Apenas por Tempo Limitado - Poupe até 80 %

+ domínio GRÁTIS por 1 ano

A promoção acaba em:

02 :

11 :

23 :

42

blog Zyro

Todos os tópicos
eCommerce Essenciais Ideias para Negócios Inspiração Marketing

Como Vender Produtos Digitais: 6 Ideias para começar a ganhar dinheiro 💸

Vender Produtos Digitais - 6 ideias

O apelo para vender produtos digitais em vez de produtos físicos é óbvio. Não precisa de se preocupar com o armazenamento de produtos, envio de encomendas ou tratamento de devoluções – tudo é gerido online.

Embora a proposta possa parecer simples e atrativa, há alguns desafios únicos que terá de enfrentar se planeia vender produtos digitais por conta própria.

Para lhe dar um empurrão na direção certa, vamos explorar alguns produtos digitais que poderá vender online e explicar algumas das diferenças chave entre a venda de produtos físicos e a venda de produtos digitais.

Depois iremos aconselhar sobre a melhor abordagem à venda de produtos digitais e indicar-lhe os melhores locais para vender produtos digitais.

Quais os produtos digitais posso vender online?

A chave do sucesso para qualquer negócio é ter algo novo e único que se destaca da concorrência.

Não há diferença quando se trata de produtos digitais. Deve tentar encontrar um produto que satisfaça um nicho que não está bem servido atualmente.

Dito isto, há geralmente uma série de categorias sob as quais o seu produto ou produtos são suscetíveis de cair. Compreender estas categorias e quem é o vasto público irá informar-lhe sobre como criar campanhas de marketing eficazes e onde vender os seus produtos.

eBooks

As vendas de eBooks quase duplicaram entre 2015 e 2021 e a publicação online continua a ser um dos negócios digitais mais rentáveis. Capitalizando o declínio da impressão e o aumento da auto-publicação, estima-se que a indústria valha cerca de 18 mil milhões de dólares anuais.

Há muitas formas de ganhar dinheiro com eBooks, desde escrever o seu próprio livro ou agir como editor para outros autores. Pode até iniciar uma plataforma para publicar eBooks ou mesmo produzir versões áudio.

Se estiver interessado em escrever eBooks, os géneros mais vendidos são:

  • Ficção. Romance, thrillers e ficção para jovens adultos vendem particularmente bem online.
  • Fitness. Os guias de treino que seguem as últimas tendências de fitness são sempre populares.
  • Artesanato e bricolage. Ideias de coisas para fazer em casa são frequentemente procuradas.
  • Finanças pessoais. Uma vez que as pessoas estão sempre à espera de fazer crescer as suas poupanças, este é um tema quente.
  • Auto-ajuda. Especialmente se tiver alguma experiência na área, este pode ser um verdadeiro gerador de dinheiro.
Duas pessoas sentadas a trabalhar no portátil

Cursos online

Vender cursos online como um seminário online ou um download digital não é uma opção de dinheiro rápido.

Uma vez que este tipo de produto digital demora muito tempo a ser criado, requer conhecimentos reais para ser executado corretamente e é relativamente lento a produzir rendimentos. Este tipo de conteúdo só deve ser realizado se for apaixonado pelo que quer ensinar.

Dito isto, este é um setor que irá cerca de 325 mil milhões de dólares até 2025, o que significa que se conseguir montar um curso sólido e colocar o tempo necessário para o fazer funcionar, há dinheiro real a ser feito a longo prazo.

Os nichos rentáveis para cursos online incluem:

  • Arte e design. É especialmente útil para utilizar ferramentas como o Sketch ou Figma.
  • Programação. Há uma enorme procura de competências de desenvolvimento.
  • Marketing. Preste particular atenção ao SEO, redes sociais e marketing online.
  • Empreendedorismo e negócios. Ensine a gerir uma empresa.
  • Saúde e bem estar. Esteja presente para os apoiar e encorajar estilos de vida mais saudáveis.

Software como um serviço (SaaS)

Se tiver experiência em programação ou o orçamento para contratar programadores e tiver detetado uma lacuna no mercado para uma solução de software para um problema que muitas pessoas enfrentam, então monetizar software pode ser uma grande base para uma empresa.

O SaaS pode ser vendido como um download digital ou como um serviço de subscrição online. Na maioria dos casos, os seus clientes são mais propensos a serem proprietários de empresas do que consumidores finais pelo que deve ter a certeza de apontar a sua estratégia de marketing para o local certo.

Grandes exemplos de SaaS existentes incluem:

  • Ferramentas de gestão de projetos. Plataformas como a Asana ou o Monday são cruciais para o funcionamento de algumas das maiores empresas do mundo.
  • Ferramentas de marketing por email. As pessoas por detrás do MailChimp já foram como você; tiveram uma ideia e não tinham a certeza se seria um sucesso.
  • Cursos online. Estes são apenas mais uma forma de rentabilizar a aprendizagem online. Criar uma plataforma para lições pode ser tão lucrativo como criar as próprias lições.
  • Armazenamento de ficheiros. Serviços como o Dropbox fazem milhões oferecendo simplesmente formas eficazes de armazenar e partilhar ficheiros e conteúdos na cloud.
Mulher a pintar numa tela

Arte ou música

Há várias maneiras diferentes de começar a vender a sua música, fotografia, arte e vídeos online. Pode vendê-los a consumidores finais que os desejem para uso próprio ou em vez disso pode licenciá-los para uso comercial.

Sem dúvida já ouviu falar de fotografia de stock. O facto é que existe uma procura comercial para tudo, desde fotografias e música a vídeos e efeitos sonoros.

Enquanto a venda a utilizadores individuais pode ser lucrativa, vender licenças comerciais pode ser a sua forma de ganhar dinheiro a sério.

Se estiver interessado em vender licenças comerciais, o seu público-alvo pode incluir:

  • Promotores. Estas pessoas estão frequentemente à procura de fotografias de stock para usar em anúncios.
  • Cineastas. Os produtores de filmes precisam sempre de música e efeitos sonoros para os seus projetos.
  • Podcasters. Estas pessoas precisam de música temática, música ambiente ou efeitos sonoros.
  • Desenvolvedores web. O conteúdo simples para um novo site é muitas vezes a pedido.

Temas, templates, plugins ou ferramentas

Todos procuram uma uma solução online rápida ou pronta para um problema que têm. Pode ganhar dinheiro ao ser a pessoa a fornecê-la.

Temas e templates para documentos, sites ou gráficos podem dar aos seus criadores milhares de dólares. Entretanto, a procura de padrões, logotipos, wallpapers e brushes também permanece elevada.

Pode criar estes produtos para si próprio se tiver as competências ou comprar os direitos das criações de outros para as vender.

Aqui estão alguns exemplos de produtos digitais que poderá vender dentro deste nicho:

  • Templates de currículos. Estes são úteis para pessoas à procura de emprego sem conhecimentos de design.
  • Templates de sites. Os templates são perfeitos para quem não tem conhecimentos de web design.
  • Kits UX. Kits de pacotes para ajudar os web designers a aumentar as suas ferramentas.
  • Fontes e ícones. Porque não criar novos visuais para designers?
  • Plugins After Effects. Também é possível alargar as capacidades dos editores de vídeo.

Filiações

Embora não seja um produto em si mesmo, oferecer um programa de afiliação ou manter algum conteúdo premium atrás de um pagamento pode ser uma forma eficaz de rentabilizar o conteúdo, capitalizar um segmento existente e melhorar os seus outros esforços de marketing digital.

Para além de oferecer produtos digitais, ter um modelo de subscrição significa que também é capaz de transmitir conteúdos para utilizadores pagantes.

Os tipos de conteúdos e produtos digitais que funcionam particularmente bem com este modelo incluem:

  • Cursos online. Especialmente se houver um curso de longa duração. Oferecer as primeiras aulas gratuitas e depois solicitar o pagamento de outras aulas é altamente eficaz.
  • Conteúdo de vídeo. Com a ampla disponibilidade de serviços de streaming, o seu conteúdo tem de ser de primeira qualidade. No entanto, se conseguir encontrar o nicho e o público certos, este é um grande mercado.
  • Podcasts. Muitos dos podcasts mais bem sucedidos tornam alguns espetáculos gratuitos mas mantêm outros para utilizadores premium. Os ouvintes de podcasts estão particularmente confortáveis a pagar por conteúdos premium.
  • eBooks. Conseguir que os leitores se viciem nos primeiros capítulos de um livro e depois pedir-lhes que paguem para ler mais é uma forma experimentada e testada de transformar os eBooks em conteúdo premium.
  • Produtos SaaS. Se estiver a vender um produto de software é totalmente aceitável oferecer ou um programa de adesão para uso geral ou funcionalidades premium que só são desbloqueadas quando um utilizador decide pagar.
Mulher com vestido cor-de-rosa dentro de um carrinho de compras

Como posso vender os meus produtos digitais online?

Então, já tem um produto digital em mente que quer vender ou utilizou a informação acima para começar a pensar sobre o que vender na sua loja online.

Agora, a sua abordagem no marketing e venda dos seus produtos digitais irá decidir o seu sucesso.

Aqui, vamos expor as coisas a considerar ao fazer marketing e vender produtos digitais pela primeira vez.

Produtos digitais vs produtos físicos

Em primeiro lugar, vale a pena refletir sobre como a venda de downloads e produtos digitais será diferente da venda física.

Há vantagens e desvantagens quanto à venda de produtos digitais ou downloads digitais em relação aos produtos físicos. Se estiver habituado ao retalho tradicional, poderá ter de aprender um novo mundo de conhecimentos para se estabelecer no mercado digital..

Prós dos produtos digitais:

  • Stock ilimitado. Uma vez que se trata de um produto digital infinitamente replicável, nunca irá esgotar o seu inventário.
  • Sem armazenamento. Para além do espaço de alojamento para guardar os seus ficheiros online, não precisa de se preocupar com espaço de armazenamento ou custos.
  • Sem custos ou limitações de envio. Nem você nem os seus clientes precisam de pagar pelo envio e os seus produtos podem estar disponíveis em qualquer parte do mundo.
  • Maior margem de lucro. Com exceção do custo inicial de desenvolvimento do seu produto, não há praticamente nenhum custo unitário para produtos digitais, o que significa que quase tudo é lucro.

Contras dos produtos digitais:

  • Intangíveis. Embora os consumidores estejam mais habituados a comprar produtos digitais, os produtos físicos têm um apelo óbvio e uma propriedade mais clara.
  • O valor não é óbvio. Como não há especificações físicas a delinear, pode ser mais desafiante comunicar o valor inato dos produtos digitais.
  • Mais difícil de comercializar? Devido aos pontos acima mencionados, existem desafios únicos mas não intransponíveis quando se trata de enviar mensagens sobre produtos digitais.
Janela aberta em prédio em cimento. Nicho de mercado.

Como vender produtos digitais online

Cada produto tem pontos de venda únicos que devem estar no centro das suas mensagens.

No entanto, há alguns passos gerais que deve ter em conta se espera ter sucesso na venda de produtos digitais.

1. Encontre o seu nicho e ajuste ao mercado

Pode parecer o Retalho-101 mas tal como acontece com os produtos físicos, tem de se certificar de que existe uma procura sólida e uma audiência disposta a comprar os seus produtos digitais.

Aos olhos dos consumidores, os produtos digitais diferem dos físicos: o comprador está ansioso pelo resultado da utilização do produto e não pela propriedade do mesmo.

É em parte por isso que é vital que o seu produto digital responda a uma necessidade no mercado e resolva um problema específico. Se for demasiado semelhante aos produtos existentes ou demasiado novo e desligado das necessidades do consumidor, não haverá procura.

Após encontrar o seu nicho, pergunte a si próprio:

  • Que necessidade ou problema específico é que o seu produto resolve?
  • A procura no seu nicho está a crescer, a diminuir ou a permanece constante?
  • Que outros produtos são dirigidos para o mesmo nicho ou nichos semelhantes?
  • Como irá diferenciar o seu produto dos outros?

2. Compreenda os seus canais de marketing mais eficazes

Assim que souber qual será o seu produto e qual o nicho de mercado que irá visar, deverá ter uma boa ideia de quem é o seu público-alvo.

Com isto em mente, é altura de avaliar quais serão os canais de marketing mais eficazes para atingir o seu público específico.

Conduza uma pesquisa para descobrir que plataformas o seu público alvo frequenta e quais as mensagens que provavelmente serão mais eficazes.

Otimização para motores de pesquisa

Se tem o seu próprio site é óbvio que deve integrar o SEO na sua estratégia de marketing. Uma vez que 80% do tráfego da internet provém de motores de pesquisa, é um desperdício não capitalizar neste canal.

Contudo, tenha em mente que a SEO leva algum tempo a começar a mostrar resultados. Se quiser um lançamento rápido do produto, é provável que precise de recorrer a canais de marketing alternativos, pelo menos inicialmente.

Utilizando um construtor de sites e uma plataforma de eCommerce como Zyro, não só lhe proporcionará um ótimo local para vender produtos digitais como também lhe dará um avanço no SEO.

Com templates otimizados e responsivos, carregamento rápido e assistência da IA na criação de conteúdos fáceis de pesquisar, pode criar um negócio lucrativo de downloads digital de eCommerce em pouco tempo.

Publicidade nas redes sociais

A maioria dos demografias terá uma plataforma social preferida, pelo que descobrir onde se encontra o seu mercado-alvo e criar anúncios personalizados nessa plataforma é uma estratégia eficaz para a maioria das empresas que querem vender online.

Utilizando uma plataforma de eCommerce como a Zyr,o pode criar, segmentar, localizar e otimizar anúncios em plataformas como o Facebook, o Instagram e o Pinterest.

Influencers e bloggers

Dependendo do mercado alvo, poderá descobrir que personalidades influentes online podem ser aproveitadas para canalizar o tráfego para os seus produtos.

A chave para encontrar os influencers ou bloggers certos para promover os seus produtos é encontrar o público certo e encontrar parceiros que tenham previamente publicado conteúdo relacionado com o tipo de produto que oferece.

Esta pode não ser a abordagem certa para todas as empresas, especialmente se vender B2B.

Anúncios online

Para além de criar anúncios nas redes sociais, deve considerar a utilização de redes de anúncios para aumentar o seu alcance e atingir o seu público em toda a web.

A escolha óbvia é trabalhar com o Google Ads que tem o maior alcance de consumidores por toda a internet.

Alguns construtores de site (o Zyro incluído) permitem-lhe criar e segmentar anúncios com o Google de forma rápida e simples.

Promoção na plataforma

Dependendo dos produtos que estiver a vender e onde os estiver a vender, poderá ter oportunidades de comercializar na plataforma que estiver a utilizar.

Isto pode envolver a otimização do seu perfil para convidar mais visitantes ou passar tempo a fazer networking com outros vendedores para aumentar a sua exposição na plataforma.

E deve definitivamente aproveitar todas as oportunidades disponíveis para aumentar a sua reputação quando estiver a começar.

Sinal em neon Free Smells com um fundo preto

3. Considere um modelo com borlas

Claro, tem produtos para vender e quer rentabilizar o seu investimento gerando vendas de clientes pagantes.

Contudo, quando vende produtos digitais, oferecer versões gratuitas, testes gratuitos ou amostras gratuitas do seu produto é uma forma eficaz de impulsionar as vendas.

A maioria dos fornecedores de conteúdo que utilizam este modelo oferecem algum conteúdo gratuito como um aliciante para se inscrever e jogar e, mais tarde, pagar.

Há muitas maneiras de usar este modelo para atrair clientes para a sua marca digital:

  • Os vendedores de eBooks podem oferecer um livro gratuito ou amostras de capítulos
  • As empresas de SaaS podem publicar uma versão gratuita do seu software com características limitadas
  • Os cursos online podem oferecer aulas experimentais
  • Artistas, músicos, podcasters e outros criadores de conteúdos podem dar algum do seu trabalho gratuitamente e cobrar pelo resto

O fantástico deste modelo é que os utilizadores a tirarem partido de um “bom negócio” podem ficar interessados no seu conteúdo ou produto sem fazer uma compra, tornando-os mais propensos a pagar por mais acesso.

4. Oferecer uma variedade de níveis de pagamento

Semelhante à oferta de conteúdo grátis, a criação de um sistema de pagamento por escalas pode ser um método eficaz para expandir a sua base de clientes e promover a repetição de clientes.

A maioria das empresas terá um produto principal que representa a maior parte das suas vendas.

No entanto, se o seu produto principal tiver um preço relativamente elevado, poderá considerar o lançamento de uma versão reduzida a um preço mais barato ou produtos auxiliares que sejam mais baratos.

Isto é eficaz de duas formas fundamentais:

  • Os clientes que não podem ou não querem investir no produto principal ainda podem fazer uma compra da sua marca, tornando-os mais propensos a comprar mais tarde um item de custo superior.
  • Os clientes que tenham adquirido anteriormente o seu produto principal terão uma razão para fazer mais compras com a sua empresa.
Desenho à mão da experiência do utilizador

5. Otimize o seu site ou perfil para conversões

Garantir que está a utilizar os canais de marketing e mensagens corretos é apenas metade da batalha para convencer os utilizadores a comprar produtos digitais. Tem de otimizar a sua experiência de utilizador para encorajar os visitantes do seu site ou perfil a fazer uma compra.

Se tiver decidido vender no seu próprio site e loja online, terá um maior controlo. Uma linguagem que encoraje as conversões, um layout facilmente navegável e botões call to action estrategicamente colocados irão assegurar que a sua taxa de conversão seja elevada.

Plataformas de eCommerce como a Zyro irão ajudar a otimizar o seu site, dando-lhe uma visão do tráfego com ferramentas como o Google Analytics e irão oferecer-lhe análises de página com ferramentas como os mapas de calor Hotjar para o ajudar a compreender como os visitantes se comportam.

Se estiver a utilizar uma plataforma de terceiros para vender os seus produtos terá menos opções de otimização.

No entanto, deve ainda tentar assegurar-se de que o seu perfil é otimizado por palavras-chave, a sua marca é apelativa e as suas mensagens encorajam as compras.

6. Encoraje clientes repetitivos

O Santo Graal para todos os retalhistas são os clientes que voltam repetidamente para fazer compras.

Custa muito menos converter clientes anteriores do que novos, pelo que se deve estar sempre atento a oportunidades de desenvolver razões para os clientes voltarem.

  • Lance regularmente novos conteúdos ou atualizações. Ao ter novos produtos para comprar que oferecem novos conteúdos/características ou melhorias aos produtos existentes, irá encorajar mais compras.
  • Mantenha os clientes anteriores envolvidos. A recolha de dados de contacto, o contacto nas redes sociais e a comunicação regular com clientes anteriores serão compensados a longo prazo.
  • Promova produtos secundários. Se tiver mais do que apenas um produto, certifique-se de promover os seus outros produtos, facilitar a adição de produtos extra no checkout e contacte os clientes no pós-venda informando-os sobre o seu catálogo.
  • Venda subscrições. Já discutimos porque é que os modelos de subscrição são eficazes. Estes asseguram os clientes repetitivos e um fluxo de rendimentos previsível.

Onde posso vender os meus produtos digitais?

A resposta a esta pergunta vai depender do tipo de produto que está a vender.

Iremos cobrir alguns canais e diferentes plataformas que podem ser boas opções para a venda de produtos digitais de diferentes tipos.

1. O seu próprio site

Se está a planear vender produtos SaaS ou cursos online, um site é um destino absolutamente obrigatório para os seus clientes.

Contudo, praticamente qualquer pessoa que venda produtos digitais deverá criar o seu próprio site para a venda direta de produtos e para fins de branding e marketing.

Recomendamos vivamente a utilização de um construtor de sites e de uma plataforma de eCommerce. Isto irá facilitar a venda de produtos digitais. Irá ajudá-lo a criar um site, lançar uma loja online e vender e comercializar os seus produtos através de várias plataformas.

Ao escolher uma plataforma de eCommerce e de construção de sites, certifique-se de que a sua loja online terá as seguintes características:

  • Suporta a publicação e venda de produtos digitais
  • Tem ferramentas para otimizar o seu site para a pesquisa
  • Vem com recursos de marketing para o ajudar a alcançar potenciais clientes nas redes sociais e através da web
  • Tem ferramentas analíticas para ajudar a otimizar as suas vendas
  • Gestão central do inventário, listagens de produtos, vendas e comunicação com o cliente
Jovem a tirar foto com uma câmara profissional

2. Fotografia de stock e sites de arte

Se é um fotógrafo, artista, músico ou qualquer pessoa que cria imagens, vídeos ou música online, uma das formas mais fáceis de começar a vender downloads do seu trabalho é carregá-los para um sites de imagens, vídeos ou música de stock.

Os benefícios de utilizar tais sites incluem ter uma audiência pronta, formas simples de gerir as suas vendas e a oportunidade de não se preocupar demasiado com o marketing e SEO.

Contudo, a utilização destes sites para vender produtos digitais não deixa de ter os seus inconvenientes. Terá provavelmente de pagar uma quantia justa de comissão à plataforma, estará em concorrência com outros criadores na plataforma e terá menos controlo sobre a experiência do utilizador.

Entre os melhores sites de stock de imagens e arte estão:

  • Dreamstime. Tudo é aceite: desde imagens decentes de smartphones a fotografias profissionais de topo.
  • Alamy. Uma excelente plataforma para qualquer pessoa com imagens, vídeos ou arte vetorial para vender.
  • Shutterstock. Apesar das suas baixas taxas de comissão, todos (desde fotógrafos e videógrafos a músicos e artistas sonoros) podem vender nesta plataforma.
  • Adobe Stock. Outra grande plataforma de arte de stock a que os utilizadores de todos os produtos Adobe têm acesso.

3. Plataformas de eCommerce

O meio termo entre o seu próprio site e uma plataforma de imagens de stock é  utilizar uma plataforma eCommerce. Embora seja capaz de ganhar mais com cada venda, também terá de trabalhar mais para conseguir que o seu trabalho seja encontrado pelos clientes.

Existem algumas plataformas de eCommerce por aí que são especificamente concebidas para produtos digitais, enquanto outras lhe permitem vender coisas de forma mais geral.

Não se esqueça, pode sempre utilizar estas plataformas em conjunto com o seu próprio site. Isto pode ajudar no marketing, branding, otimização e experiência do utilizador.

  • Amazon. Este é um site de eCommerce com o qual todos estão familiarizados e que pode ser utilizado para vender praticamente tudo.
  • E-junkie. Aqui está uma plataforma de eCommerce especificamente concebida para facilitar a venda de produtos digitais.
  • Gumroad. Uma plataforma que se vende a si própria como a forma mais simples para os criadores de todos os tipos venderem online. A Gumroad é muito versátil.

4. Plataformas especializadas

Alguns tipos de produtos digitais têm sites dedicados especificamente à sua venda e compra.

São plataformas altamente especializadas onde vendedores e compradores estão a visitar especificamente para um tipo de produtos digitais.

  • Blurb e Aerio. Estas plataformas servem especificamente para autores e leitores de eBook, cada uma com uma comunidade de criadores e consumidores.
  • Talentlms e LearnPress. Estes são excelentes sites para acolher os seus cursos online, permitindo-lhe organizar e dar aulas online.
  • ThemeForest e TemplateMonster. Duas grandes plataformas. Foram concebidas para ajudar na venda e compra de temas de sites.

Se está pronto para começar a vender produtos digitais online, considere a possibilidade de construir o seu próprio site e loja online com o Zyro.

É a forma mais rápida e fácil de vender no seu próprio site e dá-lhe acesso a poderosas ferramentas de marketing e plataformas de eCommerce de terceiros.

Escrito por

Avatar do autor

André Quintal

Copywriter focado em trazer as melhores dicas e truques para todos os interessados em desenvolver um negócio online poderem alcançar o seu potencial. Para além da sua paixão pela escrita, André, passa o seu tempo a viajar e a descobrir novos países e culturas.

Junte-se à conversa

O seu endereço de email não será publicado. Todos os campos são necessários.