Promoção de Ano Novo: ATÉ 87 % DESCONTO

+ domínio GRÁTIS por 1 ano

A promoção acaba em:

00 :

00 :

24 :

37

Vender Fotos Online: Como e Onde

Vender Fotos Online: Como e Onde

Dedicou horas a aprender a utilizar o seu equipamento e a tirar uma fotografia decente. Agora tem uma coleção de fotografias fantásticas e está a perguntar-se: como posso vender fotos online?

Este é um grande passo na sua carreira fotográfica e que merece uma reflexão cuidadosa.

Neste post mencionamos alguns dos melhores lugares para vender fotos online e oferecemos conselhos sobre os passos que precisa dar para ganhar dinheiro através da fotografia.

Muitas das opções apresentadas abaixo dependerão do tipo de fotografia em que estás interessado e de quem é o seu mercado alvo. 

No entanto, não se preocupe. Vamos ajudá-lo a compreender exatamente qual é a melhor opção para si.

11 melhores lugares para vender fotos online

Para a grande maioria dos fotógrafos que vendem imagens online, a meoria das receitas é da fotografia em stock.

Os sites de fotografia em stock permitem aos fotógrafos carregar o seu trabalho para uma plataforma online onde os potenciais clientes podem ver as suas fotografias. Se alguém gostar da sua fotografia pode adquirir uma licença para a utilizar e você partilhará o lucro com a plataforma.

Já deve ter ouvido falar da Getty Images, uma das maiores agências de imagens de stock por aí. Para fotógrafos menos conhecidos, amadores ou profissionais novos no ramo, existem muitas outras plataformas de imagens de microstock por aí.

Antes de se inscrever numa plataforma de imagens de stock, leia as letras pequenas. As diferentes plataformas têm comissões, licenças e acordos de exclusividade diferentes, por isso certifique-se de que os compreende antes de se comprometer.

Uma última nota. Pode utilizar várias plataformas de stock fotográfico como fotógrafo e, como iremos discutir mais tarde, é aconselhável diversificar os seus rendimentos.

Com tudo isto em mente, aqui estão as nossas escolhas das melhores plataformas fotográficas de stock e locais para vender fotografias online.

Billy Eilish Getty Images Watermarked

1.Getty Images

A Getty Images é, sem dúvida, a plataforma de fotografia de stock com maior qualidade da web. Destina-se a clientes que procuram a melhor qualidade de fotografia, querem direitos exclusivos para imagens especiais e estão dispostos a pagar uma quantia muito acima da média pelas fotografias que necessitam.

Uma vez que muitos dos clientes da Getty Images são jornalistas, publicações de notícias e outras grandes empresas de comunicação social, as expectativas de qualidade são elevadas mas também o são as etiquetas de preço.

Prós do Getty Images

  • Elevada qualidade. Como apresenta as melhores fotografias, a inclusão é uma marca de prestígio.
  • Rentabilidade. As imagens na plataforma têm etiquetas de preço mais elevado.
  • Profissionalismo. Os fotógrafos, a plataforma e os clientes são todos profissionais.

Contras do Getty Images

  • Dificuldade em começar. É mais difícil para os novos fotógrafos apresentarem as suas imagens.
  • Exclusividade. Uma vez que são esperados padrões elevados, as suas fotografias precisam de se destacar.
  • Profissionalismo. Este não é o site certo para os principiantes.

2. Dreamstime

A Dreamstime tem de tudo, desde fotografias de alta qualidade de fotógrafos profissionais até fotografias de smartphones. Este é o principal fornecedor de imagens para o Google Ads, por isso a audiência para as suas fotos é bastante ampla.

Esta fotografia de stock de média gama tem alguns limites sobre quem pode começar a vender fotografias online na sua plataforma mas oferece a possibilidade de ganhar até US$12 por licença fotográfica.

Os seus rendimentos potencial são mais elevados se tornar as suas fotos exclusivas para a Dreamstime.

Prós da Dreamstime

  • Acessibilidade. Praticamente qualquer pessoa pode carregar submissões.
  • Qualidade. Até mesmo imagens de smartphones bem tiradas são aceites.
  • Conveniência. Aplicações iOS e Android tornam o upload, gestão e licenciamento das suas imagens simples.

Contras da Dreamstime

  • Exclusividade. O potencial de lucro maior é reservado para fotografias exclusivas da plataforma.
  • Requisitos. Deve ter 70% do seu portfólio na plataforma durante pelo menos 6 meses.
  • Concorrência. Com mais de 71 milhões de imagens já no site, é difícil conseguir que as suas imagens se destaquem.
Fotografia de Stock da 500px Plataforma Desktop

3. 500px

A 500px pretende ser mais do que uma simples plataforma de fotografia de stock; é também um ponto de encontro comunitário para fotógrafos profissionais.

Para além de lhe permitir carregar e vender as suas fotografias, pode seguir outros fotógrafos, ter discussões relacionadas com fotografia e ganhar prémios em competições Photo Quest.

Por cada foto que carregar irá ganhar 30% de comissão para imagens não exclusivas e 60% para imagens exclusivas com a 500px.

Prós da 500px

  • Comunidade. Conecte com outros fotógrafos; aprecie o seu trabalho e aprenda mais sobre o seu ofício.
  • Comissão. Imagens vendidas a partir de um mínimo de US$35 com até 60% de comissão para si.
  • Pagamentos. Os fotógrafos podem receber pagamentos a partir de apenas US$25.

Contras da 500px

  • Menos dinheiro. Só recebe metade da comissão por fotos não exclusivas vendidas na plataforma.
  • Listagem automática. A não ser que opte por não participar, todas as imagens que carrega acabarão no Marketplace.
  • Exclusividade. Apenas os membros da comunidade de 500px podem carregar imagens para ganhar dinheiro. 

4. Alamy

Com licenças a partir de apenas US$19,99, o Alamy é mais um site de fotografia de stock que adopta uma abordagem de “volume sobre valor” na venda de fotografias online.

Embora o Alamy prefira fotografias de qualidade acima de DSLR, também afirma “querer tudo o que tem” e é conhecido por aceitar imagens de iPhone na plataforma.

Há relativamente poucos requisitos de conteúdo, um painel de controlo fácil de usar e a opção para carregar imagens, vídeos e arte vetorial.

Prós do Alamy

  • Acessibilidade. É fácil instalar-se como fotógrafo na plataforma e é aceite uma vasta gama de qualidade.
  • Variedade. Uma vez que também pode vender vídeos e arte através da plataforma, é ótimo para todo o tipo de criativos visuais.
  • Conteúdo. Dentro do razoável, todos os tipos de conteúdos são aceites na plataforma.

Contras do Alamy

  • Concorrência. O seu trabalho irá concorrer com mais de 122 milhões de outras imagens, vídeos e peças de arte vetorial.
  • Preço. Porque os preços começam relativamente baixos, é fácil ser subvalorizado ou subcotado.
  • Qualidade. Uma vez que trabalhos de qualidade tão variada são aceites, o Alamy não é considerado uma plataforma de alta qualidade entre os clientes.
Smartphone a tirar fotografias no tripé à noite

5. Adobe Stock

Com produtos Adobe como o Photoshop, o Lightroom e o Bridge amplamente utilizados para o design gráfico, faz sentido que a Adobe tenha o seu próprio serviço de fotografia de stock.

Uma vez que qualquer pessoa com um ID Adobe pode aceder a estas imagens de stock e carregá-las diretamente para outros produtos Adobe, há uma audiência cativa incorporada para o trabalho que carrega.

Para além da fotografia, a Adobe Stock recebe também imagens vetoriais, ilustrações e vídeos.

Prós do Adobe Stock

  • Audiência. Estar ligado a outros produtos Adobe significa que há um grande público pronto para as suas fotografias.
  • Integração. A forte integração com os produtos Adobe e a sua Cloud Criativa facilita a utilização por parte dos criativos.
  • Preço simples. Quando comparado com outras plataformas de fotografias de stock, o preço é muito mais simples e transparente.

Contras do Adobe Stock

  • Comissões baixas. Receberá apenas 33% de comissão sobre as imagens que vender e apenas 20% para as imagens vendidas a alguns clientes.
  • Volume. Apesar das suas ligações a produtos Adobe, os fotógrafos referem vendas inferiores às de outras grandes plataformas de imagens em stock.
  • Idade. O Adobe Stock é ainda relativamente recente no mercado o que pode significar que tem um grande potencial ou que perdeu o barco.

6. Shutterstock

O Shutterstock é excelente para iniciantes pois está cheio de imagens de menor valor e não exclusivas que se enquadram perfeitamente no molde das “fotos stock”.

A maioria dos fotógrafos que utilizam este site carregam muito trabalho na esperança de obterem valor a partir de grandes volumes. Uma vez que só recebe 20-30% de comissão pelo seu trabalho, é realmente um jogo de números.

Dito isto, é uma plataforma popular com mais de 180 milhões de imagens, incluindo vídeos, vetores e até música.

Sendo um dos locais mais populares para comprar e vender fotografias online, não é surpresa que o Shutterstock tenha pago mais de £500 milhões aos fotógrafos.

Prós do Shutterstock

  • Audiência. O Shutterstock é conhecido e frequentemente utilizado por pessoas em busca de fotos de stock.
  • Qualidade. Embora existam expectativas sobre a qualidade da imagem, todo o tipo de conteúdo é aceite.
  • Referências. Pode ganhar dinheiro extra como afiliado indicando outros fotógrafos para a plataforma.

Contras do Shutterstock

  • Exclusividade. Foi relatado que apenas cerca de 20% dos fotógrafos que se registam para utilizar o Shutterstock são aceites no site.
  • Valor. Com preços baixos e comissão baixa, é necessário vender grandes volumes para que valha a pena utilizá-lo.
  • Complexidade. Os fotógrafos queixam-se frequentemente de que a estrutura de comissões e ganhos é difícil de entender.
Serviço de fotografia de stock Foap

7. Foap

O Foap tem uma abordagem diferente da maioria das outras plataformas de fotografia de stock desta lista. Em vez de insistir em imagens DSLR de alta qualidade, a plataforma incentiva os amadores a carregar as suas imagens iOS e Android para venda.

Embora menor do que algumas outras plataformas, a facilidade de acesso e a taxa de comissão relativamente alta de 50% pode torná-lo um pouco mais rentável, especialmente se é novo no jogo.

O Foap também o ajuda a enviar fotos para a Getty, Adobe, e Alamy, dando-lhe efetivamente acesso a 4 plataformas numa só.

Prós do Foap

  • Acessibilidade. O Foap foi especificamente concebido para estar aberto ao maior número possível de fotógrafos em início de carreira.
  • Comissão. Existem 5 formas de ganhar dinheiro, com até US$2.500 disponíveis para as missões.
  • Amigável para iniciantes. A barra da qualidade fotográfica é relativamente baixa uma vez que os fotógrafos alvo são utilizadores de smartphones.

Contras do Foap

  • Qualidade. Este não é o site certo para si se você quiser vender fotografias online de alta qualidade ou especializadas.
  • Valor. Embora haja muito dinheiro disponível, a maioria dos utilizadores verá apenas pequenos valores por imagem vendida.
  • Tamanho. Embora compensado pelo seu acesso a outras plataformas de stock de fotos, o Foap continua a ser pequeno e com um público limitado.

8. Visual Society

Se está interessado em manter 100% do seu lucro ao vender fotos online, uma das suas únicas opções é a Visual Society. Em vez de lhe pedir que perca até 80% do seu dinheiro em vendas, esta plataforma garante-lhe que recebe o máximo possível.

A Visual Society também facilita aos fotógrafos da plataforma a realização de negócios utilizando as suas imagens incluindo impressões em tela, livros, canecas e capas para telemóveis.

Se quer mesmo ganhar dinheiro e ser pago mais por imagem, esta é uma boa escolha para si.

Prós da Visual Society

  • Comissão. Para além de algumas taxas de processamento de pagamentos, mantém 100% do lucro de cada venda.
  • Mercadoria. Pode rentabilizar ainda mais as suas imagens imprimindo-as e vendendo-as como mercadoria.
  • Preços. Pode também definir os seus próprios preços nesta plataforma, dando-lhe mais controlo.

Contras da Visual Society

  • Auto-arranque. Com uma configuração mais parecida com um mercado, tem que promover suas imagens de forma mais agressiva.
  • Subscrição. Terá de pagar uma subscrição pela plataforma, mesmo que não esteja a fazer vendas.
  • Lucros. Muitos utilizadores da Visual Society relatam baixos retornos nas suas vendas.

9. EyeEm

Pronunciado “I am” (Eu sou), o EyeEm é especializado em fotografia e imagens para fins publicitários.

O site utiliza a inteligência artificial para identificar as imagens com maior valor comercial e empurra-as para os clientes. Este cuidadoso processo de seleção é a razão pela qual existem ‘apenas’ 70 milhões de imagens na plataforma.

O EyeEm possui uma aplicação iOS e Android para carregar e gerir submissões e a plataforma irá vender fotografias online por qualquer valor de US$20 a US$250 (dependendo da licença).

Prós do EyeEm

  • Valor. As imagens vendidas no site tendem a ter um valor mais elevado do que as de outras plataformas desta lista.
  • Seleção. O processo de selecção da IA significa que as suas melhores imagens podem rapidamente ganhar exposição.
  • Comissão. Receberá sempre 50% de comissão e o processo de comissão é simples de perceber.

Contras do EyeEm

  • Processo lento. Há relatos de que algumas submissões podem demorar até um mês para serem revistas e aceites.
  • Exclusividade. É relativamente difícil obter as suas imagens listadas no EyeEm.
  • Risco. Uma vez que a IA promove imagens específicas, há o risco de que as suas se percam na multidão.

10. Can Stock Photo

O Can Stock Photo está focado na facilidade de utilização e na comissão justa. Em geral, irá ganhar 50% do lucro de uma venda, mas isso pode mudar dependendo do modelo de subscrição do utilizador.

O site é relativamente seletivo e terá de submeter 3 das suas melhores fotos para julgar se terá autorização para entrar no site.

Se a sua adesão obtiver luz verde terá de enfrentar 70.000 outros fotógrafos.

Existe também um programa de referência em que coloca no bolso US$5 por cada 50 fotos vendidas por um fotógrafo que indicar.

Prós do Can Stock Photo

  • Comissões. A estrutura de comissões é justa, transparente e fácil de compreender.
  • Seleção. Uma vez que o site seleciona cuidadosamente os seus fotógrafos, não é excluído pela concorrência.
  • Exposição. O próprio site é popular e também promove as suas imagens através da agência Fotosearch.

Contras do Can Stock Photo

  • Poucas hipóteses de entrar. Há uma boa hipótese de fotógrafos inexperientes ou não-especialistas não serem aceites.
  • Vendas baixas. Muitos utilizadores referem que os seus volumes de vendas são decepcionantemente baixos.
  • UX. O site em si pode ser pouco prático de utilizar e não parece de topo.
Zyro Homepage

11. O seu próprio site

Para além de, ou em vez de, utilizar as plataformas de fotografia de stock mencionadas nesta lista, poderá querer vender as suas imagens no seu próprio site.

Embora haja mais algum trabalho a fazer para lançar o seu próprio site e possa ser mais difícil desenvolver uma audiência, aqui estão também algumas regalias óbvias.

Há uma boa possibilidade de já ter um site de portfólio para o seu trabalho fotográfico; adicionar eCommerce a isto pode ajudar a gerar um novo fluxo de receitas.

Se utiliza um construtor de sites e uma plataforma de eCommerce como o Zyro, o processo de criação do seu próprio site e loja online pode tornar-se muito mais rápido e fácil.

Prós de criar o seu próprio site

  • Controlo. Pode gerir cada uma das etapas desde marketing das suas imagens e marca até à finalização da venda.
  • Exclusividade. Será (provavelmente) o único fotógrafo em destaque no site.
  • Lucros. Não há necessidade de pagar um cêntimo de comissão a mais ninguém. Fica com tudo o que ganha.

Contras de criar o seu próprio site

  • Consumo de tempo. Enquanto que os sites de imagens de stock existentes permitem-lhe simplesmente carregar as suas imagens para as vender, criar o seu próprio site demora mais algum tempo.
  • Custo. Mesmo com um construtor de sites barato como o Zyro, ainda haverá custos associados à criação de um site.
  • Audiência. Será responsável por atrair visitantes e terá de investir mais tempo e dinheiro no marketing do seu site.

Como vender fotos online

Agora que já exploramos os melhores locais para vender fotografias online, vamos voltar a nossa atenção para a forma como pode começar.

Iremos cobrir como começar a vender fotos e iremos oferecer conselhos sobre como se destacar.

Tirar uma fotografia na água de uma praia debaixo de uma ponte

1. Encontrar o seu nicho

Tal como acontece com todos os outros tipos de fotografia, a fotografia de stock é rica em oportunidades de especialização num nicho específico. Enquanto os fotógrafos passam muitas vezes anos a aperfeiçoar o estilo e os temas que definem as suas imagens, os fotógrafos de stock têm um atalho.

A pesquisa de palavras-chave (utilizando ferramentas como Keywords Everywhere) permitirá identificar a procura de diferentes tipos de fotografias online. Poderá então começar a captar fotografias que se enquadrem em nichos que atualmente não são suficientemente servidos pelas imagens existentes.

Claro que ainda haverá um processo de tentativa e erro para encontrar e preencher completamente o seu nicho mas ter uma especialidade é uma forma útil de elevar a sua carreira na fotografia de stock.

2. Aprender a tirar boas fotografias de stock

Tal como a fotografia de casamento, de paisagem ou de retrato, tirar boas fotografias de stock é toda uma arte em si mesmo.

Tirar tempo para navegar pelas coleções já carregadas nos populares sites de stock de imagens dar-lhe-á uma ideia do estilo geral das stock fotos.

Entretanto, aqui estão alguns pontos essenciais que deve ter em mente ao começar:

  • Seja genérico. Quer lançar uma vasta rede ao tirar fotografias de stock. Tente não ser demasiado específico no que está a fotografar, mantenha o enquadramento simples e não tire fotos demasiado estilizadas.
  • Mantenha-o simples e claro. As fotografias de stock são muitas vezes usadas para comunicar ideias visualmente. Devem ser fáceis de entender num relance e não incluir nada que possa confundir os espectadores.
  • Tenha em mente as palavras-chave. Os clientes encontrarão as suas fotografias em plataformas de imagens de stock procurando palavras-chave específicas. Pensar previamente sobre os tipos de palavras-chave qem ue as suas fotografias irão encaixar-se irá ajudá-lo.
  • Qualidade é tudo. Fotos de stock que são bem tiradas em bons equipamentos atrairão mais clientes e serão vendidas com uma etiqueta de preço mais elevado.

3. Perceba os seus direitos e responsabilidades

Tentar compreender como funciona o licenciamento de imagens pode muitas vezes parecer que anda num labirinto de olhos vendados. Quando começar a vender fotografias online, vai encontrar dezenas de novos termos que rapidamente terá de compreender.

Não vamos aprofundar aqui o lado legal sobre a venda de imagens mas aqui estão algumas coisas que deve realmente saber antes de começar a vender:

  • As diferenças entre o uso editorial, o uso comercial e o uso a retalho.
  • As definições das etiquetas de domínio público, sem royalties, direitos geridos e criatividade comum.
  • Se está a vender licenças exclusivas ou não exclusivas.
  • Como o direito de publicidade pode afetar o seu trabalho com modelos e temas na sua fotografia.

4. Torne-se ativo na plataforma que escolher

Para além de poder carregar as suas últimas fotografias, vender fotografias e gerir o licenciamento, muitos sites de imagens de stock têm outras formas de o envolver, o que o pode ajudar a ganhar mais dinheiro a longo prazo.

Antes de mais nada, deve certificar-se de que todas as suas fotos estão otimizadas para serem encontradas. Isto significa ter títulos e descrições precisas e etiquetas apropriadas para torná-las extra pesquisáveis.

Deve também tirar partido de qualquer fórum, concurso ou outro tipo de interação com outros utilizadores. Estes dar-lhe-ão a oportunidade de aumentar o seu perfil, obter dicas para melhorar as suas próprias fotos e abrir outros fluxos de receitas.

5. Adicione eCommerce ao seu site existente

A maioria dos fotógrafos tem um site para mostrar o seu trabalho e se não tiver um, deve realmente considerar pelo menos um site simples.

Embora a maioria destes sites sejam utilizados simplesmente como portfólios ou sites de currículo para atrair novos clientes, podem também ser facilmente transformados num ótimo local para vender fotografias online.

Existem muitas soluções de eCommerce acessíveis e fáceis de usar por aí por isso mesmo que não tenha uma grande operação de fotografia, pode valer a pena instalar-se com uma loja online para vender fotos e artigos impressos.

Recomendamos vivamente a utilização do Zyro se quiser construir um site, criar uma loja online, ou ambos.

O construtor de sites é rápido e fácil de usar e a função de eCommerce torna simples adicionar uma loja, gerir o inventário e vender as suas imagens através de múltiplas plataformas.

Outras formas de rentabilizar as suas capacidades fotográficas

Até agora, passámos muito tempo a discutir como vender imagens de stock num site de fotografia.

Embora esta seja a principal forma de os fotógrafos ganharem dinheiro online, existem outras fontes de receita que também ser interessantes para si.

1. Oferecer impressões e mercadoria

Alguns dos pontos que já mencionámos anteriormente neste post falam em oferecer versões impressas das suas fotografias. Este é um desejo legítimo de acrescentar mais valor a uma foto que decide vender.

Além de imprimir em tela ou papel, pode vender itens como álbuns de fotos, canecas, almofadas e chaveiros com as suas imagens. 

As fotos que podem ser adequadas para vender como impressões incluem:

  • Fotografias de pontos de referência famosos, edifícios ou locais que possam apelar a uma vasta audiência
  • Fotos, nomeadamente de animais e da natureza, que têm uma beleza inata própria
  • Fotografias de pessoas conhecidas que podem ter um grupo de fãs
  • Fotos de pessoas específicas que podem ser impressas como artigos personalizados 

Ao contrário de quando vende fotografias de stock, quando se trata de impressões, quanto mais única e distinta for uma fotografia, melhor.

2. Vender os seus serviços como fotógrafo

Frequentemente, os clientes não querem apenas o seu produto final mas os seus serviços como fotógrafo para fotografar algo específico.

Isto pode ser uma verdadeira máquina de dinheiro para si, uma vez que o cliente terá de pagar pelo seu tempo, despesas e, potencialmente, também pelas suas viagens.

É mais provável que seja convidado para este tipo de trabalho se já estabeleceu um nicho para si e comercializar os seus serviços específicos a um público específico.

Pode, por exemplo, considerar:

  • Ter um trabalho paralelo como fotógrafo de casamentos. Geralmente, só trabalhará aos fins-de-semana, poderá estabelecer os seus próprios preços, não terá um emprego demasiado exigente e terá um fluxo de receitas algo previsível.
  • Aprender a especializar-se em fotografia de vida selvagem. Poderá receber comissões de publicações e, potencialmente, ter a oportunidade de viajar para trabalhar.
  • Oferecer retratos. Muitas pessoas querem fotografias suas ou de pessoas queridas tiradas por um profissional. Montar um estúdio de retratos, mesmo como um trabalho paralelo, pode ser lucrativo para os fotógrafos mesmo como rendimento extra.

Muitas vezes, os fotógrafos criam sites separados com diferentes nomes de marcas para as suas diferentes especialidades.

Digamos que quer ser um fotojornalista mas precisa pagar as contas enquanto tenta entrar na indústria. Entretanto, a fotografia de casamento pode preencher as lacunas.

3. Oferecer orientação aos fotógrafos em início de carreira

O nosso último conselho é mais apropriado para fotógrafos profissionais ou com imensas qualificações.

Em vez de depender nas suas capacidades para criar as suas próprias fotografias, pode servir as necessidades dos milhares de pessoas dispostas a gastar dinheiro para aprender a tirar boas fotografias.

A ideia de ensinar as suas competências pode parecer simples mas ensinar é uma competência em si e há muitas maneiras diferentes de conduzir as aulas.

Os diferentes canais de ensino podem incluir:

  • Oferecer workshops a pessoas que vivem na sua comunidade local.
  • Dar coaching individual a amadores em início de carreira.
  • Criar seminários online para pequenos grupos e vendê-los como um produto digital.
  • Criar conteúdos de vídeo que os utilizadores precisam de pagar para aceder.

Escrito por

Avatar do autor

carlosquintal

Junte-se à conversa

O seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são necessários.