Apenas por Tempo Limitado - Economize até 85 %

+ Domínio GRÁTIS por 1 ano

A oferta termina em:

02 :

10 :

12 :

03

Como Vender Arte Online: 10 Dicas e 10 Galerias

Mulher sentada em meia a pinturas abstratas

Todo mundo deveria ter acesso à Arte. E esta é a beleza do e-commerce. Todo mundo pode achar obras de arte que gosta por um preço que pode pagar – e todo mundo pode vender arte online também.

A previsão é de que o mercado online de arte vai movimentar 9,8 milhões de dólares até 2024. Se você é artista e quer encontrar seu público, ter presença na internet é a forma mais eficaz e lucrativa de fazer isso.

Existem alguns caminhos que você pode trilhar se quiser vender arte online.  Além de ter seu próprio site, você pode fazer parcerias com algumas das maiores galerias de arte no mundo.

Vamos compartilhar algumas dicas sobre como começar, além de uma lista das melhores galerias virtuais com as quais você pode fazer parceria este ano.

Índice de Conteúdos

1. Defina seu nicho

Se você é um artista ou colecionador de arte, comece a vender quando tiver desenvolvido bem seu estilo.

Artistas estão sempre aprendendo e evoluindo, mas compensa lançar sua carreira na internet quando suas obras já tiverem um estilo que as pessoas consigam identificar.

Se você está vendendo suas próprias criações, crie uma coleção com obras que te dão muito orgulho.

Muitas vezes, algumas pinturas nunca parecem estar de fato prontas, mas não se esqueça que você precisa convercer outras pessoas a investir dinheiro em sua arte. Você é o responsável por fazer o marketing do seu trabalho, então se prepare para vender com confiança.

Se você quer vender peças criadas por outras pessoas, suas opções são praticamente ilimitadas. Só não se esqueça que vai ser mais fácil para todo mundo – você, seus artistas e seus clientes – se você realmente gostar do que estiver vendendo.

Você pode selecionar:

  • Peças criadas por artistas que você admira
  • Uma técnica específica, como guache ou tinta acrílica
  • Um estilo, como o fotorrealismo, ou um tema, como Fantasia
foto em close up de uma paleta de tintas

2. Escolha seus produtos

Chegou a hora de ostentar seus músculos empreendedores.

A beleza de vender arte online é que você tem uma grande audiência para atrair. E isso significa que você pode soltar a criatividade quando for vender seus produtos.

Dê uma olhada na loja de presentes dos maiores museus do mundo. Pinturas famosas podem ser reproduzidas em todo tipo de material, de lenços a embalagens de comida e borrachas.

Uma ótima forma para um artista maximizar suas vendas na internet é reproduzir sua arte em materiais e meios diferentes. Isso pode transformar uma única peça – talvez uma obra que ilustre perfeitamente seu estilo – em uma fonte ilimitada de renda.

Vender versões impressas de suas obras é o primeiro (e mais simples) passo para começar a ganhar dinheiro com suas peças 2D. Escolha um tipo de impressão, um papel de qualidade e venda esses produtos com e sem moldura. Se for mais econômico, faça parceria com uma gráfica.

Você também pode:

  • Criar produtos de papelaria, bottons, adesivos e pins
  • Imprimir suas obras em tecido, criando uma estampa
  • Vender licenças para que outras lojas virtuais vendam produtos estampados com sua arte

3. Defina seus limites

Estamos falando tanto de preços quando de disponibilidade.

É claro, reproduzir arte centenas de vezes em materiais impressos pode ser uma fonte bacana e estável de dinheiro par artistas. Mas também existe outra opção, que é vender edições limitadas.

Se você optar por vender quantidades limitadas de seus produtos impressos, você vai despertar um sentimento de escassez nos clientes. Apesar de vender na internet, você vai estar em contato diretamente com amantes da arte, e essas pessoas estão a procura de itens muito especiais.

A maior desvantagem das edições limitadas são os temidos revendedores. Você pode tomar algumas medidas para evitar que suas obras acabem aparecendo no Mercado Livre, ou decidir deixar que os revendedores continuem fazendo o trabalho deles facilmente.

Quem sabe você pode ser dinâmico e fazer um pouco das duas coisas também?

Quando for colocar preço nas obras de arte, faça uma pesquisa antes. Se você está começando a vender arte digital online, tome cuidado para não cobrar um preço muito alto que vai acabar excluindo clientes:

  • Considere seu nível de experiência como artista (ou, se você for colecionador, considere o nível de experiência do criador da obra). Acabou de se formar no seu curso de Artes? Os preços precisam ser condizentes com isso.
  • O tempo que você gastou para criar aquela peça precisa estar embutido no preço. Retorno do investimento é muito importante.
  • Veja quanto outros artistas cobram por suas peças.
parede coberta com vários quadros impressos

4. Crie seu site

Todo artista merece ter seu próprio site.

Um site pessoal é onde os artistas se tornam os personagens principais e mostram suas criações da forma que acharem melhor. A página inicial pode ser uma galeria personalizada mostrando todos os seus trabalhos.

Escolha uma plataforma de construção de sites que vai ajudar você a colocar sua arte na internet o mais rápido possível e com design que combine com o seu estilo.

Uma dessas plataformas, o Zyro tem vários templates gratuitos que você pode escolher para ser a base da sua loja virtual.

O formato de loja virtual vai fazer seu site se transformar. Ao invés de ser um espaço para simplesmente mostrar seu trabalho, seu site vai se transformar em um negócio lucrativo.

Você pode soltar a criatividade alterando o layout do seu site para que ele combine com a arte que você está vendendo. Mas não se esqueça de fazer seus produtos se destacarem: pense em usar um plano de fundo branco simples na sua galeria.

Lembre-se de:

  • Encontrar o nome de domínio perfeito. Nossa dica para artistas é usar o nome completo. Simpels e eficaz.
  • Pensar em sua loja virtual como uma vitrine. Ela deve ser bem arrumadinha e marcante.
  • Conectar suas redes sociais ao seu site. Conecte as contas da sua empresa e não seus perfis pessoais.

5. Vá para as redes sociais

Quem é que não gosta de divulgação gratuita, hein?

É pra isso que as redes sociais servem, quando estamos falando dos perfis de empresas. Essa é sua oportunidade de estar no controle da divulgação da sua arte.

Plataformas como o Instagram e o Pinterest permitem que você alcance um público muito mais diverso do que se você divulgasse usando apenas seu site. E você nem precisa ter um feed cheio de firulas.

Use as redes sociais como uma chance de ser mais humano com seus clientes. Não estamos falando de postar selfies bêbado, mas sim mostrar os bastidores da sua loja para engajar os seguidores.

Ter seguidores leais nas redes sociais com certeza compensa. Você pode deixar as pessoas animadas, esperando ansiosamente sua próxima obra de arte. Adicione valor ao seu trabalho e faça os clientes sempre voltarem para comprar mais.

As redes sociais também são uma forma fácil de entrar em contato com outros criadores e artistas na internet.

Quando for construir seus perfis:

  • Poste fotos de produtos frequentemente. Não perca o profissionalismo só porque está mostrando seu lado pessoal também.
  • Mostre o artista (ou artistas) que estão por trás da criação das peças.
  • Não se esqueça: gere lucro. Se você quer vender arte online, use as redes sociais como extensões da sua vitrine.
pessoa vendo o feed do instagram no celular

6. Encontre seu estilo de fotografia

Essa pode ser a parte mais importante de vender arte online.

Se você não fotografar seu produto da forma certa, todo seu esforço criando aquela obra vai ter sido em vão. A não ser que fotografia de baixa qualidade seja parte da sua arte. Se for, continue.

Se você não for lá muito bom com a câmera, procure um fotógrafo profissional. O ideal é encontrar alguém que saiba vender pinturas na internet, ou seja expert em fotografar detalhes.

Todo produto vendido na internet tem que mostrar seu melhor nas fotos.

Falamos tudo sobre como fotografar produtos em um post que publicamos recentemente, então dê uma olhada no conteúdo se quiser criar as imagens sozinho.

Quando seu número de seguidores crescer, você pode ter a oportunidade de vender sua arte no Instagram ou na galeria do seu site. Por isso, lembre-se de manter a qualidade em todas as plataformas onde você estiver.

Mostre seu melhor ângulo:

  • Comece mostrando uma imagem frontal da obra inteira. Ao lado mostre fotos dos detalhes.
  • Mostre a obra dentro de um contexto. As pessoas precisam ter motivo para comprar, então mostre como suas obras de arte podem dar vida a paredes, prateleiras e ambientes da casa.
  • Chegue bem perto. Mostre a textura da sua arte – pinturas, na internet, às vezes podem parecer “lisas”.

7. Resolva a logística

Aperfeiçoe o processo de empacotar e enviar produtos antes de começar a vender arte online. Não deixe para descobrir como tudo isso vai funcionar na tentativa e erro.

Se você planeja ganhar dinheiro com materiais estampados com sua arte, é uma ótima ideia fazer parceria com uma empresa de impressão sob demanda. Eles vão tomar conta de tudo após a confirmação da compra.

Você também pode escolher lidar diretamente com o envio dos produtos. Dependendo do volume de vendas que você planeja fazer, pode ser interessante contratar uma empresa de logística, o que pode sair bem mais barato para você no fim das contas.

Na internet você pode encontrar ótimos guias e tutoriais de logística, feitos por artistas para artistas. Pesquise por esses tutoriais se você quer saber como embalar e enviar seus itens.

Uma galeria criou este guia explicando como embalar obras de arte. Pode ajudar você a enviar suas criações com segurança.

Os três princípios mais importantes são estes:

  • Garantir segurança. Não tem nada pior que sua obra prima sendo danificada no trajeto.
  • Manter o profissionalismo. E estamos falando de manter o profissionalismo durante o processo todo, do lugar onde você trabalha até a porta da casa do cliente.
  • Eficiência, economia, sustentabilidade. Seu objetivo deve ser oferecer os três.
visão aérea de uma frota de containers no porto

8. Proteja seu trabalho

Plágio é uma realidade triste e quase inevitável quando vamos divulgar e vender arte online. Para alguns artistas, ele é só uma desvantagem que faz parte do ofício.

Aqui estão alguns passos que você pode seguir para proteger seu trabalho das violações de propriedade intelectual. A dica mais óbvia é marcar sua obra com algo que dificulte a cópia.

Isso pode ser feito usando marcas d´’agua ou imagens de baixa resolução. Mas isso tem desvantagens, já que, depois de todo seu esforço para criar a obra, você estaria mostrando menos dela aos clientes. E, afinal de contas, as empresas que plagiam obras de arte não estão lá muito preocupadas com qualidade, não é mesmo?

Às vezes, sua iniciativa e uma base leal de clientes podem ser seus aliados mais poderosos. Você pode inclusive forçar grandes lojas que plagiaram seu trabalho a retirar os produtos de circulação, como certa ilustradora estadunidense fez.

  • Entre em contato diretamente com o plagiador. Seja educado e mostre provas de que o trabalho é seu.
  • Num primeiro momento, mantenha a discussão privada. Expor nas redes sociais não funciona em 100% das vezes.
  • Veja se você pode processar o plagiador por violação de propriedade intelectual.

9. Trabalhe com galerias fora da internet

Abraçar a tradição também pode ser bom. Não importa quão impactantes sejam as fotos que você tira das suas obras para postar nas redes sociais; nada é mais impactante que a obra em si.

Ver obras de arte em uma galeria offline é uma experiência sensorial para artistas e amantes da arte. Até o cheiro da tinta torna a experiência mais marcante. Isso também acontece com você?

Manter uma boa relação com galerias offline é algo muito valioso para artistas. Você tem oportunidades de vender sua arte em exibições e feiras, além de poder conhecer os clientes face-a-face.

Vá com tudo e divulgue suas exibições nas redes sociais. Você também pode descobrir, com base no tipo de seguidor que você tem nas redes, quais as melhores galerias para mostrar seu trabalho.

Se você quer entrar em contato com uma galeria offline, não se esqueça de:

  • Conferir se eles são especializados no seu tipo de arte.
  • Entrar em contato de forma profissional. Sem ficar mandando várias mensagens para a galeria no Instagram.
  • Pesquisar quanto eles cobram de comissão. É viável economicamente para você?
três pinturas grandes em uma galeria de arte

10. Trabalhe com galerias na internet

Nem todas as galerias são iguais.

Se você é artista, está procurando sites para vender arte online (além do seu próprio site, claro) e por isso pensou em fazer parceria com uma galeria de arte virtual, primeiro pesquise bastante.

Ter uma galeria importante expondo seus trabalhos é uma ótima forma de ganhar visibilidade como artista. Suas criações vão ser vistas por um grande número de colecionadores de arte.

Também é uma oportunidade sem igual de fazer networking e conhecer gente interessante.

mantenha em mente que esses sites cobram comissão sobre suas vendas, da mesma forma que as galerias tradicionais fazem. As taxas variam e, além da comissão, podem existir outras despesas também.

Use seu bom senso também. Existem muitas galerias e sites para vender arte online, e nem todos são de prestígio. Garanta que seu trabalho vai ser exibido ao lado das obras de artistas que você admira.

Aqui estão 10 sugestões de galerias online que valem a pena.

Saatchi Art

Vamos começar com um nome conhecido no mundo das galerias de arte.

A Saatchi Art tem um público enorme no mundo inteiro e o prestígio de ser uma das maiores figuras no mundo da arte. A empresa de Charles Saatchi vendeu a galeria virtual em 2014, mas ela mantem a reputação perfeita de antes.

Se você quer ser um artista global de verdade, essa pode ser a galeria certa para você. A Staachi Art alcança mais de 1 milhão de pessoas em suas redes sociais e vende em mais de 80 países.

Eles também vendem trabalhos de seus artistas parceiros em várias feiras de arte, incluindo as feiras que eles mesmo organizam. Além disso, eles apoiam os artistas com seu trabalho de relações públicas, divulgação e logistica facilitada.

Pode dar muito trabalho chamar atenção para seu trabalho em um site assim tão grande. Você terá que ser proativo no networking e na autopromoção.

Isto é o que você precisa saber sobre a Sachi Art:

  • Eles cobram comissão de 35% quando os artistas vendem uma obra de arte. Não existem outras taxas para os vendedores.
  • O envio da obra vendida é pago pelo colecionador, então você só precisa embalar sua peça.
  • Essa galeria não exige exclusividade, então você pode vender tanto nela quanto no seu próprio site.
  • Eles têm um serviço que dá dicas sobre a venda de arte. Ferramentas de marketing são disponibilizadas para todos os artistas vendendo pela galeria.
homem olhando para obra de arte grande na parede de uma galeria

Fine Art America

Outro site super bem-equipado para vender arte online, o Fine Art America se descreve como “a maior plataforma de venda de arte do mundo”.

Com certeza, essa é mais uma plataforma de venda de arte do que uma galeria. O site é muito focado em versões impressas de trabalhos originais de arte, então, se você quer vender reproduções das suas obras, esse pode ser seu lugar.

Além de impressões em papel, você pode vender seu trabalho estampado em itens de decoração, acessórios e dispositivos eletrônicos. A Fine Art America estabelece um preço mínimo para os produtos e os artistas podem aumentar esse preço se quiserem.

A produção dos produtos é totalmente feito pelo Fine Art America, então você precisa focar apenas na produção das ilustrações.

Apesar do número gigante de artistas cadastrados na plataforma, vender no site não é complicado. Você pode ler a página para vendedores para saber mais sobre a parceria com a galeria.

O que você precisa saber sobre o Fine Art America:

  • As taxas variam dependendo do tipo de produto que você quer estampar com sua arte.
  • Artistas podem vender as próprias obras, sem cobrança de comissão.
  • Eles tem várias fábricas para estampar os produtos sob demanda, então você não vai precisar imprimir os produtos em casa.
  • Você pode vender suas obras no seu site ao mesmo tempo.

Singulart

Esse (quase) novato pode ser mais interessante para artistas que já estão bem estabelecidos no mercado.

Com sede na França, o Singulart foi lançado em 2017 e hoje tem uma pequena comunidade de 2200 artistas. Não é tão pequena assim, mas você tem menos chance de passar despercebido na plataforma.

Uma grande vantagem dessa galeria online é que eles vendem esculturas também, junto das pinturas, impressos e fotografias. Você vai descobrir que muitas das outras galerias de arte online só vendem impressos e arte em 2D.

Para fazer parceria com um numero tão exclusivo de artistas, a Singulart tem um processo seletivo criterioso. Diferente de outros sites para vender arte online, a Singulart exige muito dos candidatos.

Sabemos que as galerias menores atraem os artistas em começo de carreira, então estude bastante o que você precisa ter para ser aceito como parceiro da Singulart.

Algumas coisas que você precisa saber sobre essa galeria:

  • As taxas e comissões são mantidos a sete chaves, e é difícil saber quanto eles cobram se você não é vendedor.
  • Eles querem artistas profissionais que já tem presença estabelecida no mundo da arte.
  • Os artistas devem ter estudado em escolas de arte com ótima reputação e já terem publicado outros trabalhos antes.
  • Você precisa ter ganhado prêmios com sua arte. Pois é, eles são exigentes mesmo.

Artfinder

Ufa.

Se você quer vender arte online em uma galeria menos exigente, experimente a Artfinder.

Com foco em obras originais ao inves de impressos, essa caleria exibe artistas do mundo todo que trabalham em várias técnicas diferentes.

A Artfinder permite que qualquer pessoa venda obras de arte na internet, então você não vai ter desempoeirar seus diplomas para se inscrever. Mesmo assim, o site espera que você leve a sério seu trabalho como artista.

Seja criativo contando sua história, turbine suas redes sociais e garanta que você tem um portfólio lindo para mostrar.

Mesmo que se inscrever na plataforma seja gratuito, esse site também oferece planos premium para membros. Leia os tipos de planos para encontrar a melhor opção para você.

O que você precisa saber sobre o Artfinder:

  • Eles cobram taxa de 40%, ou 33% se você for assinante de um plano pago.
  • Você vai poder ver dados sobre quem são seus seguidores.
  • Eles são especializados em peças originais. É uma ótima opção se você não quiser vender reproduções.
  • Eles compartilham rankings semanais de artistas. Você pode se inscrever para aparecer nos emails semanais da galeria.
mãos esculpindo pedado de argila

Artplode

Não quer pagar comissão por suas vendas?

Vá para o site do Artplode. Tenha em mente que eles cobram uma taxa fixa para deixar você colocar suas obras a venda no site, mas, apesar disso, existem algumas vantagens para os artistas.

Eles não cobram comissão, o que é raro nesse mercado, e já exibiu obras de grandes mestres. Imagine ter seu trabalho exposto na mesma galeria onde estão obras de artistas como Pablo picasso e Joan Miró.

O formato fez o Artpole ter sucesso também entre colecionadores de arte. Eles tem consultores especializados, que aconselham os clientes sobre as melhores compras, o que pode ajudar você a vender.

A ferramenta de pesquisa dentro do Artpole foi feita para facilitar a vida dos clientes: eles podem buscar obras de tamanhos, assuntos e até localidades específicas.

Isto é o que você precisa saber sobre o Artpole:

  • Para postar cada obra, o vendedor tem que desembolsar 60 dólares. Porém, o vendedor fica com 100% do valor vendido.
  • Você terá que combinar diretamente com o comprador a forma de envio.
  • Eles enviam para clientes interessados alertas semanais sobre artistas da galeria.
  • Eles têm consultores para ensinar você a vender arte. Isso é bem útil caso você não saiba colocar preço no seu trabalho.

UGallery

Este aqui é mais conceitual.

A UGallery foi feita com uma ideia diferente das outras galerias online: ao invés de ser praticamente “infinita”, os criadores da UGallery queriam que ela se parecesse mais com uma galeria offline, com um número limitado de obras.

Eles têm acesso a um portfólio seleto de artistas e obras de arte, e tudo que eles vendem é exclusividade do site e não pode ser encontradop em nenhuma outra galeria ou site.

Isso significa que você não vai poder anunciar a mesma obra na UGallery e no seu próprio site ao mesmo tempo. Então, você vai precisar de duas coleções diferentes, uma para seu site e uma para a galeria. Eles também não vender reproduções, apenas obras originais.

Assim como tantas galerias virtuais, a UGallery tem jurados, então você vai precisar se candidatar para ter chance de fazer parte da plataforma.

Atualmente, eles têm 350 artistas no portfólio, então é uma oportunidade de se destacar em outra plataforma além do seu próprio site. A UGallery gosta de apoiar artistas no início da carreira.

O que você precisa saber sobre a UGallery:

  • Para se candidatar, você precisa pagar uma taxa de 5 dólares e 50% do valor de cada venda que fizer na plataforma.
  • Eles lidam com o envio das obras para o mundo inteiro.
  • Você será parte de um grupo exclusivo de artistas talentosos, que serão exibidos para compradores do mundo todo.
  • Eles têm uma estratégia potente de relações públicas e se orgulham de estarem conectados com os artistas.
mulher pintando tela

Absolut Art

Reconhece esse nome de algum lugar? Essa galeria tem um nome bem despojados, dispensando a pretensão.

A Absolut Art é da mesma empresa que produz a vodca Absolut, se você estiver se perguntando de onde conhece esse nome. A marca está continuando a tradição de fazer parceria com artistas como Andy Warhol para criar sua própria plataforma de venda de arte.

Com o slogan “arte por um preço acessível”, esse site é aberto a todas as pessoas: os clientes de primeira viagem, colecionadores experientes, artistas famosos e iniciantes no ramo.

Mesmo que a comunidade seja relativamente pequena – o site exibe cerca de 150 artistas – esse é um movimento do qual vale a pena fazer parte, se você for selecionado.

Com o objetivo de democratizar a arte, o modelo de negócio da Absolut é vender edições limitadas de ilustrações impressas. Vendendo nessa galeria, você pode ter um gostinho do que é ser exclusivo.

Isto é o que você precisa saber sobre a Absolut Art.:

  • Eles ficam com 50% do valor quando você vende arte online através da plataforma deles.
  • Você vai ter uma grande marga, que investe muito em marketing, por trás do seu trabalho.
  • Todas as ilustrações impressas que você vender terão que ser edições limitadas exclusivas para o site da Absolut.
  • O processo de inscrição é simples, mas eles são muito exigentes no processo seletivo de artistas. Se prepare.

Society6

Mais um dos sites para ganhar dinheiro com arte que entra para nossa lista. Essa plataforma parece bastante com uma loja de decoração.

A Society6 foi criada quando um dos amigos dos fundadores não conseguiu pagar o valor da entrada do prestigiado Art Basel show. Vendo que esse era um problema comum para artistas, eles quiseram mostrar como seria vender arte online sem obstáculos.

Com uma rede de mais de 300 mil artistas, o processo de venda é simples. Porém, essa plataforma de vendas é bem diferente de galerias como a Saatchi Art, por exemplo.

Você vai enviar sua arte em formato digital para o site, depois escolha quais produtos poderão ser estampados com sua imagem. Escolha vender quadros impressos, móveis, aparelhos, entre outros objetos.

Assim como outros sites para vender arte online, a Society6 é ótima para artistas que não querem lidar com a parte logística nem com o atendimento aos clientes.

Aqui está o que você precisa saber sobre a Society6:

  • Criar uma conta é grátis e qualquer pessoa que se considere um artista pode ter uma.
  • Você vai receber 10% dos lucros sobre a venda de cada produto estampado com seu trabalho.
  • Os artistas controlam o preço da versão impressa de suas ilustrações.
  • É um esforço coletivo. Você pode entrar em contato com um número enorme de artistas.
pilha de almofadas estampadas vibrantes

Etsy

Esta não seria uma lista de sites para vender arte online se não falássemos do Etsy, não é mesmo?

Essa plataforma famosa e confiável tem tudo o que você precisa para virar um vendedor de arte. O Etsy tem até ferramentas próprias de divulgação, que você pode usar para promover suas peças.

Com uma taxa de $0,20 para postar cada produto, você pode manter sua própria loja dentro do site e atingir muita gente no mundo inteiro.

O Etsy tem vários planos de assinatura: você pode se inscrever de graça ou pagar uma taxa mensal para usar recursos extras dentro do site. Se você já tem sua própria loja virtual, criar uma conta gratuita provavelmente já vai ser suficiente.

Se você der uma olhadinha no Etsy, pode parecer que o site é muito focado em artesanato, mas a plataforma é usada por 1,7 milhões de vendedores – muitos deles artistas como você. Com visual despojado e público enorme, essa plataforma pode ser o site certo para você começar a vender arte online.

O que você precisa saber sobre o Etsy:

  • Eles cobram uma taxa para processar as vendas.
  • Por um valor mensal, você pode ter acesso a ferramentas premium. Isso inclui créditos para publicidade e uma loja personalizada.
  • Os vendedores são protegidos. O Etsy vai ajudar você a lidar com problemas que os clientes tiverem com o pagamento.
  • Eles oferecem dicas de como vender arte online, suporte aos vendedores e uma newsletter para ajudar você a alcançar o sucesso.

VSUAL

Não é erro de digitação. A VSUAL de descreve como uma plataforma de “impressão sob demanda para artistas e compradores com bom gosto”.

O site é fácil de usar e vai direto ao ponto, que é vender impressões das obras de arte. Tudo que o VSUAL quer é vender impressões de alta qualidade com diferentes opções de molduras.

Crie uma conta gratuita, que é grátis e disponível para qualquer país. Eles não perguntam muitas coisas na inscrição, mas o site avalia e aprova (ou reprova) as imagens enviadas pelos artistas.

Se você quer que certa obra sua seja vendida no VSUAL, você precisa enviar ela para avaliação. Isso significa que os clientes vão ter uma experiência muito mais agradável quando encontrarem seu trabalho no site.

O que você precisa saber sobre a VSUAL:

  • Os artistas escolhem os preços dos produtos. O preço pode mudar dependendo das opções de moldura.
  • Depois da compra feita, eles tomam conta de tudo. Desde a impressão e o envio, até o atendimento ao cliente.
  • É possível dar zoom na foto dos produtos. Os clientes podem olhar seu trabalho bem de pertinho, então não se esqueça de enviar imagens de alta qualidade.
  • Você continua tendo 100% dos direitos sobre seu trabalho, e pode remover ele do site a qualquer momento.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.