Apenas por Tempo Limitado - Poupe até 80 %

+ domínio GRÁTIS por 1 ano

A promoção acaba em:

05 :

15 :

15 :

00

blog Zyro

Todos os tópicos
eCommerce Essenciais Ideias para Negócios Inspiração Marketing

Começar Negócio eCommerce – 9 Passos simples

Começar negócio eCommerce em 9 passos simples

Qual foi a última coisa que comprou? Mais importante, onde é que a comprou? 

Apostamos que fez essa compra online. Não há nenhuma surpresa nisto. O eCommerce tem vindo a crescer e a crescer nos últimos 5 anos e não mostra sinais de abrandamento. 

Se sempre se sentiu intrigado pelo eCommerce e se perguntou como poderia vender bens e serviços online, veio ao sítio certo. 

Vá do zero para o herói da loja online com este guia que elaborámos. Estaremos aqui o caminho todo para o ajudar.

Vamos começar. 

  • Passo 1: Escolha o seu nicho
    • Que produto irá vender?
  • Passo 2: Escolha o seu modelo de eCommerce 
  • Passo 3: Registe a sua empresa
  • Passo 4: Branding
  • Passo 5: Pesquise a sua audiência e a concorrência
    • O que estão os seus concorrentes a fazer?
  • Passo 6: Trate dos aspetos técnicos
  • Passo 7: Crie a sua loja online
    • Faça-o da melhor maneira para os seus clientes 
  • Faça-o da melhor maneira para si
  • Passo 8: Espalhar a palavra e adquirir clientes
    • Redes sociais
    • Anúncios pagos 
    • Tráfego orgânico 
    • Realizar promoções de topo
  • Passo 9: Gerir o dia-a-dia
    • O poder da automatização
    • Construa o seu sucesso no eCommerce

Passo 1: Escolha o seu nicho

Irá querer que a sua loja de eCommerce venda algo em que outras empresas de eCommerce ainda não pensaram, algo que faça a sua loja realmente sobressair. 

Um nicho, em termos simples, descreve a sua especialidade ou foco particular. 

Digamos que quer ter um negócio de eCommerce com a temática de fitness. Em vez de vender todas as coisas relacionadas com fitness, o seu nicho pode ser a nutrição desportiva, o vestuário desportivo ou o equipamento desportivo.

Existem infinitas possibilidades quando se trata de escolher o seu nicho, por isso é importante pensar realmente bem nas coisas.

Escolha um nicho de eCommerce que: 

  • Ajuda os seus clientes a encontrá-lo. Se não estiver a aparecer no topo de uma pesquisa Google é muito difícil para os seus potenciais clientes encontrá-lo. Ter um nicho bem definido pode ajudá-lo a dominar os resultados da pesquisa. 
  • Diminui a concorrência. Pode definitivamente tentar tornar-se o próximo Walmart mas a sua vida será consideravelmente mais fácil se competir com os “peixes mais pequenos”, pelo menos inicialmente. Ter em foco um grupo específico de pessoas que conhece bem é mais fácil do que tentar agradar a todos.
  • Torna mais fácil comercializar a sua loja. A orientação do seu negócio de eCommerce para um nicho específico torna muito mais fácil a realização de campanhas publicitárias e da comunicação social. 

Que produto vai vender?

Decidir sobre o seu nicho também está intimamente relacionado com pensar sobre os tipos de produtos ou serviços que pretende vender. 

Digamos que escolheu veleiros como o seu nicho de mercado. Boa escolha!

Agora, faria sentido vender produtos e serviços relacionados com veleiros em particular e não com qualquer barco de pesca antigo, certo? 

Talvez possa criar coleções de diferentes tipos de velas, guinchos e outros acessórios relacionados com veleiros. 

Em vez de ter uma loja que vende tudo o que está relacionado com barcos, ao reduzir o seu nicho, pode ter uma abordagem mais focada na sua loja de eCommerce. 

Uma abordagem mais focada será, sem dúvida, também mais bem sucedida comercialmente. 

Desempacotar uma encomenda contra um fundo escuro

Passo 2: Escolher o seu modelo de eCommerce

Depois de ter decidido o seu nicho e ter uma ideia dos tipos de produtos ou serviços que pretende ter na sua loja de eCommerce, é altura de decidir sobre o seu modelo de negócio de eCommerce. 

Existem duas formas principais de decidir sobre o dia-a-dia do seu negócio de eCommerce:

  • Gerir o seu próprio stock. Este é o caminho a seguir se quiser ter controlo absoluto sobre a sua loja online. Vai produzir ou comprar o stock, armazená-lo e quando chega uma encomenda, embalar a encomenda e enviá-la para o cliente. 
  • Dropshipping. Atue como o mensageiro entre o cliente e o fornecedor. Irá reencaminhar a encomenda diretamente para o fornecedor que trata do processo de envio. Não precisa de se preocupar com o espaço de inventário.

O dropshipping tornou-se popular no mundo do eCommerce uma vez que ajuda a reduzir os custos de produção e armazenamento.

Por outras palavras, ter uma fábrica e um grande armazém já não são os pré-requisitos para ter uma loja online. 

Passo 3: Registar o seu negócio

Se já definiu para onde quer ir com o seu negócio de eCommerce, está na altura de se registar como proprietário da empresa. 

O processo exato de abertura de uma empresa difere de país para país mas, normalmente, ser-lhe-á pedido que:

  • Registe-se no escritório local apropriado
  • Dê um nome à sua empresa 
  • Adquira a documentação fiscal adequada 
  • Abra uma conta bancária comercial 

Mais uma vez, embora varie de país para país, o processo geral de registo de empresas pode demorar de alguns dias a algumas semanas. 

Enquanto espera pela confirmação oficial pode avançar e concentrar-se na sua marca e na própria infra-estrutura do eCommerce.

Seleção de anúncios da Coca-Cola

Passo 4: Branding

O passo seguinte para começar um negócio eCommerce é pensar no branding.

É importante que leve o tempo necessário neste passo de modo a começar bem desde o início. Caso contrário, estará a pagar muito mais para mudar a imagem da sua marca no futuro – tanto em termos de dinheiro como de tempo.

Deve colocar a si próprio estas questões quando construir a sua marca: 

  • A quem está a vender? Conhecer o seu público-alvo e o cliente ideal ajuda-o a adaptar a sua marca ao público certo. Não faria a mesma apresentação a um grupo de crianças da escola e a um grupo de profissionais de negócios sem qualquer alteração, pois não? 
  • O que o torna especial? Ter apenas um produto e um público não é suficiente. Tem também que se destacar dos seus concorrentes. Certifique-se de que sabe exatamente porque é que o seu produto é especial. 
  • Como é a personalidade da sua marca? Se a sua marca fosse uma pessoa, esta teria uma voz e personalidade únicas, certo? Se quiser dominar o seu mercado, a sua marca deve ter uma identidade clara.

Assim que tiver uma ideia do que a sua marca representa, pode começar a pensar em como a pode mostrar.

O que queremos é a sua marca visual, claro. Para alguns, esta é a parte mais excitante do branding, enquanto outros o temem.

Na realidade, não é assim tão difícil. Aqui está o que deve pensar:

  • O seu logo. Esta será a peça central da sua marca. Certifique-se de que é simples e único e algo que gosta – não quer estar a fazer rebranding brevemente. Para acelerar o processo, pode experimentar o Criador de Logos do Zyro ou pagar a um designer para desenhar um logotipo para si.
  • A sua tipografia. As fontes são algumas das partes mais esquecidas do processo de branding de uma empresa mas realmente não deveriam ser. Pode dar-se ao luxo que um potencial novo cliente não compreenda a sua mensagem? Bem me pareceu. Procure uma fonte que seja clara e fácil de ler, mesmo em ecrãs mais pequenos.
  • As suas cores. Pode não se aperceber mas as cores têm muitas associações. Escolha as suas cores com base no seu produto e no que deseja que os seus clientes pensem e sintam quando o utilizam.

E por último mas não menos importante, certifique-se de construir diretrizes para a sua marca e faça com que todas as pessoas que trabalham para ou com a sua marca as conheçam.

Quer ter o mesmo aspeto e som em todas as formas de comunicação. 

Pessoas a olhar para ficheiros em cima de uma secretária

Passo 5: Pesquise a sua audiência e a concorrência

Certifique-se de que tem uma ideia de quem quer que visite a sua loja de eCommerce assim como da concorrência em geral no seu nicho de mercado. 

Quanto mais souber sobre o seu mercado-alvo, mais fácil será compreender os seus clientes.

E quanto melhor compreender os seus clientes, melhor os poderá servir e resolver os seus problemas com o que tem em stock na sua loja de eCommerce.

Saiba mais sobre o seu público-alvo: 

  • Faça o perfil do seu cliente ideal. Imagine quem seria o cliente perfeito para navegar na sua loja, pense na sua idade e sexo, no seu passado, de onde são e por aí fora.
  • Faça pesquisas de mercado. Faça pesquisas e entrevistas ou dirija um grupo de discussão e obtenha opiniões sobre tudo, desde logotipos e branding até aos produtos reais que pretende ter em stock. 
  • Analise quais as campanhas de marketing que funcionam melhor. Se uma campanha de marketing nas redes sociais funciona muito melhor do que uma campanha por email, concentre os seus esforços futuros nas redes sociais. 

O que estão os seus concorrentes a fazer?

Deve também saber qual a sua posição em relação aos seus concorrentes. Considere o que eles fazem bem e onde podem estar a perder uma oportunidade.

Aqui estão algumas boas maneiras de analisar a sua concorrência:

  • Inscreva-se nas newsletters dos concorrentes. 
  • Seguir os seus canais de comunicação social 
  • Visitar o seu site frequentemente para ter uma ideia de potenciais negócios e ofertas que possam estar a realizar 
  • Faça uma pesquisa por palavra-chave para ter uma ideia de quais os sites que estão a dominar os resultados de pesquisa e pense porque é que o estão a fazer.

Não há vergonha em “emprestar” ideias. Basta pegar nas ideias e dar-lhes uma toque único. 

Execute-as ainda melhor do que os seus concorrentes e vai conseguir terá o seu negócio no topo em pouco tempo. 

Chip informático vermelho de perto

Passo 6: Trate dos aspetos técnicos

Para ter a sua loja em funcionamento há algumas coisas técnicas que precisa de verificar primeiro. 

Primeiro, precisa de decidir sobre um bom nome de domínio para a sua loja de eCommerce. Um domínio é o seu endereço web, ou o que vem após o ‘www’. 

Um bom domínio:

  • Não é muito longo. Ninguém se lembrará de um nome de domínio que seja tão longo como uma definição num dicionário. Mantenha-o curto, apenas uma ou duas palavras no máximo.
  • Está relacionado com o seu site e com o seu negócio. Mesmo que o nome do seu negócio já esteja ocupado, deve encontrar outra coisa intimamente relacionada com o seu nicho. 
  • É fácil de digitar. Fique longe de grafias complicadas – no mundo dos domínios, curto e simples ganha a corrida.

Depois de ter encontrado o domínio perfeito, precisa de pensar no alojamento web

Parece mais assustador do que realmente é: o alojamento web é o equivalente online ao seu espaço retalhista mas no ciberespaço. 

Ao escolher um fornecedor de alojamento web, quer ter a certeza de que ele tem garantia de uptime (isto significa que a sua loja online estará online todo ou a maior parte do tempo) e servidores rápidos. 

Não se arrisque a perder visitantes porque o seu site demora demasiado tempo a carregar.  

Portátil com uma foto de um sofá sobre uma secretária

Passo 7: Crie a sua loja online

Depois de ter o seu domínio e alojamento resolvido, é quando a diversão começa.

Arregace as mangas e comece a trabalhar com o eCommerce – o criar uma loja online.

Há muitas funcionalidades a procurar numa plataforma de eCommerce quando quiser lançar o seu negócio online. 

Algumas plataformas oferecem truques vistosos que parecem úteis mas que podem apenas confundir os seus clientes e a si próprio.

Idealmente, quer cuidar dos seus clientes e proporcionar-lhes a melhor experiência de compra online, ao mesmo tempo que automatiza a maior parte dos processos para si. 

Todos são vencedores com um serviço como este, certo?  

Faça-o da melhor maneira para os seus clientes 

A retenção de clientes é muito mais fácil e barata do que a aquisição. Por isso, leve os visitantes à sua loja online e mantenha-os satisfeitos. 

Quando as pessoas visitam o seu site, elas devem ver: 

  • Uma site adaptável. Não importa o tamanho do seu ecrã, os seus clientes podem continuar a fazer compras sem esforço. 
  • Favoritos e listas de desejos. Por vezes os seus clientes podem não ter tempo ou dinheiro para comprar imediatamente os seus produtos por isso deixe-os guardar os seus favoritos ou criar uma lista de desejos. 
  • Estimativas de envio em tempo real. Facilite ainda mais aos seus clientes e dê-lhes uma estimativa de custos de envio baseada no seu endereço IP, mesmo antes de introduzirem um endereço de entrega.
  • Descrições ricas em mídia. Torne a sua loja dinâmica com descrições formatadas de produtos e categorias. Adicione fotos, vídeos e até tabelas, se quiser.
  • Uma montra acessível. Todos os seus clientes são importantes, por isso certifique-se de que qualquer pessoa pode utilizar a sua loja mesmo que seja menos capaz ou de forma diferente.
  • Consentimento transparente. Seja aberto com os seus clientes e faça-os dizer-lhe claramente que lhe dão autorização para receber emails de marketing e utilizar cookies. E, dê-lhes a oportunidade de aceitarem os seus termos e condições antes de fazer uma encomenda.
Rapariga a sorrir com um portátil num café

Faça-o da melhor maneira para si

Para poder gerir o seu negócio de eCommerce de forma fácil e eficiente, terá de procurar uma plataforma que faça muito do trabalho atarefado por si.

Acredite ou não, vai poupar imenso tanto ao trabalhar com uma plataforma que faz o catálogo, impostos, expedição, entrega e muitos outros processos automaticamente.

Precisa que o seu fornecedor de serviços de eCommerce ofereça o seguinte:

  • Muitas opções. A plataforma escolhida deve dar-lhe rédea livre sobre os seus produtos, tais como adicioná-los e os seus atributos (diferentes cores, tamanhos ou embalagem de oferta, por exemplo), adicionar uma galeria de imagens e ter thumbnails de alta qualidade nas suas listagens. 
  • Preços múltiplos. Imagine ter de alterar os seus preços manualmente para trás e para a frente sempre que tiver uma venda. Pesadelo. A sua plataforma de eCommerce deve suportar múltiplos preços para que possa clicar apenas num botão para iniciar ou terminar uma venda.
  • Cálculo automático de impostos e custos de envio. Quer montar o seu negócio de eCommerce sem perder o sono por causa dos impostos, certo? Uma plataforma bem estruturada automatiza os cálculos de impostos e custos de envio na página de encomendas ou permite-lhe configurar manualmente diferentes zonas fiscais, taxas e regras.
  • Cotações e rastreio de envios em tempo real. Não há nada pior do que não saber quando a sua encomenda vai chegar por isso certifique-se de que a sua plataforma suporta os grandes nomes como UPS e FedEx. O estabelecimento de taxas extras para serviços como seguros também deve ser facilitado.
  • Editar e criar encomendas como comerciante. Tenha esse nível extra de flexibilidade e ajude os seus clientes. Precisa de cancelar uma encomenda, editar as quantidades, ou adicionar algo extra? Será resolvido em pouco tempo com uma boa plataforma de eCommerce.
  • Ter um verificador de endereços IP. Proteja-se contra fraudes – certifique-se de que a sua plataforma tem uma funcionalidade que verifica a localização do endereço IP do cliente e o país de faturação.

Existem outras funcionalidades que também são importantes mas que dependerão do seu nicho de mercado.

Pense no que seria mais importante para si e é provável que as encontre no saturado mercado do eCommerce dos nossos dias.

Pessoas a festejar ao anoitecer

Passo 8: Espalhar a palavra e adquirir clientes

O seu negócio de eCommerce está pronto para entrar em funcionamento – só precisa dos seus primeiros clientes pagantes. 

A forma mais fácil de o fazer é levar algum tráfego à sua loja de eCommerce.

Embora existam muitas formas de dar a conhecer o seu negócio, alguns caminhos funcionam melhor para um negócio de eCommerce do que outros.

Concentre-se em dominar as formas de marketing online e pode fazer uma grande diferença no tráfego que está a gerar. 

Aqui estão algumas formas de começar.

Redes sociais

O poder das redes sociais tem sido comprovado repetidas vezes. Atualize-se e experimente estas dicas:

  • Crie uma página de negócios. Terá mais informações sobre como a sua página está se saindo e quais os posts que têm o melhor desempenho.
  • Partilhe. Peça aos seus amigos e familiares para o ajudarem a espalhar a palavra partilhando a sua página. 
  • Tenha um horário e mantenha-se fiel a este. A coerência é fundamental e, como um bom vinho, não se pode apressar grandes coisas. Isso inclui as suas contas nas redes sociais. 

Anúncios pagos 

Se quiser investir um pouco de dinheiro, pagar por espaço publicitário é uma forma fantástica de ter o seu negócio de eCommerce visto por mais pessoas. 

Pense em experimentar: 

  • Anúncios no Facebook. Ótimo para publicidade muito direcionada, os anúncios do Facebook ajudam os seus clientes a encontrar o seu negócio de eCommerce, mesmo que não estejam à procura dele.
  • Google AdWords. Estes anúncios ajudam-no a chegar aos clientes que estão a tentar encontrá-lo. 
  • Publicidade em rede. Dê o seu anúncio à plataforma de publicidade em rede e eles irão colocá-lo em vários sites pela internet.

Tráfego orgânico 

Para aqueles que querem manter os cordões da bolsa apertados, ficarão satisfeitos por saber que nem todo o tráfego tem de custar alguma coisa. 

De facto, com algum marketing e otimização inteligente dos motores de pesquisa (normalmente abreviado para SEM e SEO) pode obter visitantes organicamente e não pagar um único cêntimo. 

Aqui está como: 

  • Pesquisa por palavra-chave. Analise que palavras-chave as pessoas estão a usar para pesquisar o seu nicho online e comece a incluí-las no seu site de eCommerce.
  • SEO na página. Certifique-se de que as páginas que pretende classificar nos motores de pesquisa estão bem arrumadas com títulos, descrições, cabeçalhos e palavras-chave adequados nos locais certos.
  • Criação de links. Em suma, quanto mais links existirem para um determinado site (chamados backlinks no SEO mundial), mais os motores de pesquisa consideram que essa página deve incluir informação relevante para a consulta de pesquisa.

Executar as melhores promoções

Todos adoram um desconto ou uma venda, e pode usar promoções como motivo para realizar uma ou duas campanhas de marketing. 

Uma excelente e fácil maneira de mimar os seus clientes é oferecer-lhes códigos de desconto. Fácil de instalar e gerir na maioria das plataformas de eCommerce, pode oferecer aos seus clientes fiéis um desconto nas suas próximas compras ou mesmo um envio gratuito. 

Certifique-se de que pode utilizar a função Social Share na sua loja de eCommerce. Não há nada pior do que perder uma ótima venda, por isso aquele amigo que partilha os seus posts pode ser muito útil.

Passo 9: Gerir o dia-a-dia

Gerir uma loja de qualquer tipo requer um bom volume de trabalho. Numa loja de tijolo e cimento, arrumar prateleiras e montras pode demorar surpreendentemente muito tempo. 

Entretanto online, são todos os pixels e linhas de código no fundo e se não tiver cuidado, pode acabar por ter muito trabalho manual.

Para manter a sua experiência de eCommerce divertida, simples e fácil, quer trabalhar com uma plataforma que lhe permita automatizar.

Quanto mais automatizar e quanto mais fácil for a configuração, mais fácil será o funcionamento do seu negócio.

O poder da automatização

Eliminar os erros humanos e automatizar o mais possível é a nova norma de ouro online. 

Em vez de perder horas a introduzir manualmente dados de um sistema para outro, configure a sua loja para que esta se integre com as ferramentas que utiliza diariamente. 

Se quer se concentrar na publicidade no Facebook, por exemplo, provavelmente quer usar o Facebook Messenger para quando os seus clientes tiverem uma pergunta sobre os seus produtos ou serviços.

Por isso, em vez de copiar e colar a conversa, quer que ela seja sincronizada automaticamente.

Por outro lado, se o Google funciona melhor para o seu nicho, provavelmente já utiliza as ferramentas Analytics do Google. Há lá muitos dados e não quer exportar um ficheiro e carregá-lo na sua loja, apenas para perceber que se esqueceu de adicionar um campo. 

Quanto mais conseguir integrar os seus sistemas uns com os outros, mais fácil será gerir o seu negócio em geral.

Tem coisas melhores com que se preocupar como cuidar dos seus clientes ou planear grandes campanhas de marketing.

Letras sobre um fundo branco start now

Construa o seu sucesso no eCommerce

Como vê, montar a sua primeira loja de eCommerce não é tão complicado como possa pensar. 

Com as ferramentas certas, deve poder gerir o seu negócio de eCommerce em piloto automático. O processo de configuração também não tem de demorar anos da sua vida.

Tenha em mente que irá lembrar-se sempre da sua primeira venda. E – alerta de spoiler – é o sentimento mais libertador do mundo.

Comece hoje mesmo.

Escrito por

Avatar do autor

André Quintal

Copywriter focado em trazer as melhores dicas e truques para todos os interessados em desenvolver um negócio online poderem alcançar o seu potencial. Para além da sua paixão pela escrita, André, passa o seu tempo a viajar e a descobrir novos países e culturas.

Junte-se à conversa

O seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são necessários.