Apenas por Tempo Limitado - Economize até 85 %

+ Domínio GRÁTIS por 1 ano

A oferta termina em:

02 :

10 :

28 :

38

Vender Produtos Digitais: 6 Ideias Para Começar a Fazer Dinheiro

Luzes no dispositivo mão segurando celular

Existem muitas vantagens em vender produtos digitais ao invés de produtos físicos. Por exemplo, você não vai precisar se preocupar com fretes, estoque de mercadorias, nem lidar com a logística da devolução de produtos – tudo isso para a ser feito online.

Sabemos que essa proposta é muito atrativa, mas existem alguns desafios na venda de produtos digitais que você precisa conhecer antes de entrar nesse mercado.

Para começar com o pé direito, vamos explorar alguns dos melhores produtos digitais para vender e explicar as diferenças entre vender itens físicos e digitais.

Depois, vamos dar conselhos sobre a melhor forma de vender produtos digitais e indicar quais os melhores lugares para fazer isso.

Quais tipos de produtos digitais posso vender?

A chave para o sucesso de qualquer empresa é apostar na inovação e originalidade, ou seja, se destacar da concorrência.

No caso dos produtos digitais não é diferente. Você pode tentar encontrar um produto destinado a um nicho que ainda não está saturado.

Dito isso, em algumas categorias de mercado as chances de falha são maiores. Entender bem quais são essas categorias e quem é o público-alvo vai ajudar você a criar estratégias de marketing efetivas e decidir onde vender produtos digitais.

Como vender eBooks

As vendas de eBooks praticamente dobraram entre 2015 e 2020. Publicações digitais ainda são um dos melhores empreendimentos ditais. Apostando na queda do interesse por materiais impressos e no aumento da autopublicação de livros, o mercado editorial movimenta 18 bilhões de dólares anualmente.

Existem muitas formas de ganhar dinheiro vendendo eBooks, que vão desde escrever seus próprios livros ou editar livros de terceiros, até criar uma plataforma para publicar eBooks ou produzir versões em áudio.

Se você está interessado em escrever seus próprios eBooks, estes são alguns dos gêneros mais vendidos:

  • Ficção. Romance, terror e literatura infantojuvenil vendem muito bem na internet.
  • Fitness. Guias de exercício que seguem as últimas tendências do mundo fitness estão sempre em alta.
  • Artesanato e DIY. Livros com ideias de artesanatos e reformas que as pessoas podem fazer sozinhas são um sucesso.
  • Finanças pessoais. As pessoas sempre querem se organizar melhor para alcançar independência financeira, então este gênero sempre está na lista de best-sellers.
  • Autoajuda. Especialmente se você tiver formação na área, escrever eBooks de autoajuda pode ser uma fonte de renda maravilhosa.
Duas pessoas sentadas trabalhando no computador

Como vender cursos digitais

Você pode vender cursos no formato de webinar ou como download digital, mas saiba que essa não é uma forma rápida de ganhar dinheiro.

Já que esse tipo de produto exige muito tempo para ser criado e também que você seja especialista na área, vender cursos é uma opção boa apenas para quem é realmente apaixonado pelo assunto que quer ensinar.

Dito isso, esse é um setor que, até 2025, deve valer 325 bilhões de dólares. Isso quer dizer que, se você conseguir criar um curso digital de alta qualidade e investir tempo para fazê-lo funcionar, pode colher um bom lucro no longo prazo.

Alguns nichos lucrativos no mercado de cursos digitais são:

  • Artes e design. Especialmente útil se o curso ensinar a usar ferramentas como o Sketch e o Figma.
  • Programação. Existe muita demanda por desenvolvedores no mercado.
  • Marketing. Dê atenção especial para áreas como SEO, mídias sociais e marketing digital.
  • Empreendedorismo e negócios. Ensine as pessoas a gerenciar empresas.
  • Saúde e bem-estar. Ajude seus alunos a ter um estilo de vida saudável.

Como vender Software as a Service (SaaS)

Se você tem conhecimento em programação (ou orçamento suficiente para contratar desenvolvedores) e ideia para um software que pode melhorar a vida de muitas pessoas, essas podem ser a base de uma empresa de sucesso.

Produtos SaaS podem ser vendidos como downloads digitais ou como serviços de assinatura. Geralmente, é mais provável que seus clientes sejam empresas do que pessoas físicas, então tenha isso em mente quando for criar sua estratégia de marketing.

Veja estes ótimos exemplos de serviços SaaS:

  • Ferramentas de gerenciamento de projetos. Plataformas como o Asana e o Monday são cruciais no dia-a-dia de algumas das maiores empresas do mundo.
  • Ferramentas para email marketing. Os criadores do MailChimp já estiveram na mesma posição em que você está agora: com uma ideia na cabeça e a dúvida se ela é ou não uma ideia de sucesso.
  • Cursos digitais. Essa é uma das formas de ganhar dinheiro no mercado de educação digital. Criar a plataforma onde as pessoas postem e assistam aulas pode ser tão lucrativo quanto criar seus próprios cursos em outras plataformas.
  • Armazenamento de arquivos. Serviços como o Dropbox lucram milhões de dólares oferecendo formas eficientes de armazenar e compartilhar arquivos na nuvem.
Mulher pintando tela

Como vender arte e música

Existem muitas maneiras de começar a vender sua música, fotografia, arte ou vídeos na internet. Você pode vender produtos digitais desse tipo diretamente para os consumidores finais, ou vender licenças para que terceiros usem suas criações comercialmente.

Com certeza você já ouviu falar em vender fotografias para bancos de imagem, mas talvez ainda não saiba que também existe demanda para músicas, vídeos e efeitos sonoros que possam ser usados comercialmente.

Você pode ganhar dinheiro vendendo diretamente para os consumidores finais, mas vender licenças para uso comercial é uma forma de lucrar ainda mais com sua arte.

Se você está interessado em vender licenças para que outras pessoas usem suas criações comercialmente, seu público-alvo pode incluir:

  • Publicitários. Essas pessoas estão sempre buscando fotos em bancos de imagens para usar em anúncios.
  • Produtores de vídeo. Eles sempre precisam de música e efeitos sonoros para usar em seus vídeos e filmes.
  • Podcasters. Os criadores de podcast precisam de uma música-tema, músicas de fundo e efeitos sonoros.
  • Desenvolvedores web. Sempre existe alguém precisando de conteúdo para um site recém-criado.

Como vender templates, plugins e ferramentas digitais

Todo mundo procura soluções práticas para seus problemas. Você pode usar isso a ser favor e lucrar sendo a pessoa que fornece tal solução prática.

Quem cria templates e modelos para documentos, sites e gráficos pode ganhar bastante dinheiro. Enquanto isso, a demanda por logotipos, papéis de parede e pinceis digitais sempre permanece alta.

Se você tem o conhecimento técnico, pode criar esse tipo de produto. Se não tiver, pode comprar os direitos sobre os produtos criados por outras pessoas e revendê-los.

Estes são alguns exemplos de produtos digitais nesse nicho:

  • Modelos prontos de currículo. Para ajudar quem está procurando emprego mas não tem habilidades de design.
  • Templates para sites. Templates são perfeitos para quem não conhece muito de web design.
  • Pacotes de UX. Pacotes para ajudar os designers a aperfeiçoar suas ferramentas.
  • Fontes e ícones. Por que não ajudar os designers a criar novos visuais?
  • Plugins para After Effects. Você também pode ampliar as habilidades dos editores de vídeo.

Programas de assinatura

Os programas de assinatura não são um produto em si, mas você ainda pode ganhar dinheiro criando conteúdo que só membros pagantes podem acessar. Essa é uma forma de lucrar caso você já tenha um bom número de seguidores em outros canais.

No seu programa de assinaturas, você pode oferecer conteúdo que poderá ser baixado pelo assinante ou consumido online, sem necessidade de download.

Alguns tipos de conteúdo que funcionam muito bem em programas de assinatura são:

  • Cursos online. Especialmente no caso de cursos longos, é uma boa estratégia oferecer as primeiras aulas gratuitamente e cobrar pelo resto do curso.
  • Conteúdo em vídeo. Já existem muitas opções de serviços de streaming por assinatura, então seu conteúdo tem que ser maravilhoso. Mesmo assim, se você encontrar o nicho e o público-alvo certos, esse é um mercado muito lucrativo.
  • Podcasts. Muitos dos podcasters mais bem-sucedidos oferecem alguns episódios gratuitamente, mas destinam alguns apenas para usuários premium. Os ouvintes de podcasts são um público que costuma estar disposto a pagar por conteúdo de alta qualidade.
  • eBooks. Deixar os leitores com gostinho de quero mais depois dos primeiros capítulos, e então cobrar pelo acesso ao resto do livro. Esse é um jeito testado e aprovado de transformar seus eBooks em conteúdo freemium.
  • Produtos SaaS. Se você vende software, é totalmente aceitável oferecer um programa de assinaturas para as pessoas que queiram acessar seu produto. Você também pode oferecer os recursos básicos do software gratuitamente, mas cobrar pelo uso de ferramentas premium.
Foto de uma mulher usando body cor-de-rosa e posando dentro de um carrinho de supermercado

Como vender meus produtos digitais?

Você provavelmente já tem um produto digital em mente, ou usou as informações acima para começar a pensar dobre o que vender na sua loja virtual.

O próximo passo é pensar em como você vai vender e promover seus produtos. Essa etapa é muito importante e vai determinar se sua empresa terá sucesso ou não.

Nesta seção, vamos apontar o que você deve ter em mente quando for promover e vender produtos digitais pela primeira vez.

Produtos digitais vs produtos físicos

Primeiro, vale a pena refletir sobre como vender produtos digitais é diferente de vender produtos físicos.

Existem vantagens e desvantagens em vender produtos digitais. Se você já está acostumado a vender os tradicionais produtos físicos, terá que aprender muita coisa antes de fincar sua bandeira no território digital.

Vantagens dos produtos digitais:

  • Estoque ilimitado. Já que você está lidando com um produto digital ilimitado, que pode ser replicado quantas vezes quiser, seu estoque nunca vai acabar.
  • Não precisa alugar galpões. Além do espaço de armazenamento em um servidor online, você não precisa se preocupar em alugar galpões para guardar mercadorias.
  • Sem custos com frete nem limitações geográficas. Nem você, nem seus clientes vão precisar pagar frete e seus produtos estarão disponíveis em qualquer lugar do mundo.
  • Maior margem de lucro. Com exceção do custo inicial para desenvolver o produto, você não vai precisar pagar mais nada por cada item vendido. Ou seja: quase tudo é lucro.

Desvantagens dos produtos digitais

  • Intangível. Hoje em dia os clientes já estão acostumados a comprar produtos digitais, mas os produtos físicos ainda são mais chamativos (e os clientes têm um sentimento de posse maior sobre eles).
  • O valor não é óbvio. Já que não existem atributos físicos que podem ser avaliados, pode ser mais desafiador demonstrar o valor de um produto digital.
  • É mais difícil de promover? Por causa dos pontos que mencionamos acima, existem desafios muito grandes na divulgação de produtos digitais.
Uma janela aberta ao lado de uma janela fechada com cimento

Como vender produtos digitais na internet?

Todo produto tem suas vantagens únicas que ajudam na venda. Essas vantagens devem ter destaque na sua divulgação.

Entretanto, existem algumas etapas que podem ser aplicadas a qualquer tipo de produto digital e que você deve cumprir se quer ter sucesso.

1. Encontre o nicho de mercado ideal

Pode ser que isso não seja nenhuma novidade para você, mas, assim como os produtos físicos, você deve pesquisar se existe demanda e clientes interessados no tipo de produto que você quer vender.

No olhar do cliente, os produtos digitais são diferentes dos físicos: no caso dos digitais, o comprador não está interessado na posse, mas no benefício direto que o produto trará para a vida dele.

Esse é um dos motivos por que seus produtos devem focar em resolver problemas que seus clientes tenham. Se seu produto é muito parecido com outros produtos que já estão no mercado, ou se é disruptivo demais e não serve às necessidades do público, a demanda será zero.

Quando estiver procurando o nicho perfeito, se pergunte:

  • Que necessidades ou problemas específicos esse produto atende?
  • A demanda pelo produto está crescendo, diminuindo ou se mantendo inalterada?
  • Quais outros produtos atenderm esse nicho ou nichos similares a esse?
  • Como você vai diferenciar seu produto de produtos similares?

2. Entenda quais são os canais de marketing mais efetivos

Assim que você souber quais são os melhores produtos digitais para vender em sua loja e qual nicho de mercado será seu alvo, já terá uma ideia boa de qual será seu público.

Com isso em mente, é hora de descobrir quais canais de marketing são mais eficazes em atingir seu público.

Faça pesquisas para descobrir quais plataformas seu público-alvo mais usa e que tipo de mensagem é mais efetiva com esse grupo de pessoas.

SEO

Se você tem seu próprio site, então não é nenhuma novidade que você precisa incluir o SEO na sua estratégia de marketing. Já que incríveis 80% de suas visitas vêm dos mecanismos de busca, não usar esse canal a seu favor é um desperdício.

Mas não se esqueça que o SEO precisa de tempo para começar a mostrar resultados. Se você não quer esperar para lançar seu produto, é melhor investir em canais de marketing alternativos, pelo menos no início.

Um construtor de sites e plataforma de lojas virtuais como o Zyro, além de oferecer um ótimo lugar para vender produtos digitais, também ajuda você a começar a trabalhar seu SEO.

Com templates otimizados e responsivos, carregamento veloz e uma ajudinha da inteligência artificial para criar conteúdo que os clientes vão adorar, você pode começar a vender produtos digitais em pouco tempo.

Publicidade nas redes sociais

Todos os diferentes grupos de clientes vão ter uma rede social favorita. Por isso, saber onde seu público-alvo gosta de postar e criar anúncios feitos especialmente para essa plataforma é uma ótima estratégia para a maioria das empresas que querem vender pela internet.

Usando uma plataforma para lojas virtuais como o Zyro, você vai poder criar, direcionar, acompanhar e otimizar seus anúncios em plataformas como o Facebook, o Instagram e o Pinterest.

Influenciadores e blogueiros

A depender do grupo que você quer atrair para sua loja, pode ser que as celebridades digitais sejam um bom canal para divulgar seus produtos.

O segredo para encontrar os influencers e blogueiros certos para fazer essa divulgação é pesquisar quais celebridades divulgaram produtos similares aos seus nas redes sociais.

Mas essa estratégia pode não funcionar para todos os tipos de empresas, especialmente para as B2Bs (que vendem produtos para outras empresas).

Anúncios online

Assim como criar anúncios nas redes sociais, você também deve considerar usar outros canais digitais para aumentar o alcance da sua marca.

A escolha mais conhecida é o Google Ads, que alcança o maior número de usuários da web.

Certos construtores de site (incluindo o Zyro) permitem que você crie e direcione anúncios no Google cm facilidade e rapidez.

Promoção dentro da plataforma de vendas

Dependendo do tipo de produtos que você está vendendo (e onde você está fazendo essa venda), pode ser que você tenha oportunidades de promover seus itens na própria plataforma de vendas.

Isso pode envolver otimizar seu perfil para atrair mais visitantes ou investir tempo fazendo network com outros vendedores para que ainda mais pessoas conheçam sua loja.

Além disso, no começo de sua carreira como vendedor, você deve aproveitar todas as oportunidades de melhorar sua reputação.

Placa de neon dizendo "Free Smells" com fundo escuro

3. Considere oferecer um produto “fremium”

Claro, você quer vender seus produtos e receber o retorno de seus investimentos.

Apesar disso, quando você vende produtos digitais, oferecer versões gratuitas, testes grátis ou amostras grátis do seu produto pode ser uma forma eficaz de vender mais.

A maioria dos criadores de conteúdo usam esse modelo para oferecer uma parte do conteúdo gratuitamente e, assim, deixar os clientes com gostinho de quero mais e convencê-los a comprar.

Existem muitas formas de usar o modelo fremium (produtos parcialmente gratuitos) para atrair clientes para sua marca digital. Veja só alguns:

  • Vendedores de ebooks podem oferecer um livro de graça ou alguns capítulos como amostra grátis
  • Empresas Saas podem publicar uma versão gratuita e com recursos limitados de seu software
  • Cursos digitais podem oferecer algumas aulas gratuitas
  • Artistas, músicos, criadores de podcasts e outros criadores de conteúdo podem disponibilizar parte de seus trabalhos de graça e cobrar pelo restante

A beleza do modelo freemium é que os usuários usam acham que usar a versão gratuita de seu produto é um bom negócio – e isso torna mais provável que eles paguem para ter acesso ao resto.

4. Ofereça uma variedade de preços diferentes

Assim como oferecer conteúdo freemium, criar um modelo de pagamento com níveis diferentes é um método eficaz de aumentar sua clientela e fidelizar os clientes.

A maioria das empresas tem um produto central que atrai a maior parte das vendas.

Apesar disso, se seu produto principal é relativamente caro, você pode considerar criar uma versão mais básica e mais barata dele, ou até produtos auxiliares ainda mais caros.

Essa ideia é eficiente por dois motivos:

  • Os clientes que não têm condições financeiras ou interesse em investir no produto central ainda podem comprar outros produtos da sua marca. Isso dá a oportunidade a eles de conhecerem sua marca e comprarem itens mais caros no futuro. 
  • Os clientes que já compraram o produto central no passado têm uma razão para comprar mais itens da sua empresa.
Desenhando à mão interface de experiência do usuário

5. Otimize seu site ou seu perfil para aumentar as conversões

Para convencer seus clientes a comprarem seus produtos digitais, usar os canais de marketing e tipo de mensagem certos é só metade do trabalho. Você vai precisar otimizar a experiência do usuário para incentivar os visitantes do seu site (ou do seu perfil) a fazerem uma compra.

Se você decidiu vender produtos digitais usando seu próprio site e loja virtual, terá maior controle sobre a experiência do usuário. Frases que incentivam a compra, layout fácil de navegar, botões de CTA em lugares estratégicos… tudo isso vai garantir que sua taxa de conversões seja alta.

Plataformas de e-commerce como o Zyro ajudam você a otimizar seu site, dando informações sobre seus visitantes com ferramentas de análise como o Google Analytics e os mapas de calor do Hotjar. Esses dados vão ajudar você a entender como seus usuários se comportam em seu site.

Se você está usando plataformas de terceiros para vender seus produtos, terá menos opções de otimização.

Mesmo assim, você ainda deve tentar garantir que seu perfil de vendedor seja otimizado para as palavras-chave certas, que sua marca seja atrativa e que suas mensagens incentivem os usuários a comprar.

6. Faça os clientes voltarem

Clientes que sempre voltam para comprar mais são um tesouro para todos os vendedores.

Convencer clientes antigos a comprarem outra vez custa bem menos que adquirir novos clientes. Por isso você deve estar atento e criar oportunidades para que os fregueses voltem à sua loja.

  • Lance conteúdo novo regularmente. Ter novos itens e recursos para complementar os produtos anteriores vai atrair mais vendas.
  • Mantenha os fregueses engajados. Colete informações de contato, crie conexões nas redes sociais e envie mensagens regularmente para os compradores. Você vai colher os benefícios a loingo prazo.
  • Ofereça upsell para os produtos centrais. Se você tem mais de um produto á venda, não se esqueça de divulgar outros itens também, facilitar para que o usuário adicione mais mercadorias ao carrinho e entrar em contato depois da compra divulgando seu catálogo completo.
  • Venda assinaturas e inscrições. Já falamos sobre as vantagens dos programas de assinatura em que os clientes pagam mensalmente para receber seus produtos. Esse modelo faz com que os clientes continuem comprando seu produto por longos períodos e garante renda mais estável para você.

Onde vender produtos digitais?

A resposta para essa pergunta vai depender do tipo de produto digital que você quer vender.

Vamos falar sobre alguns canais e plataformas que podem ser boas opções para vender tipos diferentes de produtos digitais.

1. Seu próprio site

Se você está planejando vender produtos SaaS ou cursos digitais, um site é um lugar perfeito para receber seus clientes.

Apesar disso, praticamente todos os vendedores de eBooks teriam vantagens em ter seus próprios sites também: para vender os livros diretamente para os clientes, fortalescer a marca e divulgar melhor os produtos.

Nós recomendamos muito que você use um construtor de sites e uma plataforma para lojas virtuais. Isso vai facilitar a venda dos seus produtos digitais, já essas plataformas ajudam você a criar um site, montar uma loja virtual, a vender e divulgar seus produtos em várias plataformas diferentes.

Quando for escolher o construtor de sites ideal, veja se ele oferece estes recursos para sua loja virtual:

  • A possibilidade de postar e vender produtos digitais
  • Ferramentas para otimizar seu site para os mecanismos de busca
  • Ferramentas de marketing para ajudar sua empresa a alcançar clientes em potencial nas redes sociais e em outros espaços da internet
  • Ferramentas de análise de dados para ajudar a otimizar suas vendas
  • Gerenciamento central de estoque, itens à venda e comunicação com clientes
Rapaz tirando foto com uma câmera

2. Bancos de imagem e sites de arte

Se você é fotógrafo, artista, músico ou criador de vídeos, uma das formas mais simples de começar a vender produtos digitais é postando seus trabalhos em bancos de imagens, vídeos e músicas.

Alguns benefícios de usar tais plataformas são: ter um público desde o primeiro dia, facilidade em gerenciar suas vendas e a oportunidade de não ter que fazer marketing ou trabalhar o SEO.

Mesmo assim, usar essas plataformas para vender produtos digitais também tem suas desvantagens. Você provavelmente vai ter que pagar uma comissão para usar a plataforma, terá que competir com outros criadores e não vai poder controlar muitos aspectos a experiência do usuário.

Estes são alguns dos melhores bancos de imagem para vender suas fotos:

  • Dreamstime. A plataforma aceita tudo, desde cliques feitos com o celular, até fotos profissionais.
  • Alamy. Uma ótima plataforma para qualquer pessoa que queira vender imagens, vídeos e arte vetorial.
  • Shutterstock. Apesar da comissão baixa, todos os tipos de criador, desde fotógrafos e videógrafos até os músicos e sonoplastas, podem vender nessa plataforma.
  • Adobe Stock. Outra ótima plataforma para vender arte. Todos os usuários dos produtos Adobe têm acesso a ela.

3. Plataformas de vendas online

As plataformas de venda online são o meio-termo entre ter seu próprio site e vender em bancos de imagem. Você vai conseguir lucrar mais com cada venda, mas também terá que se esforçar mais para fazer com que seu trabalho seja encontrado pelos clientes.

Existem plataformas de venda online feitas especialmente para produtos digitais. Outras permitem que as pessoas vendam vários tipos diferentes de produtos.

Mas não se esqueça: você sempre pode usar essas plataformas em conjunto com seu próprio site. Isso pode ajudar você a melhorar seu marketing, branding, otimização e experiência do usuário.

  • Amazon. Todo mundo conhece essa plataforma de vendas, que pode ser usada para vender quase tudo.
  • E-junkie. Essa plataforma de vendas foi feita especialmente tornar o trabalho de vender produtos digitais mais fácil.
  • Gumroad. Muito versátil, o Gumroad promete ser aliado dos criadores e artistas de todo tipo, ajudando nas vendas.

4. Plataformas especializadas

Alguns tipos de produtos digitais podem ser vendidos em sites totalmente dedicados a eles.

Esse tipo de plataforma é muito especializada. Nelas, os vendedores e compradores estão focados em um tipo específico de produto digital.

  • Blurb e Aerio. Essas plataformas foram feitas para especialmente para autores e leitores de eBooks e possibilitaram que uma comunidade de leitores e criadores fosse criada.
  • Hotmart e SambaVideos. Essas são ótimas plataformas onde postar seus cursos digitais. Elas permitem que você ofereça e venda suas aulas na internet.
  • ThemeForest e TemplateMonster. Duas ótimas plataformas, foram fritas para ajudar você a vender e comprar templates de site.
Crie um site pronto para negócios - Banner

Se você está preparado para vender produtos digitais na internet, considere a ideia de criar seu próprio site e uma loja virtual com o Zyro.

O Zyro é a forma mais rápida e fácil de vender usando seu próprio site, além de te dar acesso a ferramentas potentes de marketing e a várias plataformas de venda online.

Escrito por

Avatar do autor

Jeisy Monteiro

Faça parte da conversa

Seu email não será publicado. É obrigatório preencher todos os campos.