuários. Nem precisamos dizer que isso ajuda a diminuir o preço, mas você terá menos controle do que teria com um plano de hospedagem dedicada.

Hospedagem Minecraft

Você também pode encontrar serviços de hospedagem feitos especialmente para jogadores de Minecraft. É uma opção para quer quer criar suas próprias aventuras no jogo, tendo controle total sobre ela.

A maioria dos planos de hospedagem para Minecraft oferecem muita adaptabilidade com diferentes modos de jogo. Geralmente, o plano também inclui backups do jogo e um banco de dados MySQL.

Hospedagem VPS Windows

Os planos de hospedagem VPS Windows são parecidos com a hospedagem VPS tradicional, mas geralmente custa um pouco mais caro.

O aumento de preço acontece porque o servidor precisa usar o sistema operacional Windows, ao invés de Linux. Isso é uma vantagem para muitos usuários, que acham o Windows mais fácil de usar e já estão acostumados a usar o sistema em seus computadores pessoais.

Além disso, um servidor que usa Windows tem mais chance de ser compatível com vários softwares. Isso significa que você terá mais opções de ferramentas para usar no seu servidor.

Escolha a melhor hospedagem para você

Esperamos que este guia tenha ajudado você a entender quanto custa uma hospedagem de site e a fazer a melhor escolha para seu projeto – sem precisar estourar seu orçamento.

Os planos de hospedagem tradicionais podem parecer econômicos à primeira vista, mas talvez você precise comprar serviços e recursos adicionais que não estão inclusos no pacote.

Isso pode fazer o preço aumentar muito no fim das contas.

Com um construtor de sites de primeira-geração como o Zyro, você pode ter uma solução de hospedagem tudo-em-um, pagando menos que o preço de um plano tradicional.

E o melhor: usar a plataforma é tão fácil, que você vai poder lançar seu site em apenas alguns minutos.

Essa opção pode ajudar você a economizar muito tempo e dinheiro.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Jeisy é dedicada a pesquisar e escrever sobre como pequenos e médios negócios podem crescer na internet de forma sustentável. Ela publica sobre criação de sites, empreendedorismo digital, tecnologia e e-commerce no blog do Zyro. No tempo livre, coleciona cassettes.

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.