Promoção de Ano Novo: ATÉ 87 % DESCONTO

+ domínio GRÁTIS por 1 ano

A promoção acaba em:

00 :

18 :

18 :

00

Como Vender Online: 9 Passos para Abrir a Sua Loja de eCommerce

Como vender online - 9 passos

A tentar ganhar algum dinheiro extra ou a criar uma startup? Vendedor de mercado ou empreendedor com a sua própria marca? 

Mesmo que não saiba responder a estas questões, sabe que quer vender online. É difícil resistir: o eCommerce é uma indústria de trilhões de dólares. As pessoas estão a comprar quase tudo através da internet.

Nós ajudamo-lo a começar. Aqui estão as nossas dicas mais quentes sobre como vender online se quiser causar um impacto no eCommerce.

Invista 10 minutos a ler e passe ao trabalho.  🧰 💪

1. Equilibre os prós e os contras

Não existe apenas uma maneira de vender online. 

Há muitas caminhos diferentes que pode seguir e haverá muitas oportunidades para adaptar e fazer crescer o seu negócio. 

Apenas lembre-se de que o sucesso não irá aparecer da noite para o dia. 

Antes de começar a montar a sua loja, considere os prós e os contras de vender online.

Os prós

Sinceramente, há muitos prós para vender online. Se gosta da ideia de gerir um império  a partir da sua cama, uma loja online pode dar-lhe esse sonho.

Mas há mais:

  • Pode fazer do seu site de venda online com baixo risco. As despesas gerais de espaço de armazenamento ou de uma loja física são eliminadas com um negócio de eCommerce. Isto irá libertar o seu orçamento para campanhas de marketing poderosas e novos produtos fantásticos.
  • Pode fazer o que gosta e ganhar dinheiro enquanto o faz. Se tem um passatempo criativo e descobrir como o vender online poderá usar as suas competências e transformar as suas paixões num negócio lucrativo.
  • Sabe o que é preciso. Não, provavelmente não é um psíquico em segredo. Mas se já fez compras online antes, terá uma ideia de como vender online. Ver o seu negócio da perspetiva do cliente é uma ótima maneira de começar a vender online.

Os contras

Como com em qualquer outra coisa que valha a pena fazer, gerir uma loja online leva tempo e esforço. Verifique a realidade antes de começar a vender online. Certifique-se de que está preparado.

Lembre-se:

  • Pode demorar algum tempo até que a sua loja online comece a dar lucro. Se fizer uma previsão antecipadamente, poderá ver que ser bem sucedido online é possível mas poderá não ser imediato.
  • É o seu próprio chefe, claro, mas é também o apoio administrativo, o representante do serviço ao cliente e por vezes também o gestor do armazém. Poderá ter de ser você mesmo a executar todas as tarefas ao montar a sua loja online, por isso prepare-se para se adaptar.
  • Poderá não o conseguir de imediato. O seu plano de marketing pode ser mal direcionado. Pode estar a vender o produto errado. Começar o seu negócio será uma curva de aprendizagem, por isso esteja receptivo a falhas e a fazer mudanças positivas.
Close up de gomas de várias cores em prato amarelo

2. Encontrar os produtos certos

Satisfeito com a sua decisão?

Ótimas notícias: agora só precisa de saber que produtos vender online. Escrevemos um guia para a pesquisa eficaz de produtos – dedique algum tempo a seja minucioso na procura dos produtos certos.

Talvez já saiba o que quer começar a vender online. Se assim for, assegure-se de que realmente põe a viabilidade das suas ideias de produtos à prova . 

Se está apenas pronto para lidar com tudo e mais alguma coisa, seja tático na sua pesquisa de produtos. Pode encontrar ideias de produtos em praticamente qualquer lugar.

Inspire-se

Se é mais um empreendedor de negócios do que um inovador de produtos, terá de saber onde procurar produtos.

Pode encontrar produtos:

  • Ao pesquisar outros sites para inspiração. Não se esqueça de ler nas entrelinhas. Se um produto tem uma classificação de 1 estrela, leia as críticas. Muitas vezes os clientes não irão hesitam em dizer o que precisa de ser melhorado. Isto poderá dar-lhe tudo o que precisa para criar um produto superior.
  • Ao ser inteligente com palavras-chave e relatórios de tendências. Sites como Amazon e Pinterest irão mostrar exatamente em que produtos os seus utilizadores estão interessados. Poderá também inscrever-se no Google AdWords ou utilizar uma ferramenta de pesquisa por palavras-chave para restringir a sua área de produtos.
  • Ao refletir sobre os seus próprios interesses para ideias de produtos. Todos têm passatempos – pode rentabilizar os seus? Ou pode transformar as suas capacidades profissionais num modelo lucrativo para uma loja online? Por vezes a resposta está mesmo à sua frente.

Seja realista

Quando encontrar os produtos que lhe interessam, teste-os. Pode descobrir imenso sobre o desempenho dos seus produtos mesmo antes de os começar a vender.

Verifique que cada produto:

  • Está realmente sendo procurado. Há vantagens em escolher produtos de nicho mas é possível que sejam produtos de nicho por uma razão. Verifique os relatórios de tendências, utilize as redes sociais e até pergunte aos seus amigos. Se não conseguir ver a procura antes de começar a vender online, repense a sua seleção de produtos.
  • Tem uma quantidade saudável de concorrência. Comece a analisar os seus concorrentes enquanto testa os seus produtos. O seu produto será capaz de competir a nível de preços? Será visível? Certifique-se de que não está a vender produtos num mercado saturado onde não consegue encontrar nenhum ponto de diferença.
  • Escolha um produto que funciona realmente. Se estiver a vender produtos online, obtenha amostras primeiro. Antes que mais alguém lhe dê dinheiro por um produto, certifique-se de que o produto tem a aparência, cheiro ou sensação correta. Isto é particularmente importante se estiver a pensar em usar um modelo de dropshipping para obter os seus produtos.
Homem sentado num sofá a trabalhar no portátil

3. Escreva um plano de negócios

As coisas estão a ficar sérias. Este próximo grande passo vai pô-lo no bom caminho para abrir a sua loja online da melhor maneira.

Este não precisa de ser um plano mestre para o domínio mundial. 

O seu plano pode ser curto e eficaz. Este irá ajudá-lo a ver as coisas de forma mais clara.

O quê e porquê?

O seu plano de negócios será basicamente o guia para o sucesso da sua loja online.

É aqui que anotará tudo o que irá influenciar e afetar a sua loja online à medida que ela cresce. Mais tarde poderá consultar o plano para obter dicas sobre formas de vender produtos.

Irá querer saber desde o início como irá ganhar dinheiro e é exatamente isso que o seu plano de negócios deve mostrar.

Aqui estão os fatores que deve considerar:

O seu modelo de negócio

Tem imensas opções ao seu alcance. Dropshipping, sourcing, criação – faça a sua escolha. 

O modelo de negócio que escolher irá influenciar ou será influenciado pela sua seleção de produtos.

Dropshipping

Toda a gente que tem uma loja de eCommerce parece adorar fazer dropshipping dos seus produtos, certo? Bem, o dropshipping tem algumas vantagens.

Com o dropshipping não é necessário fazer quaisquer pagamentos ou investimentos antecipados para começar a vender online. 

Primeiro, encontra um fornecedor com um serviço de dropshipping de produtos. Depois de pesquisar cuidadosamente as opções de produtos rentáveis faça uma seleção de produtos para vender. 

Coloque os produtos na sua plataforma de vendas, quer se trate de um mercado ou da sua própria loja de eCommerce. 

Assim que os clientes começarem a fazer compras, o jogo começa:

  • Certifique-se que vende os produtos online a um preço superior. Afinal de contas, é assim que se obtém lucro.
  • Após receber as suas encomendas na sua loja online, faça uma encomenda ao seu fornecedor. 
  • O fornecedor irá recolher, embalar e enviar os produtos diretamente aos seus clientes.

Embora pareça libertador, o dropshipping pode não ser o modelo de negócio perfeito para a sua loja. 

Não terá controlo sobre diversos fatores como a qualidade do produto e os prazos de entrega. Dito isto, irá continuar a ser responsável por qualquer problema de serviço ao cliente quando os clientes comprarem através da sua loja. 

Além disso, o seu fornecedor de dropshipping também irá oferecer a mesma mercadoria a qualquer outra pessoa nop mundo. 

Não há exclusividade no dropshipping, pelo que entrará num mercado altamente competitivo com os produtos que escolher.

Processo de fabrico - homem a soldar

Fornecimento direto

Quer ser exclusivo?

O abastecimento direto através dos produtores pode ser mais o seu negócio. Este modelo em particular dá-lhe mais controlo, por isso pense um pouco.

Criar a sua própria cadeia de fornecimento requer mais trabalho mas se tiver planos sérios para fazer crescer o seu negócio, tenha este modelo em conta.

A maioria dos fabricantes de grande qualidade estão a anunciar silenciosamente os seus produtos e serviços para evitar serem inundados com pedidos de sourcing.

Não seja dissuadido por um site com um mau formato. Alguns dos melhores fornecedores concentram mais a sua atenção em fazer grandes coisas, por isso encontre um endereço de email e entre em contacto.

Pode também:

  • Participar em feiras comerciais. A maioria das feiras de produtos são de entrada grátis se fizer o registo online. Poderá encontrar fornecedores frente a frente e ver toda a sua gama de produtos.
  • Utilizar as redes sociais. Muitos fabricantes pequenos anunciam os seus produtos em plataformas como o Instagram em vez de o fazerem num site. Envie mensagens diretas para iniciar a conversa.
  • Utilizar o boca a boca. Conhece alguém na indústria de retalho online? Pergunte-lhes quem conhecem.No entanto, evite sondar demasiado: muitos retalhistas gostam de manter os seus fornecedores para si próprios.

Tenha em mente que terá de gerir a logística e se abastecer diretamente junto dos fabricantes.

Muitos fornecedores podem incorporar custos de envio nos seus preços – pode pagar para levar os seus produtos até ao porto ou até à porta do seu armazém.

Não consegue encontrar um armazém? Não encha a sua própria casa com caixas. A menos que viva num palácio é provável que este não seja um bom plano para o futuro.

Criação

Poderá ter a sorte de ter um talento para fazer produtos por si próprio.

Se este é você, venda as suas capacidades. Tal como o dropshipping, fazer e vender é ótimo para aqueles que têm um passatempo.

Pode, no entanto, estar pronto para ir em grande. Se vender o seu artesanato online vai ser o seu principal empreendimento comercial, certifique-se de que está pronto para todos os desafios futuros. 

É aqui que os planos de negócio são inestimáveis. Use os seus para descobrir se vai estar absolutamente exausto quando começar a vender online. 

Seja honesto consigo mesmo:

  • Irá obter um retorno do investimento ao criar e vender online? Depois de todas as horas e dinheiro gastos na criação de artigos para vender, verifique se ainda terá lucro
  • Está pronto para outras pessoas criticarem os seus ofícios? Abrir a sua loja online irá abrir-lhe a possibilidade de receber feedback. Certifique-se de que se sente à vontade com os clientes a julgar os seus produtos cuidadosamente criados.
  • Precisa de investir para aumentar as suas operações? Verifique se está equipado para lidar com um aumento nas quantidades de encomendas. Se conseguir uma semana de grande tração nas redes sociais poderá assistir a um súbito aumento da procura.

Com a venda dos seus próprios produtos será capaz de contornar as potenciais dores de cabeça de sourcing e dropshipping.

No entanto, isto também pode ser cansativo. Terá de ter a certeza de ter todos os componentes para criar cada item e estará a usar todos os chapéus: fabricante, vendedor, expedidor.

A formulação do seu plano de negócios irá mostrar-lhe se precisa de ajuda extra, tempo extra ou uma forma diferente de fazer as coisas.

Atleta com alvo nas costas

O seu mercado-alvo

Construa um perfil de cliente no seu plano. 

Dessa forma, pode ficar de olho no seu mercado alvo desde o início. Afinal de contas, tudo o que fizer para montar a sua loja e vender online será influenciado pelos clientes.

Se compreender o seu público alvo desde o início, o processo de iniciar um negócio de eCommerce irá fluir de forma fácil.

Irá guiá-lo através de:

  • Estratégias de marketing. Quando estiver em funcionamento, irá manter a sua loja online a prosperar com táticas de marketing pelo que precisa de saber que está a promover nos locais certos.
  • Inovação de produtos. Se estiver ciente do seu mercado-alvo, isto irá facilitar muito o sourcing ou a criação de novos produtos.
  • Criação da marca. O seu mercado-alvo está no centro da sua marca.

É possível que tenha sonhado com os seus clientes ideais desde que pensou no seu negócio pela primeira vez. Talvez sejam proprietários de iates, reformados bronzeados ou entusiastas de ginásios tonificados e animados. 

Cubra todas as bases e faça uma pesquisa sólida para se certificar de que as suas previsões são corretas. Poderá ter uma ideia do seu verdadeiro mercado-alvo através da pesquisa de produtos. 

Se planeia apenas vender kits de cocktail mas acontece que aqueles reformados bronzeados não os vão comprar, mude o seu alvo.

Os seus concorrentes

Todas as empresas os têm. 

Os concorrentes são incrivelmente úteis. Fique de olho neles assim que tiver lançado o seu negócio de eCommerce – eles irão mostrar-lhe o que pode fazer de diferente.

Enquanto escreve o seu plano de negócios, tome nota dos seus concorrentes para que possa conquistar o seu nicho de mercado desde o início.

Os concorrentes ajudá-lo-ão a compreender:

  • A melhor estrutura de preços para a sua loja online. Pode optar por reduzir a concorrência, igualá-los com uma gama superior de produtos ou ultrapassá-los se se sentir confiante.
  • Onde apresentar a sua proposta de valor. Terá de vender a singularidade da sua loja a potenciais clientes. Certifique-se de que não está a copiar os seus concorrentes mesmo que involuntariamente. 
  • Como comercializar os seus produtos. Se estiver a competir pelo mesmo mercado alvo que um concorrente, descubra quais os canais que estão a utilizar nas suas estratégias de marketing. As lojas online estabelecidas provavelmente já saberão onde é melhor promover os seus produtos.

Os clientes adoram ter escolhas por isso não há mal nenhum em não ter produtos de nicho na sua loja online. 

Contudo, o que terá de fazer é mostrar aos clientes porque é que a sua loja é especial. Pode ser uma embalagem mais agradável, uma história de fundo que aquece o coração ou uma iniciativa apelativa como pontos de fidelização.

Pesquisa a concorrência agora para obter grandes ideias ao começar a sua loja online.

Duas capas vermelhas com ficheiros de negócios

4. Registe o seu negócio

Agora que sabe o que quer vender e como o quer vender, está na altura de oficializar as coisas.

As regras para a criação do seu negócio online irão variar dependendo do país em que se encontra. Faça a sua pesquisa para ter a certeza de que cumpre todos os requisitos para um negócio online. 

Algumas coisas a considerar:

O seu nome

Faça com que seja fácil de ler, fácil de lembrar e fácil de transformar numa marca.

O nome que dá à sua loja precisa de ser original, claro! Mas também algo que dará ao seu negócio online espaço para crescer se necessário.

Não precisa de ser auto-explicativo com o seu nome comercial. Na verdade, os clientes provavelmente não terão interesse por uma loja de eCommerce como “T-shirts de Marca, Porta-Chaves Aleatórios ou Canecas Baratas”.

Seja original. E, mais importante, verifique se consegue obter o nome do domínio

Imagine que se chega a um nome muito fixe e depois tem de se contentar com um domínio como tshirtsdemarca.com.

Impostos 

Sabemos como vender online. Mas não sabemos tudo sobre os impostos e regulamentos em todos os países do mundo.

No entanto, pagar os impostos certos é vital para a sua loja online. Além disso, é a coisa certa a fazer.

Portas de pagamento

Dependendo das plataformas que escolher para começar a vender, existem várias portas de pagamento por onde escolher.

Se vai construir uma loja online com o sucesso em mente, pense em oferecer mais do que um método de pagamento.

É boa ideia oferecer aos seus clientes os seus métodos de pagamento favoritos. Isto irá ajudar a mitigar questões comuns como carrinhos abandonados onde os clientes desistem antes de comprar.

Vale a pena fazer alguma pesquisa sobre os diferentes provedores de pagamentos pois estes irão cobrar diferentes tipos de taxas por transação. Aqui estão algumas opções:

  • PayPal. Esta é provavelmente a opção de pagamento mais conhecida depois dos cartões de crédito. Os seus clientes já irão estar familiarizados com o PayPal.
  • Google Pay. Esta opção é extremamente conveniente para os utilizadores com uma conta Google. E também não terá de pagar quaisquer taxas como retalhista. 
  • Stripe. Este é um  gateway muito versátil com um excelente serviço de apoio técnico. Pode também adicionar esta opção a qualquer loja que escolha abrir.
Muitas estradas entrecruzadas vistas de cima

5. Construa a sua plataforma

Existem várias opções quando se trata de escolher como vender online da forma mais eficiente.

Há muitos mercados gigantes online onde pode montar a sua loja como vendedor.

É possível vender produtos online através das redes sociais. Apps como o Instagram e o Facebook têm agora a funcionalidades de loja dedicadas às empresas. 

Pode também construir o seu próprio site de eCommerce

É verdade, pode fazê-lo por si mesmo. Construir uma loja online não é tão difícil como pode parecer.

Loja online 

É altura dos seus produtos serem o centro da atenção. 

Poderíamos falar por imenso tempo sobre todas vantagens de criar a sua própria loja online. Verifique os recursos que o Zyro tem para oferecer se ainda não tem a certeza.

Como tudo o resto, faça a sua pesquisa para encontrar o melhor site de alojamento para o seu negócio. Pode facilmente construir um site de eCommerce que se adapte perfeitamente à sua loja.

Aqui está o que precisa de saber sobre como ter a sua própria loja online:

Você é o gerente

Qualquer bom construtor de sites irá facilitar a gestão dos seus produtos à medida que os vende.

Certifique-se de que lhe é dado um painel de controlo eficiente para que possa gerir a sua loja nos bastidores. Deverá ser capaz de gerir o inventário e acompanhar todas as fases do processo de entrega através desta plataforma.

Será também responsável pela fixação de preços, lançamento de novos produtos, remoção de produtos antigos e seleção dos seus métodos de pagamento favoritos.

Tem acesso a relatórios 

Escolha um construtor de sites que acompanhe as vendas e forneça relatórios sobre as suas vendas. Afinal de contas, vai querer saber como se está a sair no dia-a-dia.

É também fácil adicionar super conhecimentos que o irão ajudar a otimizar o seu site. Com o seu próprio site pode integrar o Google Analytics para que possa estar ciente dos desejos e necessidades dos seus clientes. 

Pode ramificar-se

O fantástico de ter a sua própria loja online é que tem a liberdade de ir a qualquer lugar.

Verifique se o construtor do seu site foi criado para o ajudar a vender os seus produtos em outras plataformas como redes sociais e mercados.

O seu site deve ser compatível com o Instagram e com o Facebook para que os seus clientes possam fazer uma compra diretamente da sua página de negócios nestas redes.

Está pronto para o marketing

Uma loja online é a ferramenta de marketing mais eficaz que se pode ter no mundo do eCommerce.

Assim que estiver ligado às redes sociais através do seu site poderá chegar aos potenciais clientes de uma forma muito mais direcionada. 

Também pode apresentar os seus produtos online através de motores de pesquisa visual como o Pinterest. Utilize a funcionalidade Pins de Produtos na sua conta comercial para gerar anúncios a partir da sua loja.

Tendas de mercado com várias cores

Mercados

Existem plataformas de venda para praticamente todas as categorias de produtos. Pesquise por uma que se adeque ao seu negócio.

Os mercados também podem ser flexíveis. Normalmente pode manter a sua própria loja de eCommerce enquanto vende produtos online em sites como a Amazon, Ebay ou Etsy.

Não se esqueça de verificar o nicho em que está a entrar. Se quiser vender arte, os mercados podem exigir exclusividade, o que o irá obrigar a ter produtos diferentes para cada plataforma.

Considere as formas de vender com alguns dos maiores mercados online:

Amazon

Este gigante do eCommerce tem produtos para vender de uma vasta gama de categorias.

A Amazon tem um processo de seleção para potenciais vendedores. Por isso, embora tenha uma concorrência feroz, pelo menos sabe que esta é uma das formas mais sérias de colocar os seus produtos online.

Pode utilizar o serviço ‘fulfilled by Amazon’ (FBA) da Amazon se quiser tirar partido da sua rede logística. Esta é uma ótima opção se não estiver interessado em armazenar e embalar os seus produtos.

Existem mesmo ferramentas especificamente concebidas para executar análises na Amazon. Extensões como a concebida pelo Jungle Scout funcionam em motores de pesquisa e dar-lhe-ão conhecimentos inestimáveis sobre as suas vendas.

eBay

Sinónimo de leilões online, o eBay pode ser uma excelente plataforma de eCommerce se tiver os produtos certos para vender.

Este mercado é variado e inclui imensas categorias. Os vendedores podem ganhar dinheiro a partir de categorias como decoração de casa, acessórios de jardim e jóias.

Apenas lembre-se que o eBay não é uma via para enriquecer rapidamente apesar das histórias de sucesso que possa ter lido.

Como um site de leilões competitivo, é provável que esteja a fazer vendas de menor valor do que em qualquer outro lugar online. 

No entanto, se conseguir entrar no mercado do eBay, pode garantir que a sua loja venda consistemente para todo o mundo.

Etsy

Uma plataforma brilhante para negócios criativos. O Etsy tem um alcance global fenomenal e pode complementar significativamente o seu negócio online.

Embora cada produto esteja sujeito a uma pequena taxa de publicação, a configuração do Etsy é orientada para ajudar os seus vendedores a prosperar.

Eles fornecem-lhe ferramentas e conselhos: pode aprender como vender online, receber proteção de transações e conectar-se com outros vendedores.

Este mercado é perfeito para quem quer ganhar algum dinheiro extra. No entanto, também pode utilizá-lo como uma extensão da sua loja online.

Redes Sociais

Algumas pessoas irão construir toda a sua loja online apenas nas redes sociais.

Embora possa ser o caminho mais fácil, isto pode realmente limitar o potencial da sua marca. Em vez disso, pode utilizar as redes sociais como um meio para conseguir produtos para vender na sua loja.

O alcance das redes sociais é ótimo para agarrar novos clientes quando está a começar.

Conectar as redes sociais à sua loja irá levar o seu negócio para o nível seguinte. Irá parecer muito mais credível e de confiança com uma presença em vários canais.

Facebook

Crie uma página de negócios no Facebook que conecte com o seu próprio site.

Embora possa ter-se mudado para outras plataformas, o Facebook continua a ser a maior rede social do mundo. Se quiser encontrar um lugar para promover o seu negócio de graça, este é o lugar ideal.

Qualquer pessoa pode vender produtos no Facebook. Os utilizadores individuais podem fazer o upload dos seus artigos no Marketplace e as empresas podem utilizar a funcionalidade de Loja da plataforma.

Certifique-se de que o seu público alvo está a utilizar o Facebook para descobrir produtos e negócios como o seu.

Instagram 

Tal como o Facebook, que é proprietário do Instagram, pode usar a funcionalidade de Loja no seu perfil comercial para gerar vendas.

Pode tirar o máximo do Instagram juntamente como uma página dedicada para vender os seus produtos online. Formulados para retalhistas de eCommerce, estes posts permitem-lhe fazer tags de imagens com os produtos em destaque.

Assim que um utilizador clica num produto em que está interessado, este é reencaminhado para o seu site onde pode finalizar a compra.

Se o Instagram for adequado ao seu mercado alvo, é uma ferramenta diversificada de venda e marketing que não deve perder.

Pinterest

Embora seja mais um motor de pesquisa de descobrimentos, há imenso valor ao vender os seus produtos no Pinterest.

Se decidir que a sua audiência usa o Pinterest, recomendamos vivamente que tenha o seu próprio site. 

A plataforma facilita e entusiasma as lojas online a gerar vendas através das suas contas comerciais.

Quando tem produtos para vender, existem pins dedicados para o ajudar a promovê-los de diferentes formas. 

Pode tornar as suas imagens comercializáveis, como com o Instagram, ou pode empurrá-las para o topo dos feeds dos utilizadores como anúncios. O Pinterest é uma das melhores plataformas de venda de produtos a emparelhar com a sua loja.

Máquinas de vender bebidas em campo de neve

6. Estabeleça a sua marca

Isto não vai simplesmente acontecer com o tempo.

A construção da sua marca é um passo enorme na criação de uma loja online. Vai levar um pouco do seu tempo para acertar mas é uma das coisas mais importantes.

Na verdade, escrevemos um guia completo sobre os passos que deve dar para construir a sua marca a partir do zero.

A sua marca irá abranger todos os aspetos do seu negócio. Além disso, também é um processo divertido – é um processo muito criativo.

Os essenciais de que vai precisar para o sucesso da sua loja online incluem:

Conte a sua história

As pessoas conectam-se com as histórias. Por isso, construa uma página ‘sobre nós’ no seu site e faça com que os clientes se envolvam no seu negócio.

Mostre como é diferente

Coloque a sua proposta de valor na sua página inicial. Os clientes precisam de compreender o que torna a sua loja tão especial.

Seja visualmente apelativo

As suas cores, a sua tipografia e a sua fotografia. Tudo isso é importante. Faça a sua loja brilhar – e não se esqueça de acrescentar também a marca às outras plataformas onde está.

7. Faça um plano de marketing

Antes do seu lançamento, ponha em prática um plano para algumas campanhas de marketing.

Não precisa de orçamentar milhões de dólares e tentar que a sua loja seja anunciada na televisão, embora possa sonhar.

Mas seja ambicioso na forma como planeia divulgar que a sua loja está aberta para negócios.

Algumas ideias virão até si naturalmente enquanto estiver a pesquisar os seus produtos e a construir as suas plataformas.

Lembre-se apenas de considerar:

  • A quem espera vender.
  • O que pretende vender online.
  • Qual o rendimento que poderá obter com cada estratégia de marketing.

Tudo isto pode parecer super óbvio. Afinal de contas, não vai esquecer que produtos vende.

Mas tenha em mente que nem todos os canais terão resultados igualmente rentáveis para a venda de produtos. Os seus clientes podem estar todos a percorrer o Instagram enquanto está a por os seus anúncios no Pinterest.

Existem algumas formas fáceis e maioritariamente gratuitas de fazer o marketing dos seus produtos online:

Otimização para motores de pesquisa

A utilização das palavras-chave certas é vital para conseguir que o seu site gere tráfego. 

É relativamente fácil perceber isto por si próprio mas poderá sempre contratar um profissional para otimizar a sua loja de forma perfeita.

Tudo, desde as descrições dos seus produtos a um blog de negócios, deve ser criado com os algoritmos de pesquisa em mente. 

Marketing nas redes sociais

Já sabe que esta é uma aposta segura. Promover a sua loja nas redes sociais é gratuito, instantâneo e, na verdade, bastante divertido.

Dependendo dos canais que decidir que são mais valiosos, terá imensas ferramentas à sua disposição. 

Páginas de compras, posts com tags e o entusiasmo dos seus clientes irão impulsionar a sua marca.

Conteúdo gerado pelo utilizador

Por falar em clientes entusiasmados, esta é uma ótima tática de marketing a utilizar.

Conteúdo gerado pelo utilizador (UGC) refere-se a posts que criados pelos utilizadores das redes sociais onde estes destacam a sua marca.

Ao fazer repost das fotos bonitas ou críticas brilhantes dos seus clientes, está a acrescentar um valor real à credibilidade da sua marca.

Outros utilizadores terão a certeza de que vale a pena comprar na sua loja e irá mostrar que se está a envolver com as pessoas que o mantêm à tona.

Nuvens de Tempestade a Emergir sobre Campos Amarelos

8. Prepare-se para tudo

Portanto, já tem quase tudo o que precisa para encontrar produtos para vender online. 

Há apenas mais uma coisa a considerar. 

Certifique-se de que se prepara e ao seu negócio para o caminho à frente. Com todos os seus planos em ordem, quase parece que nada pode correr mal.

E esperemos que isso não aconteça. Mas e se não se tiver preparado para o pior cenário possível e um dia isso acontecer? 

Estar preparado não é apenas uma questão de mitigar o desastre. É uma boa ideia usar estas dicas como uma verificação final de sanidade antes de entrar em ação.

Orçamento para as promoções

Um truque inteligente para ter na manga quando se vende online é dar presentes.

Se experimentar uma pausa nas vendas ou se apenas tiver vontade de apimentar um pouco as coisas, ser capaz de oferecer presentes gratuitos é uma ótima forma de incentivar os seus clientes.

Este é também um método divertido para introduzir novos produtos na sua loja online. Ao dar amostras durante um período de tempo limitado pode realmente estimular a excitação.

Alternativamente, pode mostrar-lhe que ninguém está interessado no novo produto – irritante mas ótimo para verificar antes de investir.

Veja se consegue arranjar espaço para o estranho dar:

  • Atribua o gasto ao seu orçamento de marketing. Compre algo que saiba que os seus clientes vão adorar e dê-o como uma promoção.
  • Adquira um produto barato a granel para oferecer com a compra. Sacos de pano bonitos e práticos dão um toque agradável à proposta da sua marca.
  • Peça aos seus fornecedores para colaborarem num concurso. Combine um incentivo de vendas com um fornecedor em troca de um brinde que poderá então oferecer a um cliente sortudo.

Orçamento para desastres

Ninguém gosta de pensar nos aspetos negativos.

E não tem de o fazer se poupar algum espaço para eles no seu orçamento operacional e plano de marketing.

Qualquer coisa pode correr mal, por isso esteja preparado. Pode ser um problema na cadeia de abastecimento: todo o seu carregamento pode ser danificado um dia ou o seu fabricante pode ter subitamente encerrado.

Poderá ter de resolver um problema de um cliente. Ou pode acabar por reembolsar cada uma das suas vendas durante uma semana devido a um desastre nas entregas.

Arranje algum espaço nos seus planos até:

  • Ter, literalmente, um orçamento reservado para questões imprevisíveis. Apenas ao saber que tem um amortecedor pode ser suficiente para o ajudar a gerir a sua loja com confiança.
  • Ser inteligente com o seu marketing. Pense como o KFC. Esta enorme marca sofreu um enorme problema de abastecimento nas suas lojas no Reino Unido, pelo que fez um pedido de desculpas honesto e divertido. Estar preparado para ser franco com os seus clientes vai colocá-lo em vantagem se as coisas correrem mal.
  • Construir uma equipa. Um problema partilhado é um problema reduzido para metade. Se for capaz de trazer outras pessoas a bordo quando começar a vender online, poderá enfrentar quaisquer problemas em conjunto.

Delegar tarefas

Sobre a questão das equipas, porque não construir uma?

Ir sozinho numa startup não é algo inédito nem é algo a evitar. Apenas seja realista sobre o que se pode alcançar como um único ser humano.

Pode ser muito mais rentável contratar algumas pessoas talentosas para aliviar a sua carga de trabalho. Enquanto está apenas a começar isto pode parecer assustador mas pense no futuro.

Vai querer passar tempo a inovar, a fazer marketing ou a triturar os números. Se tiver planos para o crescimento do seu negócio, certifique-se de que o número de trabalhadores faz parte desse crescimento.

Contrate pessoas para o ajudar com:

  • Tarefas menores. Veja-o como apoio administrativo. Criar códigos de barras de produtos e atualizar preços é algo que qualquer pessoa pode fazer mas que leva tempo. Certifique-se de que não pede aos seus empregados para fazer uma tarefa que não se sinta à vontade para fazer você mesmo.
  • Otimização de pesquisa ou programação. Coisas técnicas. Nem todos são bons nisto e não há problema. Se demorar muito tempo a digerir um relatório ou mesmo a pensar em escrever um código, encontre um especialista que ajude o seu negócio a prosperar.
  • Fotografia de produtos. Qualquer pessoa pode tirar uma fotografia mas a fotografia é uma profissão por uma razão. Se não brilhar no departamento de criatividade, estará a fazer um favor ao contratar um fotógrafo para que os seus produtos tenham um aspeto fantástico.
Ovo grande e ovo pequeno a apoiarem-se um ao outro

9. Dê espaço para o crescimento

Se fez todo este esforço para começar a vender online, certamente quer que a sua loja se mantenha em funcionamento por algum tempo.

E para que um negócio consiga permanecer aberto tem de estar aberto ao crescimento.

Prepare a sua loja online para a longevidade pensando em todas as formas de crescimento e evolução ao longo do tempo. Para além do número de empregados, há muito mais que se pode mudar.

Não precisa de ter uma bola de cristal para o fazer. Não se trata de conhecer o futuro, apenas de pensar sobre ele.

Pode acabar por crescer ao:

Diversificar a sua seleção de produtos

Esta é uma forma realmente excitante de crescer, tanto para si como para os seus clientes. Por exemplo, pode começar com a decoração da casa e acabar por ramificar para o vestuário. 

Esteja atento às tendências emergentes, pergunte aos seus fabricantes o que mais podem fazer e, mais importante ainda, ouça a reação dos clientes. As ideias de produtos podem vir de qualquer lugar.

Entrando em novos mercados

Embora o eCommerce seja uma indústria altamente global, poderá acabar por começar mais pequeno do que pensa.

Fatores como a logística, o mercado alvo e velhos regulamentos específicos do país irão influenciar até onde a sua loja pode chegar.

Mas as coisas mudam e as pessoas também mudam.

Poderá identificar uma nova região global a alcançar até um determinado ano. Dê a si próprio tempo para compreender os seus hábitos de compra. 

Faça consultas com a sua rede logística e descubra o que irá gerar vendas. Qualquer coisa é possível.

Lançamento de outra loja

Nós sabemos, nós sabemos. Uma coisa de cada vez. 

Mas pensar em grande com o eCommerce  pode ser exatamente o que precisa para o impulsionar nas vendas online.

Construir uma oferta multi-site é provavelmente um plano a longo prazo se for proprietário de uma pequena empresa. Certamente não é para todos os que querem vender online mas mantenha uma mente aberta.

Utilizemos novamente o exemplo o negócio de home décor que ramifica-se para o vestuário. 

Se construir uma marca de artigos para casa realmente identificável e estiver pronto a espelhar a proposta estética e de valor no vestuário, outro site poderá ser incrivelmente positivo para as suas vendas.

Estará a maximizar a visibilidade da marca, capitalizando a sua base de clientes existente e a mostrar consistência nos seus planos de crescimento.

Mulher com vestido cor-de-rosa dentro de carrinho de compras

Vá em frente e venda

Assim que souber vender online, o mundo do eCommerce não é realmente assim tão assustador. 

Com alguma preparação é fácil ser bem sucedido online.

Já teve a boa ideia de começar uma loja online por isso aproveite ao máximo. Venda os seus produtos e veja quanto do mundo online pode conquistar.

Escrito por

Avatar do autor

carlosquintal

Junte-se à conversa

O seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são necessários.